Fandom

Saint Seya Wiki

Guerra Galáctica

2 316 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

A Guerra Galáctica é o primeiro Arco da Saga do Santuário. Neste Arco são apresentados os Cavaleiros, os conceitos do Cosmo, os personagens principais, bem como a introdução da historia de Atena.

ResumoEditar

MangáEditar

Marin aparece.png

Marin aparece

Um casal de turistas está visitando as ruínas gregas e param para admirar as estrelas, quando ouvem um estrondo e se assustam ao perceber que um garoto havia caído. De repente, ele se levanta e começa a perguntar sobre alguém. Essa pessoa surge das sombras, e isso faz com que o casal saia correndo, e parte para cima dele. Logo, ela se revela como Marin e o menino Seiya, que são mestra e discípulo, e estavam no meio de um treinamento, pois, no dia seguinte, o jovem aprendiz iria lutar contra Cassios pela disputa da Armadura de Bronze de Pégaso. No dia seguinte, os dois turistas voltam ao local e se surpreendem ao ver uma enorme cratera – feita por Seiya na noite anterior ao disparar um soco. Eles retornam à cidade e encontram um senhor já velho que lhes explica sobre Atena, seus Cavaleiros e as várias batalhas travadas por eles. No Santuário, o combate pela sagrada armadura começa, mas antes, Shaina, mestra de Cassios, protesta contra Seiya, por ele ser um oriental e que, portanto, não deveria se tornar um Cavaleiro.

Seiya vs Cassios.png

Seiya vs Cassios

Aiolia aparece em defesa do aprendiz de Marin e o Grande Mestre dá razão a ele. A disputa é iniciada; logo em seguida, Seiya arranca a orelha de Cassios após este tentar mutilá-lo. Marin então começa a se lembrar de momentos que passou junto de seu discípulo, como o dia em que este foi entregue a ela e quando ela o ensinou sobre a essência do cosmo. Após aplicar um soco em Cassios, a aura de Pégaso aparece atrás de Seiya e ele dispara seus “Meteoros de Pégaso” contra o oponente, garantindo assim a vitória e o maior reconhecimento de um cavaleiro: a armadura.

Marin repreende Seiya.png

Marin repreende Seiya

À noite, Seiya tenta abrir a urna de sua armadura, mas é repreendido por Marin, pois ela só poderia ser aberta quando ele estivesse em perigo. Pouco tempo depois, a casa em que se encontravam é atacada a mando de Shaina, mas eles conseguem escapar. Enquanto fugiam, a mestra de Cassios os encontra e ataca Seiya com seu “Garras de Trovão”. O Cavaleiro revida com “Meteoros de Pégaso” que desfere 100 golpes por segundo.

Seiya vê o rosto de Shaina.png

Seiya vê o rosto de Shaina pela primeira vez

Para surpresa dele, todos são defendidos por Shaina, que o ataca novamente fazendo-o cair. Sentindo que era o momento certo, Seiya abre a sua urna e a Armadura de Pégaso aparece, montada em sua forma de estatueta. Ele estranha de princípio, mas em seguida descobre que ela se desmonta e então a veste. Shaina ataca Seiya, pois não adiantaria ele estar com a armadura se ele não se tornasse um só com ela. O jovem cavaleiro percebe que a armadura está ficando pesada, até que ele não aguenta e cai. No momento em que Shaina iria desferir o golpe final, soldados chegam dizendo que ela não deve sujar suas mãos com ele. Seiya então eleva seu cosmo e desfere seus meteoros, matando a todos e cortando a máscara de Shaina ao meio, revelando seu rosto. Ela diz então que ele irá pagar da próxima vez em que se encontrarem. Seiya parte então da Grécia para retornar ao Japão.

Tatsumi explica aos repórteres.png

Tatsumi explica aos repórteres tudo sobre os Cavaleiros de Atena

No Japão, está acontecendo uma coletiva de imprensa na mansão da família Kido por causa de um torneio organizado pela jovem Saori Kido, neta do falecido Mitsumasa Kido, onde 10 bravos cavaleiros lutarão pela posse da sagrada Armadura de Ouro de Sagitário. Tatsumi, mordomo da família, explica aos repórteres tudo sobre os Cavaleiros de Atena e sobre as batalhas travadas por eles ao longo dos séculos, assim como o uso do Cosmo. Saori, vendo que os repórteres não acreditaram na história, lhes mostra sete das dez Armaduras que já haviam chegado. Eles ficam surpresos e mais ainda quando a Armadura de Sagitário aparece. Neste exato momento, Seiya chega à mansão e diz que só entraria no torneio caso Saori cumprisse a promessa de encontrar sua irmã que desapareceu no mesmo dia em que ele foi levado à Grécia.

Seiya e Jabu.png

Jabu aparece

Jabu, Cavaleiro de Unicórnio, aparece dizendo que Seiya deve deixar a Armadura e obedecer Saori. Ele não aceita e os dois trocam socos, quando Seiya se lembra de sua infância no orfanato e que Jabu sempre obedecia aos caprichos de Saori. Esta diz que encontrará a irmã de Seiya só se ele vencer todos os outros Cavaleiros no torneio, e Jabu o ataca, fazendo sua urna cair. Seiya desfere um soco nele e acaba quebrando a parede da mansão, para logo em seguida ir embora, mas deixa sua armadura lá.
Geki vs Seiya.png

Seiya preso no "Abraço do Urso" de Geki

A Guerra Galáctica é notícia em todos os jornais e várias pessoas lotam o Coliseu Graad da família Kido para assistirem à luta. Seiya, ainda indeciso, é aconselhado por sua amiga, Miho a participar, pois todos os canais de televisão iriam exibir o torneio e com isso, talvez sua irmã Seika pudesse assisti-lo. É dado o início ao torneio. Num sorteio são decididas as batalhas que serão travadas e Seiya irá participar do primeiro combate contra Geki de Urso. Após um chute do Cavaleiro de Pégaso, Geki o agarra pelo pescoço e libera seu ataque “Abraço do Urso”. Quase sufocado, Seiya se lembra do treinamento com Marin, onde a mestra ensinava-o sobre os pontos fracos dos Cavaleiros. O Cavaleiro agarra o braço do Cavaleiro de Urso e quebra sua armadura, para logo em seguida, garantir a vitória com seus “Meteoros de Pégaso”.

Ichi vs Hyoga.png

Ichi vs Hyoga

Jabu consegue a vitória sobre Ban de Leão Menor e logo em seguida declara guerra a Seiya. Na Sibéria Oriental, Hyoga, Cavaleiro de Cisne, faz uma profunda cratera no gelo para poder visitar sua mãe, que descansa no sono eterno da morte dentro de um navio no fundo do oceano. Ao voltar à superfície, encontra seu pequeno amigo Jacob, que lhe entrega uma carta que veio do Santuário. Isso faz com que ele decida participar da Guerra Galáctica, e quebra com um golpe uma das várias muralhas de Gelo. Elas guardavam a Armadura de Cisne. Ele a veste, e parte para o Japão. Quando chega, logo começa sua luta contra Ichi de Hidra e ganha, mas com um pouco de trabalho devido as “Presas Venenosas” da Armadura de Hidra.

Shiryu após defender os Meteoros de Pégaso.png

Shiryu após defender os "Meteoros de Pégaso"

Como o Cavaleiro de Fênix ainda não chegou, é dano início ao confronto entre Pégaso e Dragão. No começo, Shiryu estranha a presença de uma garota na plateia, Shunrei. Ele dá um golpe em Seiya e o derruba. A garota lhe avisa que seu mestre, o Mestre Ancião, está morrendo. Ele então se lembra do dia de sua prova final para se tornar Cavaleiro: inverter o fluxo da Cachoeira de Rozan. No momento em que ia embora, Seiya se levanta. O Cavaleiro de Dragão aplica-lhe seu golpe mais poderoso, o “Cólera do Dragão”, mas Pégaso levanta novamente e revida com seus “Meteoros de Pégaso”, porém são todos defendidos pelo escudo da armadura de Shiryu, pois esta possui a defesa e o punho mais forte de todas as Armaduras. Shiryu, com um soco, quebra a proteção do braço de Seiya, e este se lembra de um provérbio chinês: "quando a lança mais resistente e o escudo mais sólido se encontram, o que acontece?"

Shiryu vs Seiya.png

Shiryu vs Seiya, ambos sem Armadura

Numa jogada suicida, Seiya se lança contra o escudo do Dragão de Shiryu, e este tenta aplicar um soco nele, mas o Cavaleiro de Pégaso desvia, e Shiryu acaba acertando seu escudo, quebrando assim, o punho e o escudo do Dragão. Nessa atitude, Seiya acaba quebrando o elmo de sua armadura e faz um ferimento grave em sua cabeça. Os dois então tiram suas armaduras trincadas e a luta continua. Seiya então lança seus meteoros e Shiryu esquiva, mas acaba sendo acertado por um deles, que não conseguiu ver. Seiya conta que descobriu o ponto fraco de Shiryu: ao soltar o “Cólera do Dragão”, Shiryu desprotege o seu coração momentaneamente. Se Seiya conseguir atingir um golpe ali, Shiryu certamente morrerá. Duvidando que Seiya consiga, Shiryu ataca com o “Cólera do Dragão” e Seiya com o “Meteoros de Pégaso”, os dois são atingidos. O médico afirma que Shiryu está morto. Shunrei implora para que Seiya golpeie as costas de Shiryu, no lado oposto do coração dele, mas o médico diz que Pégaso está incapaz de fazer isso, porém Seiya resolve tentar. Shun ajuda segurando Shiryu. Pégaso se concentra e consegue acertar as costas do Dragão e seu coração volta a bater.

Shun libera suas Correntes.png

Shun libera suas Correntes

Começa a luta entre Jabu e Shun, o Cavaleiro de Andrômeda. Este não vê sentido na luta, porém Jabu diz que irá lutar. Shun então libera suas correntes, e forma sua defesa impenetrável, que ataca Jabu toda vez que ele se aproxima. No hospital, Seiya recebe a visita de Shiryu para lhe agradecer por ele ter salvado sua vida e para avisar que Fênix, o décimo cavaleiro já havia chegado ao
O Cavaleiro de Fênix aparece.png

O Cavaleiros de Fênix aparece

coliseu, e que é inimigo de todos os outros nove, mas somente a Corrente de Andrômeda, que tem a habilidade de pressentir inimigos iria revelá-lo. Shun continua sua luta, mas sua corrente está muito agitada, até que ela escreve a palavra AXIA, mas Jabu a puxa, levando um choque em sua mão. Seiya e Shiryu chegam ao coliseu. A Corrente de Shun então aponta para a Armadura de Ouro, e nesse momento, as luzes se apagam. A urna da armadura começa a abrir e dela sai um Cavaleiro: Fênix!

AnimeEditar

Seiya derrota Cassios.png

Seiya derrota Cassios

Consta-se que os Cavaleiros aparecem quando o mundo é ameaçado pelo mal. No Oriente, Saori Kido, neta de Mitsumasa Kido, está comandando a Guerra Galáctica, o maior torneio da história, que seu avô idealizara há anos. O torneio premiará o vencedor com a sagrada Armadura de Ouro de Sagitário. A primeira luta é entre Jabu de Unicórnio e Ban de Leão Menor. No Santuário, na Grécia, Seiya, que se submeteu a seis duros anos de treinamento com sua mestra, Marin, desperta seu cosmo e derrota Cassios, conquistando a Armadura de Bronze de Pégaso, a maior prova de que é um Cavaleiro. Antes de retornar para o Japão, o Cavaleiro ainda enfrenta a Amazona Shaina de Ofiúco. Na ocasião, Seiya destrói a máscara da guerreira e vê seu rosto.

Seiya detêm o soco de Jabu.png

Seiya detêm o soco de Jabu

O torneio mortal pela Armadura de Ouro continua. Dalí sairá o melhor dos Cavaleiros. Seiya, que voltou da Grécia com a Armadura de Bronze de Pégaso vai até a Fundação Graad, onde é recebido por Saori. Lá ele fica sabendo do torneio, mas se recusa a participar. Jabu de Unicórnio intervém e os dois tem um pequeno desentendimento. Saori aparta a briga e negocia: em troca da participação de Seiya, ela promete usar a fundação para localizar Seika, a irmã desaparecida de Seiya. Seiya vai até o orfanato a procura de sua irmã, mas não encontra nenhuma pista. Miho, o incentiva a participar do torneio, pois a repercussão será mundial e pode chegar aos ouvidos de Seika, onde quer que ela esteja. No dia seguinte, o Cavaleiros de Pégaso vence Geki de Urso na competição.

Hyoga após vencer Ichi.png

Hyoga após vencer Ichi

Hyoga se despede de sua mãe, sepultada em um navio afundado no mar gélido da Sibéria. Jacob promete cuidar dela na sua ausência. Em seguida, Hyoga destrói a milenar Muralha de Gelo e conquista a Armadura de Cisne, tornando-se um Cavaleiro. No Oriente, o grande torneio entre os Cavaleiros continua. Cisne retorna da terra do gelo e vence o Cavaleiro de Hidra com o seu “Pó de Diamante”, classificando-se para a segunda etapa.

Seiya vs Shiryu.png

Shiryu e Seiya se preparam para lutar no corpo a corpo

A Guerra Galáctica, finalmente chegou a sua segunda etapa. Desta vez, Seiya de Pégaso tem como seu oponente o Cavaleiro Shiryu de Dragão. Seiya fica em desvantagem porque os “Meteoros de Pégaso” não afetam Shiryu, mas com um golpe arriscado, ele consegue fazer Shiryu acertar um golpe em seu próprio escudo. O punho e o escudo da Armadura de Dragão se quebram. Os dois Cavaleiros tiram suas armaduras e se preparam para lutar no corpo a corpo.
Seiya acerta o ponto fraco de Shiryu.png

Seiya acerta o ponto fraco de Shiryu

A batalha entre Seiya e Shiryu, ambos sem suas armaduras, termina com a vitória de Seiya, quando ele atinge com seus “Meteoros de Pégaso” o coração de Shiryu, seu ponto fraco. Ainda no Coliseu, o médico diagnostica a morte de Shiryu, cujo coração está completamente parado. Ele é milagrosamente ressuscitado por Seiya, que com o auxílio de Shun e Hyoga, atende ao pedido de Shunrei e golpeia o lado oposto do coração do Dragão. Um terrível presságio se aproxima do Coliseu.

Ikki aparece.png

Ikki aparece

No hospital, Shiryu visita Seiya e conta que sentiu um estranho cosmo enquanto lutavam. Os dois decidem voltar ao Coliseu. A Guerra Galáctica continua em sua segunda fase, com Shun de Andrômeda contra Jabu de Unicórnio. No meio da luta, a Corrente de Andrômeda subitamente pressente um perigo se aproximando dos cavaleiros. Para a surpresa de todos, o inimigo é Ikki de Fênix, o irmão de Shun, que misteriosamente se transformou num demônio cheio de ódio.

CuriosidadesEditar

  • Como ficariam as Semi-finais: Jabu de Unicórnio (H) venceu Ban de Leão Menor (G), mas depois foi derrotado por Shun de Andrômeda (F). Assim, Shun faria a semi-final contra o Ikki de Fênix (J), que venceu Nachi de Lobo (I). Do outro lado da chave, Seiya de Pégaso (C) venceu Geki de Urso (D) e depois Shiryu de Dragão (E). Ele enfrentaria na semi-final o Hyoga de Cisne (A), que venceu o Ichi de Hidra (B).

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória