FANDOM




Detentor do fascinante brilho da ametista.

Hilda de Polaris

Alberich de Megrez, Estrela Delta (デルタ星メグレスのアルベリッヒ, Derutta-Sei Meguresu no Aruberihhi) é um dos 7 Guerreiros Deuses de Asgard na série Cavaleiros do Zodíaco, de Masami Kurumada. Ele era chamado de "Alberich de Mergures" na dublagem original, feita pela Gota Mágica.

Origem do nome

O nome Alberich significa "rei dos elfos" ('elbe', "elfos", e 'reix', "rei"). Era também tido como rei dos anões. A tradução francesa de Alberich é Oberon, personagem que é tido como rei das fadas na literatura fantástica francesa e inglesa 'Um sonho de uma noite de verão', escrito por William Shakespeare.

1 - Na Edda, conta-se que um dia, Loki passeava em campainha de Odin e Hoenir, quando matou por acidente Otr, um dos filhos de Hreidmar. Este pediu em compensação, uma grande quantidade de ouro. Loki foi então até Alberich, o rei dos anões nibelungos (“Nibelungos” é a designação dada, na mitologia germânica, aos possuidores de um tesouro, do qual fazia parte o famoso anel mágico. São habitantes do norte gelado de Niflheim, o Inferno, a que estava ligada uma maldição; foi aplicada também aos burgúndios, que, por intermédio de Siegfried, se apoderaram deste tesouro). Seu palácio subterrâneo era repleto de pedras e metais preciosos, o tesouro dos nibelungos. Alberich era também um poderoso mago, e com seus poderes, protegia o tesouro dos nibelungos. Loki, ameaçando-o, tomou seu tesouro, mas Alberich lançou uma maldição em um dos anéis do tesouro, para que aquele que o levasse encontrasse a morte. Loki advertiu a Hreidmar, mas este não acreditou. Pouco tempo depois, Hreidmar é morto por seu filho Fafnir, para que este pudesse se apoderar do ouro do seu pai. Fafnir transforma-se num dragão para poder proteger melhor seu ouro. Segundo as lendas, Siegfried venceu Alberich, e esse lhe concedeu a espada Balmung e a sua capa (ou elmo) da invisibilidade. Alberich é também uma personagem mitológica pertencente às sagas épicas francas, criadas durante a dinastia merovíngia, entre os séculos V e VIII.

2 - Na “Canção dos Nibelungos”, um poema épico em alto alemão escrito durante o século XIII, Alberich é um poderoso mago anão, guardião do tesouro dos nibelungos, que acaba vencido por Siegfried. Alberich era considerado o rei dos anões que viviam no subterrâneo. Possuía um castelo subterrâneo, entre rochas, rodeado por pedras e metais preciosos. Possuía uma capa que o tornava invisível, a Tarnkappe. Segundo este poema, Freya recebeu de Alberich o colar Brisingamen junto com Draupnir, o anel de Odin, e a espada mágica Tyrfing, ao se deitar com ele e outros anões.

Características

Aparência

Alberich possui um corpo atlético e musculoso; sua pele é pálida, sua cor de cabelo rosa com sombras roxas vermelhas e seus olhos são verde-claro.

Personalidade

A ambição de Alberich

A ambição de Alberich

Um orgulhoso descendente de uma notável família de Asgard, os Alberich, a dissimulação descreve bem o comportamento de Alberich. Apesar de prestar fidelidade a Hilda, servindo-a como Guerreiro Deus, tem por ambição oculta tomar o lugar desta e ser ele próprio senhor de Asgard e do mundo. Para tanto não escolhe meios para atingir seus objetivos, chegando a empregar métodos escusos para vencer. Ao enfrentar Marin, Alberich utiliza um acessório oculto no punho de sua Robe, espirrando um líquido corrosivo que danifica a máscara da amazona, deixando-a temporariamente incapaz de defender-se. Quando enfrentou Seiya, Alberich usa a Amazona como chantagem, abalando a determinação do Cavaleiro de Pégaso que acaba derrotado e aprisionado.

Alberich também demonstra arrogância para com os próprios companheiros, como ao desafiar a autoridade de Siegfried por meio de gestos sutis. Nunca perde o auto controle, agindo sempre com frieza e determinação.

Histórico

Passado

Alberich conversa com Hilda

Alberich conversa com Hilda.

Antes de se tornar Guerreiro Deus, Alberich atuava no Palácio Valhalla como um soldado. Em certa ocasião, Hilda se diz aborrecida com o fato do jovem utilizar sua inteligência com desejos mesquinhos invés de usá-lo em prol da humanidade. Aquilo desgostou Alberich que ainda manteve-se por perto da Representante de Odin, estando presente no momento em que a mesma, enquanto rezava enfrente o mar, é atacada por Poseidon e possuída pelo Anel de Nibelungo. Alberich não conta nada a ninguém, preferindo usar aquilo em causa própria.

Alberich recebe a Robe de Megrez

Alberich recebe a Robe de Megrez.

Com a mudança de personalidade, Hilda reúne seus guerreiros,outorgando a Alberich o título de Guerreiro Deus, bem como a Robe de Megrez.

Batalha contra os Cavaleiros de Atena

Alberich desafia Siegfried

Alberich desafia Siegfried.

Após Thor de Phecda, Fenrir de Alioth, Hagen de Merak e Mime de Benetnasch serem derrotados, Siegfried e Shido discutem sobre quem deveria enfrentar os Cavaleiros. Alberich ironiza a devoção dos colegas, alertando que se os mesmos agissem com impulsividade também acabariam derrotados. Hilda de Polaris surge, e Alberich vê ali a oportunidade de colocar seus planos em prática, voluntariando-se para combater os Cavaleiros de Bronze.

Alberich enfrenta Marin

Alberich enfrenta Marin.

Ele se dirige para a chamada Floresta Amaldiçoada de Asgard. Seu primeiro adversário é a Amazona de Prata Marin de Águia, que penetrou em Asgard para contar a seu pupilo Seiya de Pégaso sobre o segredo de Shido de Mizar - o qual havia derrotado Aldebaran de Touro. Intencionando interrogar a Amazona, Alberich decide que o melhor seria eliminá-la. A luta é equilibrada, com Marin conseguindo manter Alberich acuado com seus ataques, Meteoros e Lampejo da Águia. O Guerreiro Deus, contudo, age com ardil, espirrando um líquido corrosivo que danifica a máscara da Amazona, deixando-a vulnerável. Alberich aproveita a brecha e encerra Marin na Couraça Ametista.

O próximo adversário é Seiya de Pégaso. Guiado até ali pelo último sinal do Cosmo de sua mestra, o Cavaleiro de Pégaso questiona o paradeiro de Marin, ao que Alberich pergunta ser o nome daquela a quem acabara de sepultar. Alberich não perde tempo. Seu primeiro movimento é usar a Couraça Ametista. Seiya consegue evitar o ataque, contra-atacando com seus Meteoro de Pégaso e Turbilhão de Pégaso. Alberich fica caído, mas esboça um sorriso confiante. O Guerreiro Deus mostra Marin, presa na Ametista.

Alberich vs Seiya

Alberich vs Seiya.

A partir desse ponto, Alberich passa a chantagear Seiya, exigindo a safira de odin de Thor em troca de libertar Marin. Seiya fica claramente perturbado, dividido entre salvar aquela que foi sua mestra e cumprir sua missão de Cavaleiro. Seiya oscila, mas investe mais uma vez. Seu ataque não é decisivo e Alberich aproveita para apanhar sua Espada de Fogo, Seiya tem dificuldades, mas consegue manter a luta em relativa igualdade. Alberich, no entanto, provoca o Cavaleiro de Pégaso, o responsabilizando pelo sofrimento de Marin. Alberich leva a melhor na guerra psicológica, conseguindo aprisionar Seiya com a Couraça Ametista.

Hyoga de Cisne é o próximo a surgir, deparando-se com Seiya e Marin presos na Ametista. Alberich logo se revela, exigindo do Cavaleiro de Cisne a safira de odin de Hagen. Hyoga tenta alertar o Guerreiro Deus para o iminente desastre de um mundo coberto pelas águas, o que não causa resultado.

Alberich vs Hyoga

Alberich ataca Hyoga.

A luta começa. Hyoga utiliza o Pó de Diamante, congelando a Espada de Fogo, sem, contudo, inutilizá-la permanentemente. Hyoga tenta congelar as pernas do adversário, porém é duramente castigado. Hyoga atira o Trovão Aurora Ataque, conseguindo congelar Alberich que, graças a Espada de Fogo, consegue escapar. Alberich usa em Hyoga a mesma chantagem que usou com Seiya, advertindo o Cavaleiro de Bronze de que caso fosse morto, Marin e Seiya continuariam presos na Ametista para sempre. Hyoga fraqueja por um momento, atacando com a Execução Aurora. O golpe não surte efeito. No fundo Hyoga também quer salvar seus amigos, e Alberich aproveita a fraqueza para atacar.

O combate é levado para outra parte da floresta, onde Alberich evoca a Unidade da Natureza, fazendo com que galhos de árvores ganhem vida e ataquem Hyoga. Apanhando de todos os lados, Hyoga não tem mais forças para reagir. Alebrich volta a usar a Couraça Ametista, mas seu ataque é barrado pelo escudo de Shiryu de Dragão.

Alberich pergunta se Shiryu seria discípulo de Dohko de Libra, revelando que o mesmo lutara e derrotara seu antepassado, Alberich XIII, nos Cinco Picos Antigos. Shiryu, por sua vez, se recorda de uma história que ouvira de seu mestre, envolvendo o antepassado de Alberich.

Alberich é derrotado

Alberich é derrotado.

Os dois combatentes medem forças. Inicialmente Shiryu tem problemas em lidar com a Unidade da Natureza, mas lembrando-se dos ensinamentos de seus mestre, consegue anular a técnica de Alberich. Shiryu percebe que Alberich não é capaz de combinar a Couraça Ametista com a Unidade da Natureza, e tirando a armadura, força o Guerreiro Deus a atacar. Com o Cólera do Dragão Shiryu vence definitivamente Alberich, libertando seus companheiros.

Habilidades de Luta

Como foi dito no Episódio Zero, ele e os outros Guerreiros Deuses são tão poderosos como os Cavaleiros de Ouro, porém há controvérsias, pois ele foi golpeado por Marin de Águia, uma amazona de prata.

Técnicas Especiais

Gifrefeito02

Couraça Ametista
(Amethyst Shield)
Técnica que o Guerreiro Deus de Megrez utiliza para confinar o inimigo no caixão da Ametista. Alberich abre os braços, e a parte superior de seu corpo passa a emitir um brilho púrpura, da cor da Ametista. Vários minúsculos pedaços da Ametista são lançados na direção do oponente junto de um forte vendaval, e quando atingem o alvo vão se juntando e se fixando, cobrindo rapidamente todo o corpo da vítima e formando o belo caixão da Ametista. Dentro do caixão, a pessoa tem pouco a pouco sua energia vital sugada, e passado um certo tempo, a pessoa morre. Quanto mais a pessoa dentro da Ametista queimar seu cosmo, mais rápido a energia dela será sugada, e mais rápido a pessoa morrerá. Esse caixão só se destruirá se Alberich morrer. Devido à habilidade de Alberich controlar a Ametista, e a resistência proporcionada por ela, o Guerreiro Deus de Megrez pode usá-la para se defender dos ataques inimigos.

Gifrefeito03

Espada de Fogo
(Hōnō no Ken)
Alberich de Megrez possui uma espada que vem em conjunto com sua armadura. Esta espada não é comum, pois além de ser muito resistente e extremamente afiada, ela possui uma chama que é de sua própria natureza. Alberich pode controlar como quiser sua espada e a poderosa chama que esta abriga, podendo retalhar e queimar tudo à sua frente. Nem mesmo o poderoso ar frio de Hyoga conseguiu fazer com que a chama da Espada de Fogo apagasse, pois além do fogo propriamente dito há muito cosmo concentrado na espada.

Gifrefeito01

Unidade da Natureza
(Nature Unity)
Esta técnica foi criada por Alberich XIII, um antepassado de Alberich. É considerado um dos golpes mais poderosos e apelativos do anime. Com este golpe, o Guerreiro Deus de Megrez pode manipular os espíritos da natureza como bem entender, podendo utilizá-os para atacar ou para se defender. Qualquer forma de natureza que estiver próxima a Alberich num raio de muitos metros passa a ser totalmente controlada. No ataque, galhos e raízes de árvores, água, terra e rochas atacam ferozmente o oponente por todos os lados e de todos os ângulos. As pontas dos galhos e das raízes se tornam afiadas como as de uma lança, e ficam muito mais resistentes. O chão se abre ao comando de Alberich, e diversas estacas de madeira ou de pedra cobertas por uma estranha cosmo-energia verde atacam o oponente. Na defesa, Alberich pode formar uma resistente barreira à sua frente, seja usando os troncos, galhos e raízes, ou usando a terra e as rochas.

Curiosidades

  • Na dublagem da Gota Mágica, sua Robe foi nomeada armadura dourada de delta.
  • É, depois de Siegfried de Dubhe, o Guerreiro Deus que mais enfrentou Cavaleiros de Bronze, incluindo uma Amazona de Prata.
  • Um dos poucos inimigos que Seiya enfrenta tendo ampla vantagem inicial, mas termina derrotado. Contrário a maioria dos combates, no qual Seiya se mostra inicialmente em desvantagem, mas termina vencendo.
  • Ao recobrar a consciência, Hilda recorda de Alberich como um guerreiro fiel e honrado, provavelmente nunca suspeitando das reais intenções do Guerreiro Deus.
  • Alberich afirma, em sua batalha contra Seiya, que caso fosse morto isso também representaria a morte das pessoas presas na Ametista, o que não aconteceu ao ser derrotado por Shiryu. Seguramente um blefe para assegurar a própria vida além de aumentar sua vantagem estratégica.


Guerreiros Deuses de Asgard
Deus Odin
Representantes de Odin Gothi: Durval; Representantes Terrenos: • HildaAndreas (não-reconhecido) • Lifya (legítima)
Soldados Soldados Rasos
Guerreiros Deuses de Durval LokiMidgardRungUr
Guerreiros Deuses de Hilda Siegfried de DoubeHagen de MerakThor de PhecdaAlberich de MegrezFenrir de AliothShido de MizarBado de AlcorMime de Benetnasch
Guerreiros Deuses de Andreas Frodi de GullinburstiFafner de NidhöggHeracles de TanngrisnirSurtr de EikthyrnirSigmund de GraniBaldr de HraesvelgrUtgarda de Garm
Outros personagens FreyFreya (filme)Freya (anime)Lifya
Utensílios e objetos sacros Espada BalmungSafiras de OdinGod Robes