Fandom

Saint Seya Wiki

Aspros de Gêmeos

2 315 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários250 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.


Aspros de Gêmeos (双子座のアスポロス, Jemini no Asuporos?) fora um dos Cavaleiro de Ouro veteranos do Santuário de Atena logo antes do começo oficial dos eventos da Guerra Santa contra Hades durante o Século XVIII que por ter sua alma corrompida pela malicia de Yohma de Mefistófeles, acabou obcecado para obter a posição de Grande Mestre e por não a conseguir, planejou um golpe para usurpar a posição. Entretanto, ele viria a falhar em sua demanda, sendo desmascarado e morto por sua traição através seu irmão gêmeo mais novo, Defteros, que o substituiria como Cavaleiro de Gêmeos.

Todavia, querendo vingança contra aqueles que negaram "o que lhe era por direito", Aspros seria revivido pelo Imperador dos Mortos a fim de atuar como guardião do Templo de Marte no Céu durante a contenda final do Lost Canvas, sendo que só após o sacrifício final de seu irmão para lhe libertar das trevas que o influenciavam, o geminiano voltaria a ser leal a Atena e conseguiu se vingar daquele que o corrompeu antes de morrer definitivamente. Sua contrapartida no universo de Next Dimension é Abel.

Etimologia Editar

"Aspros" vem da palavra grega Άσπρος que literalmente significa "branco", referindo à cor e seus significados como pureza, paz, inocência e reconciliação. Esta é uma alusão óbvia da autora, Shiori Teshirogi, ao contraste gerado entre luz e sombra que governam os detentores da armadura de Gêmeos.

Características Editar

Personalidade Editar

Aspros insegurança.png

A insegurança sobre reconhecimento de Aspros

Em sua infância, antes de ser corrompido pelo mal, Aspros era visto como a pessoa benevolente, auto-centrada, justa e de forte obstinação. Ele também detinha um grande respeito e admiração por seus superiores, zelo pelo fracos e oprimidos, e uma disciplina extrema com as ordens que lhe eram dadas, algo que também era tanto admirado como também visto como teimosia por seus amigos íntimos, Sísifo e Hasgard. No geral, devido suas qualidades, ele era visto como uma dádiva para com o Exercito de Atena por ter nascido na luz do destino de Gêmeos, entretanto, Aspros repudiava a idéia de que o destino de uma pessoa já estava traçado, acreditando abertamente que todos são capazes de governar seu próprio caminho. Só que em contraste a sua confiança, Aspros tinha medo de não ser reconhecido pelos demais, o que em última análise, faria uma sombra se erguer em seu coração.
Asperos Grande Mestre ambicao.png

A ambição máxima de Aspros em sua corrupção: se tornar Grande Mestre

Devido a corrupção de sua alma causada por Yohma, conforme fora alcançando a idade adulta, Aspros começou demonstrar sinais de arrogância para com os outros, excesso de confiança, um complexo de superioridade e um orgulho incrível de seu poder, algo que o faria se distanciar de seus amigos e até de seu irmão devido seu mau gênio, embora ele ainda manteve sua boa índole no fundo de sua mente, sendo que durante seu tempo como Cavaleiro de Gêmeos, ele fazia o que pensava ser do melhor interesse do Santuário. No auge de sua queda para as trevas, suas prioridades tornaram-se centradas em torno de si mesmo, manipulando inúmeros outros, a fim de satisfazer seus próprios objetivos e colocar em prática várias camadas de contingências para que ninguém jamais pudesse divergir de suas próprias intenções. Como ele valoriza apenas o poder e possui muito de sua autoria, Aspros, portanto, não gosta de desperdiçá-lo em causas indignas ou contra adversários que não representam algum desafio, alegando desgosto quando ele é forçado a isso. Ele também, acima de tudo, se tornou ambicioso por ser o próximo do Grande Mestre, algo em que se preparou para alcançar de todas as formas que pudesse. Quando frustrado por não ser indicado ao cargo de líder do Santuário, Aspros fora capaz de ir aos extremos a ponto de querer assassinar Sage e quem estivesse no caminho a fim de usurpar o cargo para si. Por uma ironia do destino, a ambiciosidade de Aspros fora sua ruína onde acabou sendo morto, todavia, incapaz de aceitar o que lhe acontecera, ele ainda lançou sobre si mesmo o Satã Imperial a fim de não sentir arrependimento de suas ações, mostrando assim sua obstinação.

Aspros duas faces.png

A queda de Aspros do bem para o mal

A partir de sua traição na pós-vida, Aspros não se importou em ter que se aliar a Hades para reivindicar aquilo que acreditava ser seu, onde por sua vez o fez decair ainda mais na escuridão. Nesta época, ele demonstrou sinais de crueldade e sadismo em sua batalha contra os Cavaleiros de Ouro, em especial contra seu irmão. Foi só apenas através do sacrifício da vida de Defteros que Aspros finalmente se libertou das trevas e voltou a ser quem era. A partir dai, Aspros adquirira aversão de si mesmo, ficando abatido e incapaz de perdoar a si mesmo por seus crimes, ao ponto de atacar sozinho o hospedeiro de Hades a fim de compensar seus camaradas. Ao finalmente descobrir que fora Yohma o causador de sua dor e desonra, Aspros tomou como sua última meta em vida destruir o espectro e garantir que não concluísse seus planos. Mesmo depois de conseguir sua última demanda, Aspros ainda não era capaz de aceitar o perdão de sua deusa, acreditando que merecia morrer por tudo que cometera.

  • A relação de Aspros e Defteros na infância
  • A relação de Aspros e Defteros quando adultos
Entre ele e seu irmão gêmeo, Defteros, a relação de ambos mostrou ser muito complexa e extensa, de modo que é difícil saber até que ponto a relação entre os dois foi sincera. É verdade que os ideais de Aspros inicialmente mostraram que como sempre defendeu Defteros, ele tinha apego e carinho com seu irmão mais novo. No entanto, algum tipo de desconforto sempre existiu entre os gêmeos. Aparentemente, a instabilidade do relacionamento dentre eles surgira devido ao choque de Aspros em testemunhar o quanto seu irmão havia se tornado forte como uma imagem espelha de si próprio, o que o fez vê-lo como uma ameaça a sua própria existência como Cavaleiro de Gêmeos. Isso, no final, fez com que a corrupção de Yohma intensificasse mais ainda as dúvidas e medos que já tinha e, eventualmente, o levaram a ruína. Em sua corrupção, alem de constantemente se referir a Defteros como sua sombra, Aspros sempre o inferiorizava como seu segundo e ainda usou o Satã Imperial para controlar sua mente a fim de ajudá-lo a usurpar o cargo de Grande Mestre. Por ter sido morto por seu irmão e ao vê-lo usando sua armadura de Gêmeos, Aspros demonstrou guardar rancor e queria fazê-lo sofrer por sua audácia.

De acordo com Asmita de Virgem, a relação de ambos era de certa forma como da Luz e Trevas, onde um não podia existir sem o outro. Sendo assim, o virginiano afirmou que a existência separada dos dois foi um erro e só se equilibraria quando ambos se reunissem novamente. Tal idéia, provou ser um fato, como quando Defteros morrera, conseguira novamente equilibrar a luz de Aspros, o tornando um homem completo.

Aspros sorri maliciosamente.png

Aspro sorri desdenhando seus adversários

Em batalha, Aspros é muito disciplinado, calmo e focado em uma luta, nunca permitindo que seus planos ou ataques fracassados e até números superiores possam perturbá-lo ou intimidá-lo, estando sempre disposto a fazer o que deve ser feito para obter a vitória, mesmo que ele deva ser "inferior", para realizar táticas impróprias ou excesso de exibição. Isso faz dele versátil em combate e capaz de mudar de tática para explorar as vantagens. Ele também é perfeitamente consciente de seus talentos e não finge modéstia, chegando a sorrir maliciosamente para seus adversários, afirmando sem rodeios quando ele é mais forte que o seu adversário e menosprezando-o quando ele continua a desafiá-lo.

Aparência Editar

  • Aspros trajando sua armadura de GêmeosIr para Aspros trajando sua armadura de Gêmeos
  • Aspros usando sua armadura com capaceteIr para Aspros usando sua armadura com capacete
Aspros era um homem alto, de condição física atlética, de pele branca, sobrancelhas pretas, de olhos azuis e, longos cabelos azuis opala bastos e lisos que alcançavam suas coxas cuja as mechas emolduravam seu rosto batendo em seu peito. Sem usar sua armadura, Aspros era frequentemente visto com uma camisa toga e calças azuis claras, um cinto, protetores de joelho e sandálias de treino marrom escuro, alem de ataduras em seus antebraços.
X-Color-Aspros-Spectre3.jpg

Aspros usando a Sapuris de Gêmeos

Quando jovem e ainda um aspirante, alem de ter o cabelo mais curto, Aspros usava trajes cinza claro e equipamentos de treino escuro acinzentados utilizados por recrutas do Santuário.

Durante sua missão com Chris Walden, Aspros utilizava uma roupa tradicional dos diplomatas enviados pelo Santuário.

Após ser ressuscitado por Hades e o servir como espectro de Gêmeos, os cabelos de Aspros ganharam uma tonalidade escura e seus olhos passaram a emitir um brilho vermelho em suas laterais dando-lhe uma aparência de um maníaco maligno. Na ocasião que guardava o Templo de Marte, ele estava utilizando trajes sombrios de Grande Mestre semelhante aos usados por seu sucessor. Ele volta a ter sua aparência original após o sacrifício de Defteros.

História Editar

Infância e Treinamento para Cavaleiro Editar

Aspros Protege a Deuteros.png

Aspros protege Defteros de um ataque

Aspros e seu irmão gêmeo mais novo, Defteros, viviam no Santuário de Atena desde a infância. Ele crescera sendo visto como a pessoa bondosa que nascera sob Gêmeos, com o destino de se tornar Cavaleiro e proteger Atena e a paz, enquanto Defteros era visto como aquele que nascera sob a estrela da catástrofe, um ser maléfico e indigno. Aspros, no entanto, defendia seu irmão de todas as ofensas, considerando-o um igual e costumava assegurar a Defteros que ele não era uma sombra ou apenas o segundo.

Em uma certa noite chuvosa e ignorando as leis do Santuário, Aspros encontrou Defteros ferido seriamente e queimava de febre, decidindo então levá-lo para a ajuda. Enquanto o carregava, após ouvir de seu irmão para abandoná-lo e seguir seu destino como o mais forte Cavaleiro, Aspros se nega e firma veementemente seu compromisso de zelar por seu irmão mais novo. Eles então seriam descobertos e para escapar, ambos acabam caindo de um barranco, onde Aspros usa seu corpo para proteger Defteros do impacto e acaba ficando inconsciente. Ele então seria resgatado por seu irmão, que o leva a um abrigo contra a chuva.

Enquanto ainda era um cavaleiro aspirante em treinamento, Aspros seria um grande amigo dos jovens Hasgard e Sísifo, sendo este último irmão único do lendário Cavaleiro de Ouro Ilías de Leão ao qual admirava e se inspirava pelo mesmo ser um herói. Por causa disso, os três treinavam intensamente para que um dia também se tornassem Cavaleiros de Ouro tão poderosos quanto Ilías.

Yohma Editar

Yohma usa a Gota das Sombras em Aspros.png

Aspros é "infectado" pelas Trevas de Yohma

Quando Yohma de Mefistófeles visitou o Santuário buscando saber se já havia um Cavaleiro de Pégaso, Aspros, que estava em um campo de treinamento, o viu e lhe informou que o posto ainda não havia sido escolhido. Demonstrando ligeira indiferença à resposta, o Espectro comentou que havia visto um jovem solitário bastante parecido com Aspros, ao que este informou que seu irmão não tinha permissão para assistir os treinamentos. Yohma então concentrou-se em provocar Aspros, notando que o significado do nome do gêmeo era "segundo", ele eventualmente tentaria tomar o lugar do primeiro; Aspros que estava cético a princípio, protestou furiosamente contra os argumentos de Yohma de que aquele que ele protegia, a sombra que o observava e imitava, iria acabar querendo seu lugar ao sol. Yohma mostrou a Aspros que Defteros já tinha uma força comparável à do irmão e, aproveitando-se da distração do garoto, lançou sobre ele uma influência maligna que iria "corromper sua alma", partindo em seguida. A partir dai, a relação entre os gêmeos começou a se deteriorar.

O Teste de IlíasEditar

A promessa de Aspros Hasgard Sísifo.png

A promessa de honra dos três

Quando o Grande Mestre Sage designou que Aspros, Hasgard e Sísifo apenas vigiassem uma aldeia que poderia ser atacada até que chegasse o superior deles na missão, enquanto aguardavam no topo de um penhasco, Hasgard discorda a idéia de Sísifo que a vigília seria mais um teste para demonstrarem suas habilidades, entretanto, Aspros diz que seriam provavelmente avaliados como o superior que estavam esperando se tratava de Ilías. Após o jovem expor alegremente seu ínterim do que poderia acontecer ali, os três prometem que iram dar seu melhor para conseguirem ser os próximos Cavaleiros de Ouro.

Eles então são abruptamente interrompidos quando uma manada de Centauros ladrões descem pelo penhasco e começam a saquear a aldeia e matar seus habitantes enquanto ateiam fogo em tudo. Vendo que seus colegas queriam ajudar os aldeões, Aspros os adverte que eles apenas devem cumprir sua missão de vigilantes até a chegada de seu superior, entretanto Sísifo e Hasgard partem para ajudar a derrotar os invasores, o deixando sozinho no penhasco.

Posteriormente com a chegada de Ilías, ambos correm para a aldeia e conseguem resgatar os jovens aspirantes da mão de um espectro que liderava o ataque dos centauros. Aspros então atenderia Sísifo, onde o reprovaria por sua rebeldia ser apenas uma fonte de problemas para seu irmão mais velho.

Consagração e primeira missão de SísifoEditar

Um ano depois do evento, Aspros e Hasgard assistiram o teste final de Sísifo para obter a Armadura de Sagitário, onde aspirante taurino achava improvável que seu amigo consiga lutar contra Rugonis de Peixes, todavia, Aspros o retruca dizendo que o mérito de um Cavaleiro vai alem de sua armadura. Eles então vibram com a vitória de Sísifo que conseguiu tocar o Pisciano e depois ao chegarem na arena, Aspros é visto parabenizando seu amigo.

Hasgard Aspros cumprimentam Sisifo.png

Aspros e Hasgard encontram Sísifo trajando sua armadura

Após o novo sagitariano receber sua primeira missão em ir atrás do Oráculo de Delfos, Aspros e Hasgard o encontram próximo a saída do Santuário, onde ele comenta que não deve se deixar levar pelas exaltações dos recrutas, como seu feito não era nada de especial, o que o leva a ser ignorado por Sísifo. Mudando então de assunto e sabendo sobre a natureza da missão de Sísifo, Aspros, demonstrando resignação, diz para tomar cuidado para não se enganar com as coisas do destino, pois ele se recusa a aceitar que a vida de uma pessoa é decidida por outra. Por sua vez, ao ouvirem o desejo do sagitariano de construir um futuro com eles, tanto Aspros quanto Hasgard firmam seu desejo de também se esforçarem ainda mais para também conseguir suas respectivas armaduras a fim de acompanhar Sísifo.

Vida como Cavaleiro de GêmeosEditar

Defteros é escolhido pela Armadura de Gêmeos perante Aspros.png

Aspros vê Defteros trajando a Armadura de Gêmeos

Eventualmente, Aspros sagrou-se Cavaleiro de Gêmeos e com o tempo passou a ser admirado por todos. Fora a partir dessa época que ele começara a almejar em se tornar Grande Mestre a fim de corrigir o sistema onde ele e seu irmão cresceram para que todos seguissem seu próprio destino.

Contando então suas idéias para Defteros, onde afirma que caso seja eleito garantirá que ninguém seja tratado indevidamente por superstições ultrapassadas. Ele então se surpreende quando seu irmão diz que não se importa com que os demais achem dele, desde que ambos saibam que são iguais em poder e em seguida o assiste enquanto a armadura de Gêmeos o escolhe também, ficando também satisfeito, embora descontente com a conivência de seu irmão.

Invasão a Star Hill Editar

Ignorando as leis do Santuário e os pedidos de Defteros, Aspros decidiu visitar Star Hill, o local reservado aos Grandes Mestres, com o objetivo de obter o máximo possível de vantagens para sua futura candidatura ao cargo perante os demais Cavaleiros de Ouro. Lá, o Cavaleiro de Gêmeos teve acesso a conhecimentos como a história do Santuário, os relatórios das observações das estrelas, o segredo do sangue de Atena, de como despertar a armadura da deusa, o poder de seus selos, os locais onde fora aplicado e a técnica proibida dos lideres dos Cavaleiros, o Satã Imperial, ao qual passou a praticar secretamente.

Missão no Monte EtnaEditar

Dois anos após a morte de Ilías e o suposto óbito de seu filho, Regulus, Aspros atende Sísifo que estava preocupado com a possível ressurreição de Tifão no Monte Etna e o informa que o Grande Mestre confiou esta missão para Hasgard, o que tranquiliza um pouco de Sísifo, embora o geminiano brinca um pouco sobre a capacidade do taurino, dado sua atual impopularidade devido sua falha em proteger Ilías. Todavia, Sísifo termina suas piadas dizendo a Aspros que confia em Hasgard e pára a conversa.

Assassinato das PitiasEditar

As pitias revelam o futuro de Aspros.png

Aspros vê seu futuro

Quando Aspros atende as Pitias que lhe mostram o confronto futuro com o seu duplo, o geminiano observa que ele esta trajando uma Sapuris enquanto seu irmão usava a Armadura de Gêmeos. Obcecado com a idéia de saber qual dos irmãos é a estrela da desgraça e ansioso para esconder esse futuro que poderia comprometer sua candidatura como Grande Mestre, ele matou todas as sacerdotisas.

Após os assassinatos, Defteros aparece e ao perguntar se ele tinha haver com aquilo, Aspros se nega estar por trás deste crime logo após seu ataque contra seu irmão falhar, onde se surpreende com aquilo e o elogia. Vendo que seu irmão continua desconfiado dele, Aspros apela pelo sonho de ambos de não serem rejeitados pelo Santuário após se tornar Grande Mestre. Afirmando então que não tinha sido mudado pelo tempo, ele se livra dos corpos através da Outra Dimensão, surpreendendo seu irmão que novamente pergunta o por que de suas ações, fazendo com que Aspros responda que elas já sabiam de seu destino final dado que faziam profecias absurdas a todos.

Manipulando os BerserkersEditar

Aspros ao destruir totalmente o selo de Atena.png

Aspros ao destruir totalmente o selo de Atena

Pouco tempo depois, Aspros retira o selo de Atena que estava na Arena dos Fantasmas onde ela tinha selado várias almas dos Berserkers de Ares que haviam sido decapitados. Ele também isola o lugar em uma fenda dimensional para evitar que alguém escape ou receba ajuda de fora do Santuário. Por garantia, ele também lançou o Satã Imperial sobre o espírito do berserker Kókalo de Buhj para matar qualquer um que viesse do Santuário além dele.

Durante o encontro de Defteros com Dégel de Aquário, Aspros os observava através de uma fenda dimensional de dentro do navio onde estava sendo enviado para uma missão para proteger a herdeira da Familia Walden, e ficou desapontado por seu irmão não ser capaz de matá-lo. Notando então que teria de se livrar do aquariano mais tarde, ele expressa que dado que Defteros não confiava mais nele, era melhor que morresse nas mãos dos berserkers. Enquanto viajava, Aspros reflete sobre a visão do futuro que teve e seu medo daquilo se realizar. Ele então questiona se sua armadura deseja ter alguém alem dele e percebe que mesmo assim fora escolhido, afirmando que não hesitará em usar qualquer meio necessário para obter o cargo de Grande Mestre.

Tempos depois, ao perceber que Dégel se deu conta de que estão isolados em uma dimensão separada junto com os berserkers, Aspros se vangloria de seus desejos estarem sendo realizados e como seu plano para se livrar dos dois seguia perfeitamente. Todavia, ele é surpreendido ao ver que a Armadura de Gêmeos chorando e fica ainda mais aturdido quando a mesma decide ajudar Defteros a confrontar seu guerreiro dominado. Ao se recompor, ele se pergunta como seu irmão iria conseguir lidar com Kókalo sobre os efeitos do Satã Imperial e relembrando do poder que a técnica aflige a mente do alvo, ele ordena que o berserker mate seu irmão traidor.

Aspros recebe Dégel.png

Aspros recebe Dégel com sua Armadura de Gêmeos

Após a derrota dos servos de Ares, onde nota que seu controle sobre o Satã Imperial ainda precisa melhorar, Aspros recebe a repentina aparição de Dégel via astral junto de sua armadura de Gêmeos. Fazendo-se de dissimulado, ele recebe o aquariano que lhe devolve sua armadura e diz sua opinião sobre Defteros, sendo que depois fala que terão que conversar sobre os últimos acontecimentos na arena após retornar de sua missão. Por fim, Dégel informa a Aspros sobre a decisão do Grande Mestre de anunciar um sucessor na próxima reunião dos doze Cavaleiros de Ouro e lhe deseja boa sorte na eleição.

Conflito da Família WaldenEditar

Aspros atende Chris e seu Servo.png

Aspros é informado sobre a situação de Chris

Em alto mar, Aspros se reúne com jovem herdeira dos Walden, Chris, e seu servo. Ao lhe servir chá e se solidarizar com sua situação, o servo começa a explicar sobre a família Walden, ao qual Aspros já é bem informado sobre seu status de riqueza. O servo então lhe revela sobre a rápida e misteriosa morte de inúmeros membros da linhagem Walden e como a vida da jovem herdeira esta em risco devido estar sendo perseguida por sua irmã mais velha, Úrsula, que por estar sendo influenciada por um demônio, esta tentando matá-la para ter a fortuna só para si, . Percebendo a seriedade da situação, Aspros reflete sobre o fato dos demônios conjurados serem realmente espectros de Hades e é retirado do devaneio pelo servo de Chris, que roga que o geminiano salve a jovem matando sua irmã e seus asseclas.

Ouvindo isso, Aspros pergunta se era isso que Chris desejava, já que apenas ouviu seu servo e dado que ela não havia dito nada, ele precisava saber qual era sua opinião, sendo que caso não respondesse, ele se recusaria a lutar por ela. No entanto, nesse momento um recruta entra no quarto, interrompendo a conversa para avisar ao seu superior do aparecimento do inimigo. Subindo então no deck do navio, Aspros se surpreende ao ver que o navio pirata que os atacava era de Úrsula e conforme os invasores começam a obliterar as forças dos recrutas do Santuário, ele rapidamente os derrota e percebe que eram demônios que sugaram o sangue de suas vitimas, o que causou a morte de quase todos de seus recrutas. Alertando o único sobrevivente do ataque para proteger Walden, Aspros invade o navio de Úrsula e de uma vez derrota todos os demônios que o atacam.

Aspros invade navio de Úrsula.png

Aspros invade o navio de Úrsula

Ao se deparar com a jovem no deck superior, ambos tem uma pequena conversa, onde após Aspros se mostrar ser insubornável perante as propostas de Úrsula, ele ordena a menina a chamar seu demônio para acabar rapidamente com eles e voltar ao Santuário. Todavia, para sua surpresa, o mesmo já estava lá e nem mesmo havia notado sua presença, que aproveitando a brecha, agarra o pescoço do Cavaleiro de Gêmeos e começa a sugar seu sangue. O inimigo então se revela ser o espectro Airheart de Vampiro, no entanto, ele revela não intenção de combater Aspros, acreditando que é melhor esperarem até o início da Guerra Santa como o conflito em que eles estavam envolvidos era apenas uma disputa das Walden. Ouvindo isso, Aspros responde que embora gostaria de voltar para o Santuário tão rapidamente quanto possível, a sua própria honra como um guerreiro o impede de deixar de cumprir com êxito sua missão e em seguida abre uma fenda no espaço que suga Airheart, o navio pirata e o resto. No caminho de volta a seu navio, Aspros logo se surpreende quando o espaço-tempo é rasgado em forma de cruz por Airheart, que ataca de forma devastadora o navio de Chris, esperando que o Cavaleiro morresse tentando proteger a todos. Incapaz desse feito, o geminiano consegue apenas resgatar a jovem, enquanto os demais morrem com a destruição do navio.
Aspros e Chris atendidos por Upir.png

Aspros desconfia do servo de Chris

Já em terra firme, carregando Chris inconsciente, Aspros reflete o quão imperdoável fora as ações de Airheart. Quando a jovem então desperta, o geminiano se surpreende ao finalmente descobrir que o motivo da jovem não falar é porque é muda. Posteriormente, ambos se refugiam em uma antiga residência da família Walden, sendo recebidos por um jovem servo do lugar que lhes assegura que o local é totalmente seguro, entretanto, passado um período de tempo, Aspros logo percebe que o servo do lugar é uma farsa e ordena que revele sua verdadeira identidade, ao qual faz prontamente, se apresentando como servo de Airheart, Raybould de Upir. Chris então corre assustada para atrás de Aspros, que a protege do ataque de morcegos de fogo lançado pelo espectro, o que o fere parcialmente. Vendo que esta em desvantagem sem sua armadura,
Aspros derrota Raybould.png

Aspros derrota Raybould

Aspros é facilmente repelido por Raybould, que também consegue atingir as costas de Chris, revelando um símbolo de serpente alada que faze o geminiano indagar o que significaria aquilo. O espectro então revela a maldição por trás da fortuna da Família Walden e o motivo de Úrsula querer matar Chris, sendo que em seguida ataca a jovem com mais uma rajada de morcegos flamejantes. Só que no último momento do ataque, a armadura de Gêmeos regressa para Aspros que a veste e anula a técnica de Raybould, ao qual se surpreende por ele ser um Cavaleiro de Ouro. Incentivando então Chris a lutar para deixar de sofrer, Aspros demonstra sua força utilizando sua técnica magnética via estrela Geminga que mata o espectro de uma só vez.

Após aconselhar Chris a lutar pelo que quer da mesma forma que ele fez para se tornar o que é agora, Aspros finalmente consegue se comunicar com Chris telepaticamente que chora internamente para não ter que lutar contra sua irmã, pois desejava apenas paz e se pergunta o que poderia fazer para ser tão forte como ele. Indiferente, Aspros diz que isso para ela é impossível devido sua incapacidade de sonhar e sua covardia em lutar, entretanto, ao mesmo tempo, ele se desculpa por sua declaração, afirmando que cuidaria de tudo até que estivesse pronta para se tornar forte. Repentinamente, Úrsula e Airheart surgem do céu com seu navio via uma fenda dimensional, onde em seguida, o espectro dimensionalmente ataca as costas de Chris, que começa gritar de agonia. Aspros então a socorre e fica chocado quando uma aura maligna emerge da garota, o que o faz notar que dado que isso só ocorre com as pessoas escolhidas para despertar as estrelas malignas, ele logo fica atordoado ao descobrir que Chris, agora trajando uma sapuris, é na verdade o espectro de Cetus.

Aspros confronta Chris.png

Aspros confronta Chris como Espectro de Cetus

Vendo o imenso poder emanado pela garota, Aspros é forçado a enfrentá-la e acaba sendo constantemente repelido por suas ondas de energia aquática. Conforme a luta corre, ele inicialmente decide matar a todos ali, mas logo percebe que Chris estava sendo controlada por Airheart e tenta alcançar sua mente a encorajando a resistir. Todavia, vendo que a garota não reagia, Aspros começa a tratá-la como inimigo e passa a provocá-la, dizendo que não poderá culpar ninguém a não ser a si mesma por se tornar uma assassina, conseguindo assim alcançar a alma de Chris, que finalmente fala com ele, implorando para que não deixe que ninguém mais a controle, o que pro sua vez faz o geminiano se orgulhar da jovem e em seguida corta sua ligação com a Estrela Maligna.
Aspros destroi tudo ao seu redor com a Explosão Galatica.png

Aspros destrói o navio de Úrsula

Decidindo a matar Úrsula e o espectro por sua ações, Aspros confronta Airheart que o questiona como fora capaz de impedir a ligação de Chris com o Imperador Hades, ao qual o cavaleiro explica seu poder sobre o cérebro humano e seu plano de trazer a garota para seu lado. Irritado, o espectro então revela sua verdadeira forma e afirma que matará Aspros antes que a Guerra Santa se inicie, atacando-lhe então com sua técnica final, entretanto o geminiano bloqueia o golpe facilmente e em seguida revela que pelo desejo de Chris, ele ira fazer os dois pagarem por tudo que fizeram, destruindo assim com sua técnica máxima o navio onde estavam.

Após observar Chris salvar sua irmão da explosão em uma das partes do barco e ouvir as duas discutindo, Aspros se aproxima delas e nota o quão fúteis são os motivos de Úrsula em continuar daquele jeito. Ambos então se surpreendem quando a sapuris de Chris se desconecta de seu corpo e a mesma tem sua energia vital sugada pela repentina aparição de Airheart ainda vivo, que por sua vez absorve o poder da estrela de Cetus, restaurando assim plenamente seu poder e o ampliando. Ele logo revela suas verdadeiras intenções e deixa de servir Úrsula, iniciando assim sua técnica máxima que engolfa o oceano, surpreendendo Aspros com tamanho poder, que por um breve momento se pergunta se poderia vencer aquilo, mas ao recordar de sua infância com Defteros e sua promessa de se tornar um Grande Mestre, o geminiano resiste totalmente a investida, percebendo que irá superar suas limitações.

Aspros oblitera o poder de Airheart.png

Aspros oblitera o poder de Airheart

Ao ouvir de Chris que lamenta a dor que sua família infligiu sobre ele, Aspros imediatamente repudia a idéia da garota e parte para cima de Airheart, afirmando sua ambição de ter todo o mundo para si e matar qualquer um mais forte do que ele, o que por sua vez irrita o espectro que novamente o ataca. Todavia, desta vez, Aspros consegue atingi-lo certeiramente ao obliterar seu poder, permitindo assim que Chris recuperasse sua sapuris e o exterminasse de uma só vez.

Voltando então para a residência onde estavam antes do ataque, Aspros pergunta quais ações Chris irá tomar quando a Guerra Santa começar, o mesmo fica feliz em saber de suas decisões de continuar a ocultar seu poder e manterá sua irmã viva como lembrete de seu objetivo.

Posteriormente, Aspros é visto ter retornado ao Santuário e refletindo sua última missão, olhando logo em seguida para as Doze Casas e sorrindo maliciosamente, decidido a tomar o destino em suas mãos e alcançar sua meta a qualquer custo.

Traição e RebeliãoEditar

Cavaleiros de ouro The Lost Canvas.jpg

Aspros reunido com os demais Cavaleiros de Ouro

Com a nova Guerra Santa aproximando, o Grande Mestre Sage convoca uma reunião com os doze Cavaleiros de Ouro a fim de apontar quem será seu sucessor. Embora muitos de todo o Santuário apóiem a indicação de Aspros para ser o novo Grande Mestre, ele por sua vez, acaba ouvindo boatos dos soldados do Santuário sobre Sage preferir escolher Sísifo por crer que ele seria um líder melhor. Indignado e furioso com a decisão do muviano, o geminiano decide por em seu plano secundário em prática logo após o Grande Mestre ficasse sozinho em seus aposentos.
Defteros vitima do Satã Imperial.png

Defteros cai no controle de Aspros

Ele então se reúne com Defteros em Star Hill, lhe revelando que já esteve ali antes e roubou todos os seus segredos, sendo que depois de seu discurso mostra o frasco do sangue de Atena. Defteros então o toma de sua mão e novamente tenta desencorajá-lo o chamando de insano por ter feito, mas Aspros, em sua decida total para escuridão, declama que a única maneira de ter sua existência reconhecida era ter o poder do Grande Mestre, portanto planejou assassiná-lo. Vendo que seu irmão não o ajudaria de bom grado, ele decidiu usá-lo para realizar a tarefa, lançando-lhe então o Satã Imperial e ordenou que matasse Sage.

Imaginando que o Grande Mestre teria algum tipo de proteção, Aspros preparou-se especificamente para enfrentar e derrotar Manigold ou Sísifo, seus possíveis oponentes mais prováveis. O Cavaleiro de Gêmeos então seguiu Defteros enquanto ele era obrigado a executar a missão que lhe foi dada; quando Sage foi capaz de deter o primeiro golpe de Defteros, Aspros entrou em cena, fingindo pretender punir o "irmão traidor". O alvo de seu ataque, no entanto, foi o próprio Sage, que seria protegido pela técnica de Asmita de Virgem. O mesmo então revela que o Grande Mestre já suspeitava do que se passava na mente de Aspros, mas não agira até ter certeza de que estava certo. Mesmo elogiando a sagacidade do Mestre ao escolher um defensor improvável, Aspros afirma que ele e Defteros, tendo a mesma força, eram os guerreiros mais poderosos e "aqueles capazes de destruir galáxias". Sage não se intimidou e Asmita declara o combate iniciado.

Aspros derrota Sage--Fair--.png

Aspros segura Sage derrotado

O virginiano então atacou Aspros, que fora protegido por Defteros; enquanto o gêmeo enfrentava o Cavaleiro de Virgem, Aspros lutou contra o Grande Mestre. É desconhecido como fora a luta dentre eles. Quando o líder do Santuário parecia derrotado e Defteros retornou do combate contra Asmita, Aspros ordenou que ele terminasse sua missão e matasse Sage. No entanto, para a surpresa do Cavaleiro de Gêmeos, Defteros o ataca com um golpe certeiro no coração. Caindo surpreso pela abrupta "traição", Sage revelou que Sísifo não era uma opção para sucedê-lo como Grande Mestre por já haver declinado do direito de ser um candidato:
Aspros é mortalmente ferido por Defteros.png

Aspros é mortalmente ferido por Defteros

Aspros era o escolhido, sendo que o boato fora espalhado apenas para que o Grande Mestre pudesse preparar um teste que provasse se o Cavaleiro de Gêmeos tinha ou não intenções malignas e lamentava que Aspros tivesse caído em sua armadilha. No entanto, o geminiano derrotado afirmou que, se seria ele a se tornar Grande Mestre, então voltaria para buscar o que lhe pertencia, mesmo depois de morto. Para garantir que não sentiria qualquer tipo de arrependimento, ele lançou sobre si mesmo o Satã Imperial e em seguida morreu.

O corpo de Aspros, embora originalmente enterrado no Santuário, foi levado pelo irmão para a Ilha Canon em algum momento depois.

Guerra Santa contra HadesEditar

Pós-morte e Ressurreição Editar

Aspros como espectro.png

Aspros ressurge como um dos espectros

Uma vez morto e passado dois anos, Aspros procurou Hades pessoalmente para barganhar com o Rei do Submundo: ele repassaria a Hades todo o conhecimento que possuía sobre o Santuário, inclusive aquele roubado de Star Hill, a que só o Grande Mestre tinha acesso, mas em troca deveria receber uma nova vida para se vingar daqueles que impediram seu sonho. Impressionado pela atitude do ex-Cavaleiro de Ouro, Hades aceitou a proposta.

Em um ponto mais avançado da guerra, Aspros foi nomeado um dos Guardiões das Estrelas Malignas, responsável por Marte, um dos Templos Demoníacos dentro do Lost Canvas.

Reencontro e confronto contra Defteros Editar

Aspros y deuteros manga color by dayz26.png

O reencontro dos irmãos

Aspros interceptou o caminho da Outra Dimensão que Defteros, agora sagrado Cavaleiro de Gêmeos, e Dohko de Libra percorriam, saindo do Santuário com a armadura de Atena; percebendo a chegada do irmão no espaço dimensional, Defteros lançou Dohko para dentro do Lost Canvas, enfrentando Aspros sozinho. Defteros notou que o irmão vestia "uma imitação dos trajes do Grande Mestre", fazendo com que ele provoque dizendo que seu irmão menor também era uma imitação.

Os gêmeos então caíram no templo guardado por Aspros, que Defteros notou ser extremamente semelhante à Casa de Gêmeos no Santuário. Ao se perguntar se o que o irmão pretendia era atormentá-lo com o passado, Defteros viu a máscara que era forçado a usar quando jovem e lembrou-se de como as coisas costumavam ser; Aspros, usando a sapuris de Gêmeos, anuncia que estava prestes a provar que detinha o verdadeiro poder da constelação de Gêmeos através de sua técnica máxima, Explosão Galática. Para surpresa do irmão mais velho, Defteros consegue deter o impacto da técnica, mesmo se ferindo no processo; o irmão mais novo então afirma que seus tempos como sombra haviam acabado e ele mataria Aspros tantas vezes quanto o mais velho fosse corrompido pelo mal.

Irritado pela arrogância de seu irmão, Aspros o ataca com o Satã Imperial, o provocando em seguida ao dizer a Defteros que, ao contrário de dois anos atrás, o Cavaleiro de Virgem e o Grande Mestre não estavam ali para salvá-lo. Como primeira ordem, Aspros sugeriu que o irmão trouxesse a cabeça de Atena imediatamente, mas logo em seguida surpreendeu-se com a presença de lava inundando o templo. Defteros então confirma que ele criara a lava, afirmando que jamais se tornaria novamente um fantoche de Aspros porque tinha seu próprio poder e sua própria existência, uma determinação tão poderosa que foi capaz de sobrepujar seu controle. Para demonstrar "a força da estrela caótica", o poder de sua existência, Defteros o ataca com uma imensa erupção vulcânica digna da Ilha Canon. Só que apesar do impacto do golpe, Aspros afirma que era insuficiente; como fora capaz de evitá-lo facilmente e contra-ataca com sua técnica máxima, dessa vez conseguindo atingir Defteros em cheio e destruindo grande parte do templo.

Aspros vs Defteros final.png

O choque entre as duas Explosões Galáticas dos Gêmeos

Aspros então pergunta por que Defteros desperdiçou a grande chance que tinha de atacá-lo, uma vez que não usou o golpe mais poderoso dos gêmeos. Só então o geminiano secundário acabou deixando transparecer que ainda guardava bons sentimentos e lembranças agradáveis do Aspros gentil que costumava conhecer; ainda indiferente, o espectro de Gêmeos diz que será através do mal que ele alcançará todos os seus objetivos, sobrepujando o Grande Mestre e conseguir anexar até mesmo o Mundo dos Mortos a seus domínios. Vendo finalmente que seu irmão aceitou que ele se tornara do mal e se posiciona para matá-lo com a técnica suprema de gêmeos, Aspros ri afirmando que não se permitiria morrer pelas mãos do mais jovem outra vez e que desta vez seria Defteros a morrer pelo bem de seus objetivos. Ambos então se atacam no mesmo momento, criando uma gigantesca massa de energia destrutiva sendo sentida em todo o Céu que devasta todo o templo de Marte. Durante a execução e resplandecência das técnicas, Aspros olha nos olhos do irmão mais jovem, perdendo-se em pensamentos acerca de quando começara a odiar aqueles olhos, e de quando começara a temê-los, ponderando se o fato de Defteros sempre segui-lo como uma sombra era admiração, ciúme, ou mesmo um desejo de tomar seu lugar. Ele então ruge que a guerra não poderia continuar até que um deles morresse.
Redenção de Aspros.png

Aspros, redimido, é aceito mais uma vez pela Armadura de Gêmeos

Ainda de pé e sagrando-se com vencedor, Aspros comenta que o derrotado era realmente seu segundo. Defteros, enfraquecido e sem forças, apenas lamentou-se por só agora os dois irmãos que se forçaram a viver como luz e sombra poderem se ver cara a cara e conversar como faziam nos tempos de juventude. Em seguida, afirma que Aspros estava errado: o golpe mais forte foi o do irmão mais jovem, que faleceu enquanto o cabelo e os olhos do mais velho voltavam ao original, sinalizando o fim do efeito do Satã Imperial que ele lançara sobre si próprio ao morrer no Santuário. O ato final do geminiano secundário foi ceder sua própria vida ao primário, de modo que sua alma se tornou parte do irmão mais velho e o libertou do mal definitivamente. Finalmente livre da corrupção maligna, Aspros assemelhou-se com o que costumava ser quando jovem e foi aceito novamente pela Armadura de Gêmeos.

Redenção e Revelação Editar

Aspros vs alone.png

Aspros ataca Alone

Apanhando as vestes falsas de Grande Mestre e usando a sapuris para ocultá-la, Aspros partiu para a construção central do Lost Canvas a fim de enfrentar Alone. Assim que ambos se encontraram, o mesmo comenta que o impacto da batalha pôde ser sentido desde onde ele estava e notou que a cor do cabelo de Aspros voltara ao original, lamentando por isso e dizendo preferir a anterior. O Cavaleiro então comenta que tal cor representava o mal que o tomava e que desaparecera com a vida de seu irmão. Aspros avançou então para atacar Alone, mas este defendeu-se com um mero pincel, exercendo seus poderes para tentar tirar de Aspros a vida que lhe concedera. Porem, para sua surpresa, foi impossível; pois nesse momento, o geminiano revela sua Armadura de Ouro e afirma que o que o mantinha vivo não era mais o poder de Hades e sim a vida de Defteros. Alone então pergunta como era possível usar a Armadura no corpo que ele concedera e o geminiano explica que o traje pertencia a metade daquela existência, uma vez que agora os dois gêmeos tinham a união que sempre deveriam ter, e seus punhos se voltariam juntos contra o mesmo inimigo.

Aspros então o ataca Alone novamente, entretanto, a técnica é interrompida quando o tempo para sob o comando do recém-chegado Yohma de Mefistófeles. Percebendo que conhecia aquele homem de outros tempos quando jovem, o espectro revela que fora ele quem plantou a semente maligna no coração do geminiano que causou todas as desgraças de sua vida. Chocado, Aspros pergunta o motivo de Yohma ter feito isso e ele responde que fez apenas queria ver até onde ia acabar a desgraça dos gêmeos. Furioso pela descoberta, ele tenta atacar o espectro, mas esse paralisa o tempo novamente e depois o ataca com sua técnica de espaço-tempo de bolso finalizando a luta.

Confronto final contra Yohma Editar

Aspros se reune com Shion e Dohko.png

Aspros resgata Shion e Dohko

Mais a frente do decorrer da contenda no Lost Canvas, quando Tenma de Pégaso e Shion de Aries atingem o oitavo Templo do Mal e são barrados por Yohma, após o ariano ser banido para dimensão de bolso do espectro, Aspros reaparece com ele no templo e ainda trás Dohko de Libra. Ele então fala para Tenma ir embora, pois tinha contas a acertar com Yohma. Quando eles partes deixando o inimigo como sua responsabilidade, o espectro tenta parar o tempo para impedir Tenma de ir embora, porem ele não consegue devido Aspros ter cortado o espaço onde eles se encontravam, anulando as técnicas de Yohma.

A partir dai se inicia o combate entre os dois onde Yohma parece seguir confiante mesmo que Aspros tenha selado suas técnicas e em seguida ele revela sua sapuris, o atacando com sua técnica de retrocesso temporal biológico fazendo com que o geminiano voltasse para antes do estagio fetal, mas para sua surpresa, Aspros volta novamente trajando sua Sapuris de Gêmeos e diz que essa técnica também não funcionaria com ele como já havia sido morto dois anos antes, tendo então voltado a vida como espectro e que a passagem do tempo não valia nada para ele. Com esta vantagem, Aspros ataca Yohma e pulveriza o corpo do espectro, mas mesmo assim ele continua lutando.

Kairos vs aspros.png

Aspros confronta Kairos

Logo depois, Yohma mostra sua verdadeira forma se revelando como Kairos, deus primordial do tempo e irmão mais novo de Chronos. Aspros fica surpreso, mas ainda se mantém confiante, sendo que logo em seguida, Kairos o ataca com raios que parecem ponteiros de um relógio prendendo e perfurando o corpo do cavaleiro. O deus caído então mais uma vez ataca, só que desta vez, Aspros consegue paralisa-lo com seu braço direito que ficou livre da técnica,
Aspros derrota Yohma.png

Aspros derrota Yohma

todavia, Kairos diz que aquilo não é o bastante e ataca novamente mas eis que surge a Armadura de Ouro de Gêmeos para proteger seu detentor, o que deixa o deus Kairos surpreso e sem entender o motivo dela continuar a proteger Aspros. Kairos então percebe que algo esta estranho com ele e Aspros diz que fora vitima de seu Satã Imperial, portanto, ele seria capaz de destruir o deus, pois a alma divina dele estava preso ao um corpo humano. Sacando então o rosário de 108 contas de Asmita para vence-lo de uma vez, Kairos se enfurece e o ataca novamente, mas apesar de Aspros perder um braço, ele continua de pé e logo em seguida enrola o rosário no corpo do deus, o lançando na Hiperdimensão onde eles se encontravam. O corpo de Kairos então é destruído e selado no rosário.
Gêmeos Armadura Sapuris.png

A sapuris de Aspros se reúne com a armadura de ouro de Defteros

Como a Hiperdimensão começa a regressar, Aspros percebe que seu tempo chegava ao fim. Sentindo um cosmo muito intenso se aproximando, ele recebe Atena que chega ao lugar e pede que ela não se aproxime, pois era indigno de ser tocado pela deusa, mas a mesma diz que não o vê como uma pessoa maldosa. Ainda indiferente, Aspros entrega o rosário para Atena e se despede dela como seu corpo começa a virar cinzas. Após sua morte, sua sapuris se reúne com a armadura de seu irmão, ficando lado a lado, simbolizando a luz e trevas dos nascidos sob gêmeos.

Ultima reunião dos Doze Cavaleiros Ouro secXVIII.png

Os Doze Cavaleiros de Ouro se reúnem pela última vez

Confronto final contra Hades Editar

Na batalha final contra Hades, Shion, ao lado de Dohko, convoca todas as Armaduras de Ouro a fim de reproduzir a luz do sol em escala suficiente para dissipar as trevas e fazer com que o Imperador do Inferno recuasse. A energia reunida, porém, estava longe da ideal. É quando eles recebem o apoio das almas de Aspros e dos demais Cavaleiros de Ouro mortos que atacam de uma vez Hades, já que havia se manifestado totalmente. Com isso a balança pende a favor dos Cavaleiros, que exorcizam o Deus do Submundo, separando sua alma do corpo de Alone.

Pós-Guerra Editar

Invasão de Kairos Editar

Quatorze anos após o fim da Guerra Santa, quando Yohma/Kairos atacou o Santuário em reforma e lutava contra Shion; agora Grande Mestre, Aspros seria citado pelo ariano como aquele que o ensinou via armadura de Gêmeos a manipular o espaço-tempo para fugir das técnicas temporais do deus. Posteriormente, seu espírito e dos demais Cavaleiros de Ouro mortos reaparecem em uma visão para apoiar o ariano a vencer a ameaça do Deus do Tempo banido.

Século XX: Nova Guerra Santa contra Hades Editar

Quando Shion é trazido de volta a vida por Hades no Cocyto, o espírito de Aspros esta entre os espíritos de vários Cavaleiros apoiando a decisão do Grande Mestre de se passar por renegado para o bem maior.

InfluênciaEditar

Aspros tumulo.png

Túmulo de Aspros

Mesmo antes de sua traição, Sage detinha Aspros em alta conta na linha de sucessão ao seu cargo de Grande Mestre e lamentou que o mesmo tivesse se voltado para o mal quando sua farsa fora exposta. Com sua morte, embora Defteros tenha assumido seu cargo como Cavaleiro de Ouro, ainda fora proclamado que a perda de Aspros impactava grandemente a força ofensiva do Santuário perante a eminente eclosão da Guerra Santa.

Entretanto, a morte do geminiano causou efeitos prejudiciais a longo prazo ao exercito de Atena, pois em sua ausência do mundo dos vivos, por ele ter obtido todos os conhecimentos secretos dentro do Templo de Star Hill, Aspros acabou passando informações vitais sobre Atena para Hades, em troca do mesmo ter lhe dado uma segunda vida o servindo como um espectro. Por outro lado, sua volta a vida, apesar das ações prejudiciais que causou, iria garantir o sucesso de sua deusa e os demais sobreviventes da contenda a não só derrotar o Imperador dos Mortos como também impedir temporariamente os planos de Yohma mais uma vez.

Postumamente, seu conhecimento sobre o domínio do espaço-tempo e controle dimensional também fora vital para Shion garantir a vitória definitiva perante Kairos.

Habilidades de Luta Editar

Aspros poder perante Defteros.png

O poder supremo de Aspros oblitera o de Defteros

Aspros fora um dos Cavaleiros de Ouro mais dotados em toda a história do exército de Atena no universo The Lost Canvas indo ao ponto de rivalizar com o poder dos deuses. Sendo uma criança prodígio e candidato a Armadura de Gêmeos, ele era considerado como o aspirante mais forte dentre seus iguais antes mesmo de obter sua armadura. Mesmo Defteros, seu irmão mais novo e imagem espelha dele, reconheceu seu irmão mais velho como o mais forte dos gêmeos em termos de poder destrutivo. Até o momento de sua morte, Aspros era auto-proclamado e reconhecido como o mais forte Cavaleiro do Santuário de sua época e o mais ideal candidato a suceder o cargo de Grande Mestre devido a seu conhecimento, sendo que no auge de seu poder e glória, nenhum dos espectros que enfrentara fora capaz de realmente pressioná-lo e fora aludido que nem mesmo Sísifo de Sagitário, Manigold de Câncer, Hasgard de Touro ou até mesmo Asmita de Virgem poderiam lutar com ele no mesmo terreno. Ele também fora mais do que poderoso o suficiente para derrotar o Grande Mestre Sage sem nenhum esforço aparente. Após seu retorno da morte, seu poder em máxima potencia era aterrador o suficiente para obliterar seu irmão já consagrado como Cavaleiro de Gêmeos e mais tarde destruir o corpo do deus primordial do tempo, Kairos, e selar seu hospedeiro.

CapacidadesEditar

  • Aspros cosmo bloqueia ataque.png

    Aspros usa seu cosmo como uma barreira

    Utilização do Cosmo: Sendo Cavaleiro de Atena, Aspros utiliza o cosmo como sua fonte de energia e por ser da patente de Ouro, ele tem um controle ainda mais refinado que os demais. Seu cosmo em particular era poderoso o suficiente para repelir seus adversários quando atacavam fisicamente e até mesmo poderiam anular técnicas cósmicas inferiores, agindo como uma barreira protetora. O cosmo de Aspros também era intenso o suficiente para ser comparado a uma Super-Nova e quando incitado poderia ferir até mesmo deuses como Hades e Kairos com suas investidas.
  • Domínio do Sétimo Sentido: Como Cavaleiro de Ouro, Aspros tem o completo controle sobre o Sétimo Sentido, podendo desferir golpes na velocidade da luz e permanecer consciente mesmo se por acaso vier a perder os outros seis sentidos.
  • Aspros detem o ataque de Chris com uma mão.png

    Aspros bloqueia o ataque de Chris

    Aptidão física: Aspros demonstrou uma incrível durabilidade e resistência em combate como somente as técnicas mais poderosas de seus adversários eram capazes de sobrecarregá-lo. Mesmo tendo seu coração perfurado e perdendo um braço, ele mostrou apenas uma dor momentânea. Na verdade, Aspros era capaz de anular os golpes de seus inimigos com apenas uma mão e rebatê-los apenas com sua força física, cuja violência do impacto é capaz de deixá-los atordoados alem de lançá-los a uma distancia considerável.
  • Inteligência: Devido sua ambição em se tornar Grande Mestre, Aspros é aquele que acumulou mais informações sobre a historia dos Cavaleiros do que quase qualquer outro indivíduo em sua geração. Ele se mostrou ser capaz de influenciar e manipular muitos indivíduos proeminentes ao longo de sua época, incluindo a maior parte dos Cavaleiros da mais alta hierarquia do Santuário, provando ser um indivíduo altamente astuto e enganoso. Em batalha, ele era capaz de entender as técnicas de seus inimigos e estudar qual melhor ataque surtirá efeito contra seu oponente, bem como era capaz de elaborar medidas e contra medidas para se adaptar em qualquer situação.
  • Defteros detem Aspros.png

    Aspros atacando Defteros rapidamente

    Estilo de Luta: Aspros utiliza investidas poderosas e rápidas por se mover na velocidade da luz, além de possuir maestria na manipulação do Cosmo, podendo também lançar rajadas de energia, criar distorções temporais e abrir portais para Outra Dimensão, bem como também usar o controle neural para manipular seus oponentes. De acordo com os demais Cavaleiros de Ouro e por si mesmo, seu poder era capaz de destruir galáxias e até mesmo o impacto de suas técnicas poderiam gerar abalos sísmicos que podiam ser sentindo a centenas de quilômetros. Além de sua enorme capacidade de adaptação, graças a seu vasto intelecto, Aspros tinha um conhecimento de uma grande variedade de indivíduos e habilidades, o que lhe permitia identificar uma técnica logo que fosse realizada e reagir com o contra-ataque mais adequado.
  • Técnicas paranormais: Aspros fora dotado de psicocinese, podendo flutuar a uma altura considerável, e telepatia, tendo sido capaz de entender e até conversar mentalmente com as pessoas.
  • Aspros liberta Chris da ligação com Hades.png

    Aspros liberta Chris da ligação com Hades

    Controle Neural: Como usuário do Satã Imperial, Aspros detêm o conhecimento completo de como o cérebro humano funciona, bem como que regiões são responsáveis pela razão, lealdade, vontade própria e até mesmo a que conecta o corpo com o cosmo. Graças a isso, ele poderia arrebatar qualquer tipo de comportamento cerebral e transformar qualquer um em meras marionetes sem vontade, a não ser em certos casos onde as vitimas detinham uma força de vontade maior que a da técnica. Aspros afirma que tal capacidade é o que o torna quase tão poderoso quanto um deus, como ele fora capaz de anular até mesmo a ligação absoluta que Hades tem com um de seus espectros tal qual ele fez com Chris. Isso fez com que Airheart o declarasse como o mais perigoso Cavaleiro de sua geração e um risco para ambos os lados.
  • Aspros dominio espaço tempo dimensional.png

    Domínio absoluto de Aspros sobre o espaço-tempo e dimensional

    Controle do Espaço-Tempo e das Dimensões:Tal qual manda a tradição dentre os Cavaleiros de Gêmeos, Aspros era capaz de manipular o espaço-tempo e em seu caso, ele era um mestre absoluto neste campo, a ponto de se rivalizar com deuses como Kairos, que comentou que o domínio do geminiano era maior que o seu próprio. Usando seu cosmo, Aspros poderia rasgar o espaço-tempo a onde ele queria e expandi-lo ao tamanho que desejasse, podendo assim engolfar totalmente até mesmo uma área tão grande quanto a Arena dos Fantasmas e deixá-la existindo em uma fenda dimensional a parte, conseguindo até impedir que alguém possa sair de seus domínios. Ele também poderia criar uma abertura para uma dimensão especifica como um universo dimensional onde pode observar as pessoas. Não obstante, Aspros também é capaz de viajar grandes distâncias rapidamente através de suas fendas dimensionais, sendo que quando fazia isso, as assinaturas de sua cosmo energia desapareciam por completo. Ele até poderia invadir outras técnicas do mesmo estilo como visto quando entrou na Outra Dimensão de Defteros e o enviou para seu templo. Referente a dimensões, Aspros também detinha controle e conhecimento total sobre os campos interdimensionais, visto que poderia abrir portais com facilidade para dimensões com leis físicas próprias (resumidamente, onde o tal poderia manipulá-lo completamente) e fora capaz de abrir caminhos até para a Hiperdimensão.

EquipamentoEditar

Aspros fora visto utilizando o Rosário de 108 Contas criado por Asmita de Virgem em sua batalha contra Yohma/Kairos. Tal como o virginiano, ele poderia utilizá-lo para não só capturar o espectro/deus como também conter seus poderes.

Outras HabilidadesEditar

AsprosLCv18.png

Aspros criando uma orbe de gravidade

Aspros pode criar esferas em forma de galáxias que atacam o inimigo ou que sobrepujam as técnicas do adversário devido a intensa gravidade delas, podendo assim esmagar seus corpos facilmente. Através dessas esferas, ele também poderia se comunicar mentalmente com as vitimas de seu Satã Imperial independente da distancia e lhe passar novos comandos.

Por ter tido acesso aos pergaminhos secretos dos Grandes Mestres em Star Hill, ele também possui o conhecimento sobre técnicas de selamento e o funcionamento do Selo de Atena, bem como também a habilidade aplicá-lo ou anulá-lo completamente.

Técnicas SecretasEditar

Explosão Galatica de Aspros Explosão Galáctica
(ギャラクシアン・エクスプロージョン, Gyarakushian Ekusupurōjon, do inglês, Galaxian Explosion)
Técnica suprema dos Cavaleiros de Gêmeos, cujo poder dizem ser "capaz de destruir as estrelas da galáxia". O golpe utiliza uma grande quantidade de cosmo para criar uma explosão devastadora, o nome tendo surgido como um símbolo do impacto avassalador causado pelo ataque. Queimando sua cosmo-energia intensamente, Aspros lança no alvo uma poderosa onda de choque explosiva, que assume a forma de diversos planetas. Quando a onda está prestes a explodir, os planetas se chocam violentamente, gerando uma força suficientemente forte para igualar-se ao interior de uma supernova, de forma que, se o impacto inicial acertar o alvo, irá pulverizá-lo por completo e esmo se a técnica for evadida ou contida, as ondas de energia ainda podem ser letais e capazes de atordoar o adversário. Em seu caso especifico, a versão de Aspros em máxima potência conseguiu pulverizar completamente o corpo de seu irmão, Defteros, mesmo ele estando protegido pela Armadura de Gêmeos.

Aspros Outra Dimensão.png

Outra Dimensão
(アナザー・ディメンション, Anazaa Dimenshon, do inglês, Another Dimension
Aspros concentra o seu cosmo e, em seguida, cria um poderoso relâmpago que rasga o espaço temporal, gerando uma espécie de buraco negro no espaço. O oponente é tragado para dentro desse buraco, vindo a parar em uma outra dimensão, onde vagará eternamente sem destino. Como dito, a Outra dimensão, é um portal para um contínuo espaço tempo, sem entrada e nem saída, que não é afetado pelas regras universais e portanto, nem mesmo o tempo pode influenciá-lo. Através dessa técnica, ele poderia abrir fendas dimensionais até a Hiperdimensão.

Aspros satã imperial.png

Satã Imperial
(幻朧魔皇拳, Genrou Maou Ken)
Com um rápido movimento de seu dedo indicador, Aspros “corta” o ar, assim abrindo uma espécie de espaço na Atmosfera. Então, após o espaço ser aberto ele atira um feixe de luz que avança contra o cérebro do adversário através do vácuo criado, que ultrapassa a velocidade da luz devido a falta da resistência do ar. Ataca diretamente o cérebro do oponente. A versão mais fraca ataca o sistema nervoso do oponente, deixando-o imóvel e vulnerável a qualquer ataque. A versão mais forte faz com que Aspros ataque o cérebro do oponente, causando uma "lavagem cerebral" que o faz atacar mesmo seus entes queridos. Os efeitos só irão desaparecer se a pessoa vir sua vítima morrer. Seu domínio em particular na técnica mostrou que Aspros poderia afetar a mente até mesmo dos espíritos incorpóreos dos Berserkers de Ares.

Aspros arco geminga.png

Arco Geminga
(アークゲミンガ, Āku Geminga, do inglês, Arc Geminga)
Aspros aumenta seu cosmo e estende seus braços para cima, criando um campo escuro com seu cosmo, este atua como um poderoso campo magnético que atrai tudo em torno de seu centro, onde é pulverizado. Uma vez que tenha concluído a esfera, ela cai sobre inimigo que está preso no centro magnético do campo, sendo que após a resplandecência, Aspros o enterra no chão, o destruindo por completo. De acordo com o geminiano, esta técnica é a essência do poder daqueles que nascem sob a constelação de Gêmeos.

FrasesEditar

Já basta, Defteros! Meu objetivo não é me tornar um Cavaleiro! Se você não estivesse comigo, eu não teria razão para me tornar um Cavaleiro de Ouro! Eu vou te salvar a todo custo! Por isso, pare de falar besteira!

Aspros para Defteros

Já estou decidido, Defteros! Serei o Grande Mestre do Santuário! Assim eu poderei mudar esse sistema errado! Muitos nascem e morrem sob superstições e preconceitos, não são livres. Você vive assim humilhado! Você tem talento e forte de coração, deveria ter o direito de decidir seu caminho. Não acha?

Aspros para Defteros

Você tem minha simpatia por não querer nada em sua vida, mas há esperança por aqueles que desejam lutar

Aspros para Chris

Você acha que sua vida é patética, Chris? Levante-se e lute! Lute pela esperança! Tome suas decisões! Do contrário, você acabará se prejudicando!

Aspros para Chris

Eu queria combater o meu destino... E, por isso, me tornei quem eu sou. Para conseguir o que quero, sou capaz de me tornar um anjo ou demônio. Salvarei o pecador e matarei um deus!

Aspros para Chris

Eu terei o mundo em minhas mãos! Portanto, não posso suportar que exista alguém mais poderoso do que eu!

Aspros para Chris

CuriosidadesEditar

  • Aspros é o único Cavaleiro de Gêmeos a não sofrer de dupla personalidade e a ser escolhido (mesmo que como segunda opção) ao posto de Grande Mestre.
  • Aspros tinha algumas semelhanças com alguns dos demais Cavaleiros de Gêmeos:
    • Tanto ele quanto Saga, Kain e Abel detinham a fama de serem os mais poderosos Cavaleiros de Ouro de suas respectivas épocas.
    • Aspros é o terceiro geminiano que tinha cabelos pretos por estar associado ao mal, sendo os outros Abel e Paradox.
    • Aspros é o segundo geminiano a ter seus olhos tingidos de sangue quando acometido pelo desejo de sangue, sendo os outros Saga, Kain e Abel.
  • Aspros é um dos três Cavaleiros de Ouro de sua geração que não fora devidamente apresentado no anime Saint Seiya: The Lost Canvas, tendo aparecido apenas brevemente e sem fala, sendo os outros Regulus e Defteros.

Referências Bibliográficas e Notas Editar

  1. 1,0 1,1 1,2 1,3 The Lost Canvas - Enciclopédia

ClassificaçãoEditar

Patentes conhecidas
Antecedido por
Desconhecido
Cavaleiro de Gêmeos Sucedido por
Defteros

NavegaçãoEditar

Espectros de Hades
Deus Hades
Rainha Perséfone
Deuses Gêmeos Hypnos (LC)  •  Thanatos  (LC)
Comandande Pandora (ND | LC)
Deuses dos Sonhos PhobetorPhantasosIcelosMorfeuOneiros
Juízes da Morte

Radamanthys (LC)  •  Aiacos (LC) •  Minos (LC)

Suikyo  •  Vermeer

Estrelas Celestes Lune (LC)  •  Faraó (LC) •  Rock  •  Iwan  •  Flégias (LC •  Stand (LC •  Valentine (LC •  Sylphid (LC •  Queen (LC) •  
Gordon (LC) •  Caronte (LC)Fiodor •  Gregor  •  Byako  •  Violate  •  Luco  •  Tokusa  •  Verônica  •  Kagaho  •  Yohma  •  Partita (sobrepeliz falsa)
Estrelas Terrestres Giganto (LC)  •  Laime (LC)  •  Niobe (LC)  •  Zeros (LC)  •  Kiew (LC)  •  Miles  •  Ox  •  MyuWimber  •  Chesire Edward  •  Kageboshi  •  Atavaka 

Mi Yan

Estrelas Desconhecidas

Espectro de Gárgula

Soldados rasos

Markino  •  Esqueletos

Cavaleiros de Atena
Deus
Grandes Mestres
Cavaleiros e Amazonas de Ouro
Cavaleiros e Amazonas de Prata
Cavaleiros e Amazonas de Bronze
Cavaleiros e Amazonas de Patente Desconhecida
Cavaleiros e Amazonas de Aço
Cavaleiros e Amazonas sem Constelação
Soldados, Aprendizes e Subordinados

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória