Fandom

Saint Seya Wiki

Manigold de Câncer

2 316 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários170 Share

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.


Manigold de Câncer (蟹座のマニゴルド, Kyansā no Manigorudo?), cujo nome verdadeiro é desconhecido, fora um dos Cavaleiros de Ouro veteranos durante o século XVIII. Ele foi o único discípulo do Grande Mestre Sage durante sua infância marcada constantemente pela violência e a morte, o fizeram não ter apreço pela vida ou em viver, mas através dos ensinamentos de seu mestre, Manigold teria uma mudança em seu coração, sendo que nos anos que se seguiram até a eclosão da Guerra Santa contra Hades, apesar de seu caráter continuar cínico e confiante, ele se tornara um elemento importante na proteção do Santuário de Atena seguindo seu comprometimento para com a vida até o fim. Sua contrapartida no universo Next Dimension é Contador da Morte.

EtimologiaEditar

Do italiano, Manigold tem um punhado de significados tais como "agressivo", "rufião", "sem vergonha", "canalha desonesto" ou "pouco confiável". Tal nome, como acontece com a maior parte dos Cavaleiros de Câncer, reflete sua personalidade.

CaracterísticasEditar

PersonalidadeEditar

Manigold ataca Sage.png

O motivo dele se chamar de "Manigold"

A infância de Manigold era um produto dos tempos em que viveu: devido a sua luta precoce para sobreviver usando de violência em furtos e vendo a miséria que governa o mundo bem como ter sido o único sobrevivente do massacre do vilarejo ao qual vivia fariam que ele obtivesse uma visão niilista sobre a vida, acreditando que ela em si não tinha sentido e portanto não devia ser zelada perante ao desespero da inevitabilidade da morte. Por sobreviver dessa forma, Manigold detinha grande confiança e orgulho em suas competências. Ele também falava demonstrando um fascínio e ao mesmo tempo aversão pela morte como se falasse dela personificada. Contudo, ao se tornar aluno de Sage, Manigold aprenderia com seu mestre que a vida em geral não era um lixo e que no universo inteiro tudo estava interligado, bem como também ao conhecer o real significado do verdadeiro desespero no pós-morte, fariam com seu ele tivesse uma mudança em seu coração.
Manigold caçoa de Tenma.png

Manigold caçoa de Tenma

Conforme envelhecera, Manigold se tornara, sem dúvida, o mais descarado, arrogante, zombador, desbocado, boca suja ao extremo, desrespeitador, mas de certa forma amigável, de todos os Cavaleiros de Ouro de sua geração. Na verdade, como seu próprio nome sugere; ele é canalha o bastante para caçoar até um deus como Thanatos e declarou abertamente sua vontade de matá-lo devido sua indiferença para com os humanos. Graças a essas características, Manigold é uma pessoa bastante peculiar, para não dizer estranha, de toda a série e sendo assim, devido seu desinteresse em socializar ou não se preocupar com os problemas que não são seus, ele é freqüentemente taxado como alguém que é sempre motivado por suas próprias razões e não pela dos outros. Ele também é um adulto muito rebelde, não gostando de ser repreendido por seus erros, trejeitos e é um mulherengo juvenil, gostando sempre de estar acompanhado de belas jovens quando esta descansando ou viajando, algo desaprovado pela maioria que o conhece.

Manigold rindo cinicamente.gif

Manigold rindo cinicamente

Desconhecido para maioria das pessoas que o vêem apenas como uma pessoa fria, Manigold é quase sempre bem humorado, a menos que algo ou alguém o deixe irritado, exibindo isso muito claramente pela única expressão que mostra a sua face. Na realidade, ele é uma pessoa com um grande senso de humor que nunca leva nada realmente a sério e é freqüentemente visto sorrindo maliciosamente ou rindo euforicamente em situações estressantes, sendo o sarcasmo e ironia suas melhores armas quando se trata de falar. Manigold também carrega alguns traços de sadismo, mas sempre inerente à sua personalidade cruel em campo de batalha. Referente a isso, enquanto luta, Manigold é arrogante e orgulhoso, gostando de provocar seus inimigos.
Manigoldperfils.jpg

O lado mais sensível de Manigold

Na realidade, apesar do que sua mentalidade possa apontar como um rebelde interessado em si mesmo, Manigold revela ter uma genuína empatia com aqueles seu redor. Ele detêm uma grande sendo de intuição, como pode prever coisas que vão acontecer e, assim, evitar problemas ou perigo futuros. No entanto, ao mesmo tempo, ele é imprudente e impulsivo na maior parte do tempo, só que quando necessário, Manigold também é conhecido por ser cauteloso e sério quando a situação exige. Em geral, ele mostra um real carinho muito grande pela justiça como vida e um lado sensível à dor das pessoas, arriscando sua própria vida para salva-las e disposto a se sacrificar em prol do benefício dos outros.

ManigoldandSage--fair--.jpg

A dinâmica de Manigold e Sage

Referente a seus relacionamentos, Manigold possui uma boa ligação Shion de Áries dado que ambos eram alunos dos gêmeos muvianos anciões, tendo inclusive lhe aconselhado em como deveria lidar com a perda de seus companheiros em batalha. Já com Albafica de Peixes, ambos detinham uma amizade estreita ao ponto de Manigold chama-lo de "Alba-chan", presumivelmente, devido a relação com a morte que cada um possui. Por fim, com seu mestre, Sage, ele detinha um grande respeito e confiança nele, embora não gostasse de ser comparado com o Grande Mestre, afirmando que nunca seria sério como ele. Ele também tinha grande apreço por seus ensinamentos e por ter salvo sua infância da solidão. Prova de que a relação entre eles era muito forte é quando dá sua vida voluntariosamente para destruir o corpo hospedeiro de Thanatos na Hiperdimensão a fim de que seu mestre conseguisse selar a alma do deus.

AparênciaEditar

  • Manigold trajando sua armaduraIr para Manigold trajando sua armadura
  • Manigold sem sua armaduraIr para Manigold sem sua armadura
Manigold é um homem alto, de constituição magra e definida, de pele branca (um pouco mais escura no anime), de olhos azuis e cabelos ciano cujo penteado é espetado e ondulado para cima com costeletas na altura das bochechas. Em seu rosto, linhas provenientes em direções opostas se formaram abaixo de seus olhos. Enquanto esta trajando sua Armadura de Câncer, ele é veste uma calça azul ciano. Quando não estava utilizando sua armadura em missões fora do Santuário, ele usa um sobretudo escuro aberto com gola alta sob sua camisa clara com gola, um lenço claro no pescoço, calças escuras presa por um cinto preto e botas escuras. Durante a batalha contra Thanatos, Manigold perdeu sua perna esquerda.
  • Manigold como Cavaleiro aspiranteIr para Manigold como Cavaleiro aspirante
  • Manigold quando criançaIr para Manigold quando criança

Quando criança, ao ser achado por Sage, Manigold tinha o cabelo menor e usava um casaco bege grande sob uma camisa branca enquanto vestia calças com botas pretas.

Ao ir para o Santuário, como um Cavaleiro aspirante, além de sua altura e seu cabelo ter crescido consideravelmente, ele passaria a usar as roupas de recrutas com equipamento de treino, sendo que em seus braços haviam ataduras brancas enroladas.


HistóricoEditar

InfânciaEditar

Vida passada de Manigold antes de ser encontrado e instruído para se tornar um Cavaleiro é um completo mistério. Mesmo o nome ao qual é chamado não se acredita ser real. O pouco que se sabe dele é apenas sobre sua nacionalidade, mas onde ele exatamente nasceu também são desconhecidos.

Encontro com SageEditar

Vlcsnap-2013-12-09-20h50m01s144.png

Manigold é encontrado por Sage

Quando o vilarejo onde vivia foi massacrado por um grupo de Espectros, ele fora o único sobrevivente. O trauma o fez passar a acreditar que a vida, fadada a terminar em morte, era um lixo, sem valor algum, inclusive sua própria; ele então se tornou também um ladrão, parte de um grupo famoso, atacando viajantes desavisados que se aventurassem pelas ruínas desertas à noite. Numa noite, ele foi encontrado por Sage enquanto estava junto a ruínas de sua vila, observando enquanto espíritos voavam em torno dele. Surpreendendo-se ao perceber que o velho homem também podia enxergar as almas, ele confirmou quando o muviano perguntou se costumavam pertencer a seus parentes, que até pouco tempo atrás viviam naquela vila. Ele então, depois de avisar a Sage que a morte poderia chegar a qualquer momento e com as atenções voltadas para os diversos colares e adereços de materiais preciosos usados por ele, o jovem se apresenta como "Manigold" e o ataca com uma faca, acreditando ter conseguido uma vítima fácil; no entanto, quando a lâmina rasgou o manto do homem, ele percebera a armadura de Câncer escondida sob ele. Sage facilmente o imobilizou, sem machucá-lo. Confirmando pertencer ao grupo de ladrões mencionado por Sage, e desafia a matá-lo.
Manigold é convidado por Sage.png

Manigold é convidado por Sage a ser seu discípulo

Ao invés de atacá-lo, Sage perguntou-se quantas mortes ele teria presenciado para pensar dessa maneira, e contou que também perdera vários companheiros, cujas mortes poderiam parecer lixo dependendo do ponto de vista, mas eles viveram a vida ao extremo. O velho então afirmou que a vida não era um lixo, inclusive a de Manigold; a princípio, o jovem não acreditou, e Sage explicou que todas as vidas, por mais ínfimas que sejam quando observadas isoladamente, na realidade são todas parte de um mesmo grande universo, e têm chance de brilhar. Manigold, mesmo tocado pelas palavras, insistiu em dizer que não compreendera; Sage respondeu dizendo que, se quisesse entender, poderia segui-lo e passar a viver no Santuário de Atena. O jovem Manigold hesita por um momento, mas não consegue deixar de considerar as palavras que acabou de ouvir; por fim, decide seguir o Grande Mestre, tornando-se seu discípulo no Santuário.

Treinamento no SantuárioEditar

Sage Manigold ensinamentos.png

A alma de Manigold é enviada para o Yomotsu

Os anos passam, e Manigold se revela um verdadeiro prodígio e aprendiz de Cavaleiro bastante promissor. Só que ainda revela, contudo, efeitos do trauma e de sua vida pregressa: Manigold tem problemas para se conter no campo de batalha, especialmente para pará-la quando o adversário não pode mais revidar, despreza todos aqueles que querem desistir antes do fim e acredita que a única coisa que essas pessoas poderiam fazer no horror de uma guerra seria entrar em desespero e morrer. Sage, incomodado com o fato de seu discípulo ainda não ter aprendido o real valor da vida, resolve revelar-lhe o que é o verdadeiro desespero e o convoca para uma aula especial e envia a alma do jovem para o além.
Sage impede Manigold de cair do Yomotsu.png

Sage impede Manigold de cair do Yomotsu

Ao recobrar a consciência, Manigold se assusta com o ambiente do lugar e mais ainda ao ver uma fila de pessoas em estado decadente se jogarem em um imenso buraco sobre uma colina. Em seu horror em tentar entender aquilo, Sage surge e lhe revela que o lugar onde estavam era o Yomotsu Hirasaka, bem como explica o destino de todos aqueles que vão para ali é de seguirem para o Mundo dos Mortos onde sofreram por toda eternidade devido seus pecados. Indignado, Manigold se enfurece por saber que a morte apenas o levaria para sofrer em outro mundo e ao tentar impedir que uma pequena garota de cair no buraco a mesma revida enlouquecida, o fazendo assim perder o equilíbrio e cair no buraco. Só que no último momento, Sage consegue agarrar sua mão e o ordena a soltar a garota como ela já estava morta. O jovem então se nega a fazer aquilo, mas a garota consegue se desvencilhar dele e cai no buraco. Manigold então chora e grita de insatisfação por descobrir que no fim, todos cairão no desespero.

Sage consola Manigold.png

Manigold é consolado por Sage

Ao tirá-lo do buraco e colocá-lo no chão, Sage o repreende e o faz lembrar do motivo de tê-lo feito seu discípulo, todavia, Manigold ainda questiona como seu mestre espera que ele viva após testemunhar tudo aquilo. Ele então fica atônito quando seu velho Mestre o conforta e pede para que não se esqueça do que vira, pois esse é o principal motivo que faz com que os Cavaleiros de Atena lutem contra Hades, o deus que viola a vida de todos que caem em seus domínios. Sage então pede para que seu aluno sinta e continue a sentir a vida dentro dele, pois assim venceriam até a morte.

Vida como Cavaleiro de CâncerEditar

Eventualmente, Manigold iria suceder seu mestre como Cavaleiro de Câncer e passaria a ser respeitado em todo o Santuário, ganhando a fama de Carrasco (ハングマン, Hanguman) e Guardião dos Mortos (死者の守護者, Shisha no gādian). Em algum momento nesta época, ele conheceu Hakurei de Altar e sua história, bem como também lidou com Shion e soube de seu talento para ouvir as armaduras. Manigold também, assim com Sísifo de Sagitário e Aspros de Gêmeos, foi indicado para ser o sucessor de Sage como Grande Mestre, no entanto, como o sagitariano, ele recusou o posto.

Guerra contra os Cavaleiros NegrosEditar

Manigold encontra Lumaca e Gioca.png

Manigold encontra Lumaca e Gioca

Manigold é enviado para desbaratar a Organização Nero junto de Albafica de Peixes, que domina o submundo da cidade de Veneza devido estar sendo controlada pelos Cavaleiros Negros. Já cidade de Memória, enquanto estava caminhando sozinho em busca de uma pista enviada por um informante, ele conhece Gioca e é furtado pelo mesmo sem perceber inicialmente. Ao se dar conta, Manigold rastreia o garoto até justamente a um cemitério. Em um momento tenso, quando o administrador Lumaca ia matar o jovem junto a outra criança, Manigold convoca o Fogo do Inferno e rodeia toda a área. Surgindo entre o agressor e a vitima, ele então convoca as almas das pessoas mortas pelo administrador e começam a arrancar a própria alma do corpo do homem.
A alma de Lumaca é consumida pelo fogo do inferno de Avido.png

Manigold se surpreende com a alma de Lumaca sendo consumida

Após a alma de Lumaca ser tirada e seu corpo morrer, Manigold manipula seu espírito e a faz surgir como uma manifestação espiritual. Ele então estranha que Gioca é capaz de ver o espírito e o manda ficar quieto quando começa a interrogar o finado administrador sobre aonde ficava o quartel general da Organização, porém fica irritado pelo fato de sua pista ser falsa quando Lumaca nada sabe sobre o assunto. Vendo que o garoto estava curioso pelo estado do morto, Manigold explica a mecânica de como os espíritos espelham o real caráter das pessoas. Todavia, quando o débil administrador iria revelar algo sobre o líder deles, ele acaba sendo consumido pelo Fogo do Inferno via externamente, deixando o canceriano surpreso com sua descoberta que alguém da Nero dominava o Sekishiki.

Vendo que não conseguiria mais nada ali, Manigold recupera seu dinheiro além de pegar um a mais e decide voltar a cidade, falando em seguida para Gioca não se intrometer em seus assuntos. Quando estava de saída, Albafica aparece e o repreende por roubar dinheiro que não era seu, no entanto, ele fica indiferente ao assunto. Ao começarem a partir do cemitério, Gioca os interrompe e pergunta se estão ali para destruírem a Nero a fim de que as crianças pudessem seguir um futuro honrado, todavia, Manigold esclarece que só estavam ali porque a Nero era inimiga do Santuário e, em seguida, ambos os Cavaleiros vão embora na velocidade da luz.

Gioca é descoberto por Albafica e Manigold.png

Manigold e Albafica descobrem Gioca espionando

Já no prédio onde estavam alojados, tanto Manigold quanto Albafica reiteram as informações que tem e obtiveram no último dia. O canceriano então revela sua felicidade em viajar, mas ainda fica chateado que pisciano não a curta devido seu problema com seu sangue envenenado, ficando sempre muito afastado dele. Ele então se surpreende quando o Cavaleiro destrói a parede ao lado da janela onde estava apoiado, revelando o esconderijo de Gioca, que os escutava. Ambos então se surpreendem quando o garoto revela que conseguiu segui-los devido sua inconsciente habilidade de sentir o cosmo das pessoas, sendo que em seguida, Manigold lhe explica o papel do Cosmo e seu uso. Só que ainda irritado pelo garoto os seguir, ele mais uma vez o questiona sobre seus reais motivos de estar ali, negando em seguida quando Gioca pede para levá-los com ele ao coração da Nero. Todavia, ao ser repreendido por Albafica que firma que o garoto pode ser útil devido conhecer toda cidade e sua vontade de ajudar ser real, Manigold cede e aceita que o garoto pode guiá-los para um dos possíveis esconderijos da organização.
Manigold e Albafica chegam a igreja da Nero.png

Manigold e Albafica chegam a igreja da Nero

Gioca então guia Manigold e Albafica até uma igreja onde seria um dos esconderijos da Nero. Percebendo que realmente ninguém suspeitaria dali, Manigold elogia a genialidade da coisa da mesma forma que Albafica percebe que ninguém do interior do lugar aparentava mais ocultar seu cosmo. Sendo assim, ambos decidem trajar suas respectivas armaduras e adentram no lugar. Manigold então alerta o garoto a não ficar para traz e não sucumbir ao medo. Ao chegarem na porta, ao ouvirem um grito de agonia de dentro da igreja, Manigold se anima e arromba a entrada, onde ele e os demais descobrem que todos os fiéis do lugar foram mortos por um clérigo chamado
Manigold mata Alllegre com Acubens.png

Manigold derrota Allegre com Acubens

Allegre que os confronta, sendo que após ouvir seu discurso distorcido de semântica da fé para alcançar a apoteose, o canceriano invoca as almas mortas pelo homem para consumirem seu corpo, todavia, o mesmo nega o ataque e se revela como o Cavaleiro de Baleia Negra. O contra-ataque vindo de Allegre é devastador, e Manigold termina esmagado no chão. O Cavaleiro Negro então se volta para Gioca, mas antes que pudesse fazer algo é surpreendido pelo canceriano que, usando sua técnica física da Constelação de Câncer, o derrota facilmente. Quando Allegre ia dar pistas sobre a origem de Gioca, outro Cavaleiro Negro surge, Ruse de Corvo Negro, e o mata. Após o inimigo ser interceptado por Albafica e declarar seu desejo de matá-lo por narcisismo, o pisciano decide enfrentá-lo sozinho e dispensa a ajuda de Manigold que assiste a luta ao de Gioca.
Manigold, Gioca e Albafica caem no Yomotsu de Avido.png

Manigold e os demais são levados ao Yomtosu

Conforme a batalha prossegue com Albafica em desvantagem devido aos poderes protetores de Ruse, todos são repentinamente tragados para o Yomotsu Hirasaka, surpreendendo Manigold com poder do adversário fazer aquilo. Entretanto, quando o mesmo revela que é o líder deles que tem esse tipo de poder, o canceriano mais uma vez se admira pelo poder do inimigo oculto. Acreditando que estava na vantagem contra o pisciano, Ruse ataca fisicamente Albafica, mas é facilmente derrotado pelo mesmo no combate físico. Aproveitando isso, Manigold convoca seus corpos para aquele plano, já que seria perigoso deixar seus corpos e almas separados, e quando iam começar a interrogar o cavaleiro negro, o mesmo acaba sendo consumido pelo Fogo do Inferno que repentinamente surge e conseguem até causar ferimentos nos corpos deles.

Manigold confronta Avido.png

Manigold confronta Avido

Para evitar de serem consumidos pelas chamas, Manigold decide seguir o rastro cósmico deixado pelo usuário das chamas via Sekishiki e assim, consegue teletransportar a todos para a Fortaleza das Almas, a morada do líder dos Cavaleiros Negros, Avido. Lá, ele surpreende o Cavaleiro Negro em sua mesa, a destruindo com sua queda e desdenha de sua esperteza em conseguir segui-lo, porém, para sua surpresa, Avido revela que queria que o Cavaleiro de Ouro fosse para ali a fim de enfrentá-lo e o separou seus amigos durante o teletransporte, bem como o repreende por sua falta de tato apesar de ser aluno de Sage. Conforme o tempo passa, Avido o informa que seus amigos estão vindo a encontro deles, fazendo que Manigold se anime e queira lutar logo contra o Cavaleiro Negro, todavia, o mesmo calmamente o repreende de novo e revela a natureza da construção de sua morada ser feitas exclusivamente de almas de pessoas que ele e seus asseclas mataram, deixando Manigold amedrontado com o fato de estar dentro das "entranhas de um fantasma gigante".
Manigold é obliterado pelo fogo do inferno de Avido.png

Avido é obliterado pelas Chamas Demoníacas de Avido

Ainda assim, o canceriano zomba seu adversário por sua ganância e falta de respeito, no entanto, Avido replica dizendo que tal atitude é a esperada do discípulo de um Grande Mestre sem ambição, o que irrita Manigold que o ataca diretamente. Para sua surpresa, quando ia tocar em Avido, o mesmo usa seu cigarro feito de almas para ativar suas Chamas Demoníacas, queimando o corpo de Manigold. Pensando então que pode usar as chamas ao seu favor, o canceriano tenta contra-atacar, mas percebe que tudo ali era movido pela ambição do Cavaleiro Negro e assim acaba sendo engolfado pelo Fogo do Inferno.
Manigold luta contra Avido.png

Manigold luta contra Avido

Dado como vencido por Avido, Manigold torna a se levantar e desafia mais um vez o Cavaleiro a lutar a fim de provar seu poder. Vendo que não poderia atacá-lo diretamente, Manigold tenta libertar todas as almas daquela mansão, mas é incapaz dado que Avido era um mestre de seus domínios e, portanto, tudo estava ligado a seu cosmo. Ele então decide levar o Cavaleiro de Câncer mais a sério e convoca sua armadura, revelando ser a de Altar Negro, surpreendendo Manigold com o fato de seu adversário ser ninguém menos que o antigo aluno de Hakurei, bem como revela a futilidade dos feitos de seu mestre em querer torná-lo seu sucessor e como renegou seus aprendizados para servir apenas a si mesmo. Ele então ataca Manigold com outra explosão de Fogo do Inferno, o deixando imobilizado no chão, e revela sua intenção de matá-lo para enviar seus pedaços a Sage e Hakurei.
Manigold derrota Avido.png

Manigold derrota Avido e liberta as almas

Todavia, Manigold começa a rir com a expectativa daquilo, pois também seria o fim de Avido, bem como também o repreende por não ter aprendido nada enquanto era aspirante, fazendo com que assim, o Cavaleiro Negro o ataque, mas desta vez, o canceriano consegue barrá-lo enquanto tenta libertar as almas da mansão, afirmando que enquanto a vida tiver seu brilho, Avido nunca irá poder fazer o que quiser com as almas daqueles que tirou ou arruinou e assim, Manigold consegue enviar todas almas do lugar, incluído do Altar Negro para o Yomotsu. Tendo vencido a luta, a mansão começa a ruir e desaparecer, fazendo Manigold, exausto, comentar ao ver o corpo de Avido que o mundo nunca irá cumprir o desejo egoísta de cada um e em sinal de respeito o chama de "senpai".
Manigold olha Avido se jogar no buraco do Yomotsu.png

Manigold olha Avido se jogar no buraco do Yomotsu

Sabendo que a alma de Avido ainda estava andando no outro mundo, Manigold se reúne com Gioca (descobrindo que ele é na verdade uma garota que era perseguida por ser descendente do povo da Ilha da Rainha da Morte) e parte com ela para o Yomotsu, onde encaram o Cavaleiro derrotado. Explicando que o mesmo não poderia mais voltar a seu corpo e apesar de estar quase na mesma situação devido a batalha que sobrevivera também ter danificado sua alma, Manigold afirma que Avido não poderia vencer dado que as almas daqueles que ele usou em sua mansão para utilizar em suas técnicas ainda estavam ali em busca de vingança e só ficariam em paz se o jogassem no inferno. Para sua surpresa, Avido se mostra indiferente e usa novamente suas Chamas Demoníacas para destruir todos os espíritos. Irritado, Manigold parte para matá-lo por sua crueldade e perversão, mas fica atônito quando Avido subitamente se joga no buraco do Yomotsu, afirmando que irá se divertir no inferno e desaparece gargalhando na escuridão funda do buraco. Observando então a cena e vendo que Gioca não entendeu o motivo de Avido morrer rindo, Manigold comenta enquanto coloca sua mão na cabeça dela sobre o caráter podre do Cavaleiro Negro, mas afirma que não o odiava. Ele então se alegra ao ouvir que a jovem o compreende, pois sabe que apesar das escolhas, ambos os guerreiros seguiam apenas suas convicções.

GDLC 10 (20).png

Manigold se despede de Gioca

De volta a cidade, Manigold lamenta que não possa se divertir mais em Veneza e pede para Manigold parar de importuná-lo com o detalhe de estarem com a máscara da Ilha da Rainha da Morte. Ele então é repentinamente derrubado por Gioca e sua trupe que novamente pegam seu dinheiro, mas fica surpreso quando a mesma os agradece por tudo que fizeram e se compromete a permanecer junto da máscara e reencontrá-los um dia. Manigold então solenemente concorda com o desejo da jovem e se constrange quando a garota diz que se caso ficasse bonita no dia de levarem a máscara para ilha, ela iria com ele lá. Manigold e Albafica então fazem a viagem de volta ao Santuário.

Busca pela Armadura de ÁriesEditar

Shion repreendendo Manigold.png

Manigold é repreendido por Shion ao se revelar

Enviado por Sage para Jamiel a fim de informar os acontecimentos em Veneza a Hakurei, ao chegar a região próxima do continente de Mu, Manigold decide dormir por ali. Só que durante a noite, Shion, absorto em seus próprios pensamentos, o acorda ao destruir alguns pilares de rocha. Ele então decide se revelar ao jovem e tira um sarro dele por parecer cada vez mais com seu mestre devido seu mau humor. Só que quando o jovem o compara com Sage, ele imediatamente repudia o comentário e afirma que jamais seria tão sério como o Grande Mestre. Ele então informa o jovem muviano que sabe o motivo de sua frustração e estava ali para resolve-la, mas fica surpreso quando ao tocar Shion, o mesmo cita Avido, o deixando encabulado pela habilidade de ouvir armaduras do muviano estar tão afiada e o repreende por não controlar sua capacidade de ouvir as armaduras como havia dito. Ambos então se dirigem para a torre de Hakurei.

Manigold irritado pela recusa de Hakurei.png

Manigold irritado pela recusa de Hakurei

Já de manhã, após Manigold relatar tudo recorrente sobre o fim da Nero a Hakurei, ele o informa sobre as ordens de Sage de que Shion seja ordenado como novo Cavaleiro de Áries dado que a Guerra Santa contra Hades se aproximava e os espectros estavam despertando. No entanto, ele fica surpreso quando Hakurei se recusa a nomear seu aluno e fica amedrontado por temer a ira de Sage quando levasse a recusa. Manigold então observa diligentemente quando Shion, revoltado pela falta de confiança de seu mestre, o enfrenta e descobre o perigo que o velho muviano queria evitar que seu aluno passasse devido sua capacidade de ouvir as armaduras poder destruir seu espírito e mente.
Manigold interrompe a luta de Hakurei contra Shion.png

Manigold interrompe a luta de Hakurei contra Shion

Ele então assiste o confronto dos muvianos repreendendo Hakurei por sua falta de maturidade, ficando surpreso com a proeza de Shion por aprender técnicas só de olhá-las e interrompe a luta quando Hakurei esta prestes a lançar a alma de seu aluno no buraco do Yomotsu. Irritado com a forma de agir de Hakurei, Manigold o confronta e fica nervoso por saber que tudo aquilo era um teste para saber o quão longe iria a vontade de Shion. Ele então firma seu compromisso de levar o jovem para onde a Armadura de Áries estava e mais uma vez repreende Hakurei por sua falta de tato. Após um tempo carregando Shion nas costas, o mesmo desperta e Manigold lhe revela que estavam a caminho da busca.
Shion Manigol Vila atemporal.png

Shion e Manigold encontram as ruínas em Mu

Conforme avançavam atrás de indícios da vila onde a Armadura de Áries havia sido sepultada, Manigold ficou extremamente estressado e resmungão devido o vasto deserto a frente deles que não revelava nada que indicasse o caminho. Mais tarde, ao chegarem nas ruínas do continente de Mu, seguindo as orientações de seu mestre e o chamado, Shion consegue encontrar o ponto onde a voz mais forte, todavia, ao se depararem com a distorção na paisagem, a mesma os suga, os levando para um vilarejo aparentemente deserto. Enquanto sem entender como foram parar ali, Manigold fica alegre por perceber que acharam o lugar correto e o previne de estarem em alerta pois sente um perigo no local. Eles então são abruptamente atacados por dois homens montados em iaques que lançam uma imensa pedra ao qual conseguem facilmente desviar, sendo que em seguida, os atacantes perguntam o que queriam, ao qual mesmo após Shion e Manigold explicarem que eram do Santuário e queriam a Armadura de Áries para próxima guerra, ainda são atacados por eles, já que não acreditam em suas palavras.

Manigold derrota o agressor de Shion.png

Manigold derrota o agressor de Shion

Conforme a luta se arrasta para as ruínas do vilarejo, Manigold derrota seu agressor ao enviar a alma do mesmo para o Yomotsu, só que se surpreende quando o corpo do mesmo vira pó. Indo então atrás de Shion, ele o salva de ser atacado pelo outro agressor da entrada ao banir sua alma e explica ao jovem o motivo do corpo se decompor rapidamente. Shion nota que dado a descrição que ele deu do lugar bem como o fluxo do tempo ali ser diferente, ambos estão fadados a ficarem presos naquelas ruínas para sempre. De repente, ambos são surpreendidos por um jovem chamado Yuugo, feliz que alguém que seguia o estilo de Sage havia chegado lá bem como o garoto predestinado, pedindo em seguida desculpas pelas ações dos atacantes. Ele então lhe informa que seria o guia deles até a armadura, já que os conhecia por via do espírito e vontade de Avenir de Áries.
Shion Manigold Yugo Tumulo Avenir.png

Shion e Manigold encontram a armadura de Áries

Shion e Manigold então são levados para o túmulo de Avenir, onde se surpreendem com o poder do selo que envolve a armadura ser equivalente ao de um deus. Após Yuugo relatar o quanto tentaram inutilmente quebrar o selo e pedir para que o destruam, apesar de Manigold dizer que seria impossível, Shion afirma que não podem se deixar se abalar com aquilo, fazendo com que Yuugo conte a eles como o vilarejo e armadura foram presas naquela prisão temporal por alguém chamado Kairos que estava em conflito contra Chronos, que criou o selo que protege a armadura desde aquela época. Manigold então nota que dado que aquilo foi feito por dois do grandes deuses do tempo, critica a criança por achar que seria possível que eles pudessem romper o lacre, todavia, após Yuugo expressar sua crença de que por eles estarem ali significa algo a mais, Shion firma o compromisso de destruir o selo se puder. Ele então lança sobre si sua técnica Túnica de Cristal e antes de tentar alcançar a armadura, Shion é prevenido por Yuugo sobre o destino final que o vórtex temporal trairia caso falhasse ao mesmo tempo que ouve a advertência de Manigold para retornar vivo do contrario tanto Sage quanto Hakurei o matariam, só então o jovem muviano adentra ao selo.

Manigold confronta Kairos.png

Manigold confronta Kairos

Após Shion adentrar no vórtice e notar seus efeitos, abruptamente surge a sombra do deus Kairos, que aguardava ansioso por ele já que só assim poderia destruir a Armadura de Áries e impedir seu futuro, o fazendo então envelhecer rapidamente. Vendo que precisava agir rapidamente, Manigold liberta a alma de Shion de seu corpo para que assim conseguisse tocar na Caixa da Armadura de Áries e entrasse dentro dela. Sabendo que o muviano estaria seguro ali, Manigold se anima com a expectativa de encarar um grande deus do tempo e ambos entram em confronto. Conforme a luta se arrasta, Manigold encontra dificuldade em desviar das investidas de Kairos e não consegue afetá-lo com suas técnicas apesar do mesmo ser uma projeção astral, sendo que após ser ferido devido uma grande explosão cósmica emanada do deus, ele roga para que Shion retorne com a armadura para ajudá-los.

Shion impede Kairos.png

Shion protege Manigold e Yuugo da explosão de Kairos

Posteriormente, quando a sombra de Kairos deixa de se mover e começa implodir revelando pó de estrelas, Manigold presume que Shion conseguiu vencê-lo e traz sua alma de volta a seu corpo da Caixa da Armadura de Áries, ficando satisfeito que o mesmo havia conseguido se tornar um Cavaleiro de Ouro. Todavia, a sombra de Kairos, em seu último ato, tenta levar todos com ele para a morte ao gerar uma imensa explosão, só que Shion o impede erguendo sua Muralha de Cristal, afirmando que o deus do tempo nunca mais iria tocá-los.
Shion Manigold termina busca.png

Shion e Manigold saem das ruínas de Mu

Com o resultado da explosão, tanto o lacre do tempo quanto o vilarejo são destruídos, fazendo assim que o tempo volte a correr no local. Ambos então se surpreendem quando Yuugo começa a envelhecer rapidamente, sendo que Manigold observa diligentemente o mesmo se despedir de Shion pedindo para que o mesmo não chore, pois ainda teria de enfrentar situações como essa muitas vezes ainda, e firma ter fé que a Armadura de Áries o ajudaria a seguir em frente. Triste, Shion finalmente entende a diferença entre se conhecer as memórias daqueles que já usaram armaduras do que realmente conhecê-los, sendo então repreendido por Manigold que diz para o mesmo não se abater facilmente com aquela cena. Indiferente, Shion pergunta ao canceriano se um dia seria possível se acostumar com aquilo, fazendo com que Manigold apenas responda que não saberia dizer dado que para cada pessoa a resposta é única, mandando em seguida calar a boca por lhe perguntar sobre sua opinião. Após Manigold dizer novamente para voltarem ao Santuário pois tinha que informar a Sage que não pode derrotar a sombra de um deus, Shion o segue, refletindo que tal sentimento gerado pela perda de amigos é o que realmente define uma Guerra Santa. Saindo então das ruínas de Mu, Shion e Manigold as olham uma última vez.

Rebelião de AsprosEditar

Cavaleiros de ouro The Lost Canvas.jpg

Manigold reunido com os demais Cavaleiros de Ouro

Como a Guerra Santa esta para começar, Manigold e os demais Cavaleiros de Ouro são convocados pelo Grande Mestre em sua sala para anunciar seu sucessor.

Durante a tentativa de golpe de Aspros de Gêmeos de tomar o posto de Sage como Grande Mestre, o geminiano o cita como um dos riscos que teria em batalha e se preparou para o caso de enfrentá-lo.


Guerra Santa contra HadesEditar

Invasão de HadesEditar

No momento em que Alone chegou ao Santuário, destruindo partes do local, Manigold observava surpreso da Casa de Câncer, deduzindo que o próprio Hades viera ao Santuário pessoalmente.

Vigilância sobre Tenma de PégasoEditar

Manigold intercepta Tenma.png

Manigold intercepta Tenma

Logo após a morte de Hasgard de Touro, quando Tenma de Pégaso decide deixar o Santuário de Atena por acreditar que sua presença atrai inimigos e não querer que mais pessoas morrem por causa de ele, Manigold o intercepta e lhe informa que a punição por desertar no a meio de uma Guerra Santa é a pena de morte, mas pensa que Tenma é mais valioso vivo e poderá ser usado contra Hades por causa das memórias que Alone ainda tem que Tenma. Seguindo então as ordens de Sage, Manigold prende o jovem pégaso em uma cela, mas ele acaba fugindo junto com Yuzuriha de Grou e Yato de Unicórnio.

A Floresta dos MortosEditar

Vlcsnap-2013-12-09-20h42m56s249.png

Manigold prestes a entrar na Floresta da Morte

Ordenado por Sage a seguir e proteger os jovens que fugiram em direção a um dos territórios de Hades, Manigold acaba chegando a uma floresta cheia de ilusões e zumbis criados pelo espectro Veronica de Nasu. Notando o clima sinistro do lugar, ele sente a presença do inimigo e segue em sua direção, chegando a tempo de salvar Tenma e seus amigos do ataque de Veronica com suas moscas, não deixando passar a oportunidade de mexer com aparência feminina do espectro, assegurando que ainda prefere mulheres de verdade. Ele então usa sua técnica física e o parte em dois.
Manigold vence Veronica.png

Manigold vence Veronica

No entanto, dentro da floresta, Veronica é imortal devido a benção cósmica de Thanatos sobre ele. Ciente disso, Veronica destrói seu corpo e mostra sua sapuris e em seguida desfaz a floresta em uma espécie de crosta, utilizando de seu ataque mortal contra Yato. Observando isso, Manigold manda a seu corpo e a alma de Veronica para o Sekishiki. Lá o Cavaleiro de Câncer diz ao Espectro que eles estão em seu "parque de diversões" e logo evocando seu Fogo do inferno, o lança sobre a alma do Espectro serve e incinera a alma de Veronica, destruindo-a de uma vez por todas. Quando ia sair do lugar, o espectro em seus últimos momentos é possuído pelo poder do Deus da Morte que tenta levar o canceriano com seu servo em uma imensa explosão.

Confronto final contra ThanatosEditar

Manigoldo h.jpg

Manigold interrompe o jogo dos deuses gêmeos

Apesar da imensa explosão, Manigold sobrevive ileso e usando o Yomotsu como via, invade o castelo dos deuses gêmeos, onde ambos estavam jogando xadrez e os interrompe, sendo que em seguida tentar acertar o rosto de Thanatos, onde tem o golpe defendido por uma peça de xadrez (o peão). Ao ver Hypnos se retirar, ele provoca o deus da morte e é facilmente lançado sobre um pilar, só que o golpe o faz criar mais valentia para atacá-lo, mas acaba sendo repelido da mesma forma e se ferindo com o impacto dentro do jardim do lugar, ficando também surpreso pelo poder de seu adversário. Ao ser zombado por Thanatos por sua inferioridade, Manigold o rebate com mais uma provocação, o que faz com seja levado a um imenso tabuleiro de xadrez e tenha de enfrentar as peças em tamanho gigantesco invocados pelo deus. Para a surpreso do mesmo, no entanto, Manigold derrota e destrói suas materializações com seu Fogo do inferno e provoca dizendo para não ser subestimado, pois assim queimará até a alma do deus.
Manigod Sage vs Thanatos.png

Sage e Manigold se unem contra Thanatos

Tal audácia faz com Thanatos revele sua real forma e conjure a Hiperdimensão para fazer Manigold ser desintegrado. Entretanto, para sua grande surpresa, Sage chega para ajudá-lo e utilizando os Talismãs de Atena, sela a passagem dimensional evocada e explica seu papel ao longo da história em querer enfrentar o deus da morte. Indo então ao lado de seu mestre, Manigold o alivia sobre suas preocupações sobre como estava e fica indiferente quando Sage o informa que não estão tendo seu poder reduzido já que a barreira de Hades não se estendia aos domínios dos deuses gêmeos, sendo assim deveriam ter cuidado redobrado com Thanatos. O mesmo então afirma que a chegada do Grande Mestre não afetaria em nada a luta e em seguida convoca suas almas do Tártaro para consumirem a vida dos Cavaleiros dentro do Inferno Primordial, no entanto, Manigold usa esse artifício em seu favor ao ser alertado por Sage e faz com que todas as almas explodam com seu Fogo do Inferno, inutilizando-as. Ele então fica assombrado com a onisciência dos planos de luta de seu mestre e entra novamente em posição de batalha ao seu lado.
Sage e Manigold são oprimidos pelo poder de Thanatos.png

Sage e Manigold são oprimidos pelo poder de Thanatos

Irritado por ter tido seu corpo ferido, Thanatos conjura seu poder em maior quantidade, o que faz Manigold provocá-lo por ter de levá-los a sério, só que fica surpreso quando o mesmo sequer os reconhece como seres vivos e sim como lixo. O deus da morte então lança sua gigantesca esfera de energia cósmica sobre ambos os guerreiros, fazendo com que Manigold tente proteger Sage segurando a massa de energia, só que algumas partes de sua armadura quebram e ele acaba sendo arremessado para trás diante da onda de choque da esfera, sendo que enquanto estava sendo atirado,
Manigold é gravemente ferido por Thaantos.png

Manigold é gravemente ferido por Thanatos

ele reflete sobre as palavras do deus e lembra como detinha a mesma opinião que ele quando criança até ser achado e instruído por Sage. O canceriano então se surpreende quando Sage, usando seus talismãs, o impede de ser retalhado e o repreende por sua imprudência continuar a mesma de quando era jovem, o fazendo concluir que não tinha moral para zombar Tenma e mais uma vez provoca o deus dizendo que ainda não morreria. Só que para seu horror, Thanatos, após elogiar a resistência mitológica de sua Armadura de Ouro, ataca seu corpo interiormente e o perfura em vários pontos, o fazendo perder a consciência e ficar a beira da morte.
Manigold soca Thanatos na cara.png

Manigold soca o rosto de Thanatos

Quando parece que tanto ele quanto Sage iriam ser pulverizados, o Grande Mestre invoca novamente os Talismãs de Atena e consegue neutralizar o poder do deus da morte e impedir Manigold de morrer. No entanto, Thanatos rapidamente consegue destruir todos e quando estava para matar Sage com sua energia esférica, Manigold aproveita sua falta de atenção e o golpeia bem no rosto com um soco, lhe avisando que não o deixaria matar seu mestre e se vangloria por ter conseguido acertá-lo enquanto cai novamente para o chão, o que faz o deus ficar em estado de ódio por sua insolência e novamente conjurar a Hiperdimensão com mais potência que antes. Perguntando então em tom sarcástico a Sage se ambos estavam perdidos diante daquele tamanho poder, o Grande Mestre afirma que ainda havia uma chance de vencerem.

Vlcsnap-2013-06-15-17h59m40s103.png

Manigold tem sua perna arrancada

Thanatos, enfurecido por continuarem a resistir, começa a atacá-los com ondas de energia o altar onde estavam a fim de caírem na Hiperdimensão, sendo que em uma de suas investidas, a perna esquerda de Manigold acaba sendo arrancada. Ao ver então Sage tentar extrair a alma do deus de seu hospedeiro a fim de selar sua alma e ser repelido,
ManiThana2a.jpg

Sage e Manigold atacam Thanatos juntos

o canceriano usa suas Ondas do Inferno para impedir que Thanatos ataque seu mestre, onde então revela que embora admirasse a morte em sua juventude, ele agora percebe que realmente a odiava e fica inebriado com a expectativa de poder acabar com Thanatos e seu ego superior. Agradecendo o destino por ter seguido Sage quando criança, ambos unem suas técnicas e conseguem extrair completamente a alma do deus de seu hospedeiro.
Manigoldo se sacrifica para derrotar o hospedeiro de Thanatos.png

Manigold se sacrifica para selar a alma de Thanatos

Todavia, ao perceber que Thanatos ainda podia atacá-los via astral e poderia regressar o quanto quisesse para o corpo que fosse exorcizado, faz com que Manigold sacrifique sua vida ao se lançar agarrando o hospedeiro para dentro da Hiperdimensão para destruí-lo, sendo que antes de morrer, zomba uma última vez o Deus da Morte ao afirmar que a partir dali o mesmo será também um lixo e como sua vontade final, pede que sua armadura vá junto de seu proprietário anterior.

Ataque ao Castelo de HadesEditar

Shion Manigold espirito.png

Shion encontra o espírito de Manigold desfalecendo-se

Depois de Thanatos ser selado na Caixa de Atena, o espírito desgastado de Manigold regressa a Casa de Câncer, onde é recebe Shion, perguntando casualmente se ele estava indo em direção a Sala do Grande Mestre. Percebendo que o ariano queria respostas referente o que estava fazendo ali, ele lhe entrega o elmo de Sage para Shion a fim de que entregue a Hakurei, desaparecendo em seguida e deixando apenas sua Armadura de Câncer. No anime, o espírito de Manigold visita o subconsciente de Tenma e o informa que não poderia mais protegê-lo, confirmando seu destino final. Ao vê-lo chorar, Manigold mais uma vez o zomba por agir como criança e se despede, desaparecendo em seguida.

Confronto Final contra HadesEditar

Ultima reunião dos Doze Cavaleiros Ouro secXVIII.png

Os Doze Cavaleiros de Ouro se reúnem pela última vez

Na batalha final contra Hades, Shion, ao lado de Dohko, convoca todas as Armaduras de Ouro a fim de reproduzir a luz do sol em escala suficiente para dissipar as trevas e fazer com que o Imperador do Inferno recuasse. A energia reunida, porém, estava longe da ideal. É quando eles recebem o apoio das almas de Manigold e dos demais Cavaleiros de Ouro mortos que atacam de uma vez Hades, já que havia se manifestado totalmente. Com isso a balança pende a favor dos Cavaleiros, que exorcizam o Deus do Submundo, separando sua alma do corpo de Alone.

Pós-GuerraEditar

Invasão de KairosEditar

Durante a luta de Shion perante o poder de Yohma/Kairos, o espírito de Manigold e dos demais Cavaleiros de Ouro mortos reaparecem em uma visão para apoiar o ariano a vencer a ameaça do Deus do Tempo banido.

Século XX: Nova Guerra Santa contra HadesEditar

Quando Shion é trazido de volta a vida por Hades no Cocyto, o espírito de Manigold esta entre os espíritos de vários Cavaleiros apoiando a decisão do Grande Mestre de se passar por renegado para o bem maior.

LegadoEditar

Manigold se despede de Tenma.png

Manigold se despede de Tenma

Graças ao sacrifício de Manigold, Sage pode selar a alma de Thanatos dentro da Caixa de Atena, embora ao custo de sua vida, e enviá-la para Atena no Santuário.

A morte de Manigold causou uma forte marca moral em Tenma que passou a não mais recuar diante do perigo em batalha, por pior que fosse suas chances, a fim de também proteger a vida. Ele posteriormente tomaria a mesma atitude do canceriano no final da Guerra Santa ao se sacrificar junto de Sasha/Atena para derrotar Alone/Hades.

Habilidades de lutaEditar

Manigold em batalha contra Kairos.png

Manigold em batalha contra a sombra de Kairos

Como Cavaleiro de Ouro e único discípulo do Grande Mestre Sage, Manigold fora um dos mais poderosos Cavaleiros de Atena de sua época bem como um dos mais fortes dourados de sua geração. Mesmo quando criança, ele foi considerado como um prodígio por seu mestre, dado que fora superior a todos os seus iguais e sua aptidão lhe fez render merecimento para herdar a Armadura de Câncer. Ao alcançar a maior idade, sua força crescera ao ponto de conseguir derrotar Avido de Altar Negro apesar de sua desvantagem no território do mesmo e logo depois fora capaz de se manter em combate solo contra a sombra do Grande Deus do Tempo Kairos, embora admitiu depois que não conseguiria vencê-lo. Posteriormente, a fama de seu poder lhe rendeu crédito suficiente para que Aspros de Gêmeos o considerasse uma ameaça a seus planos de usurpar o cargo de Grande Mestre, apesar do geminiano ser tido como o mais poderoso Cavaleiro do Santuário na ocasião.
Manigold enfrenta Thanatos.png

Manigold enfrentando Thanatos

Não obstante, Aspros suspeitava que provavelmente o poder de Manigold era semelhante ao seu próprio. Tal expectativa fora provada correta como evidenciado durante a Guerra Santa, onde venceu sem esforços o espectro Veronica de Nasu apesar de sua imortalidade física e em seu curto combate solo contra o deus Thanatos, o mesmo teve que revelar sua forma real para subjugá-lo. Ao revelar todo seu poder em conjunto com seu mestre, ambos foram capazes de selar o deus da morte, embora ao custo de suas vidas.

CapacidadesEditar

  • Manigold cosmo.png

    Manigold eleva seu cosmo

    Utilização do Cosmo: Sendo um Cavaleiro de Atena, Manigold utiliza o cosmo como sua fonte de energia e por ser Cavaleiro de Ouro, ele tem um controle ainda mais refinado que os demais. Em seu caso especifico, a emanação de seu cosmo emitia um brilho semelhante a quando usava o Fogo do Inferno e fora um dos poucos Cavaleiros de sua era capazes de ferir um deus. Ele também possui um conhecimento fundamental sobre o cosmo e os alcances que pode possibilitar.
  • Domínio do Sétimo Sentido: Como um Cavaleiro de Ouro, Manigold possui o domínio completo do Cosmo, dando-lhe força sobre-humana e habilidades superiores às dos Cavaleiros de Prata, além de ser capaz de se mover na velocidade da luz.
  • Manigold soca Thanatos desprevenido.gif

    Manigold soca Thanatos desprevenido rapidamente

    Aptidão Física: Manigold tem uma grande quantidade de força física, sendo capaz de cortar uma pessoa em dois com suas pernas. Ele também tem uma imensa durabilidade em batalha, dado que fora atacado por Thanatos, o deus da morte, várias vezes e fora capaz de resistir a suas técnicas sofrendo apenas esgotamento momentâneo. Ele também possuía uma grande força de vontade física e mental, bem como uma imensa tolerância a dor, sendo capaz de continuar lutando mesmo após ter seu corpo perfurado em vários pontos e até perder sua perna.

Domínio sobre a Vida e a MorteEditar

Manigold convoca os espíritos dos mortos.png

Manigold convoca os espíritos dos mortos

Como todos os Cavaleiro de Câncer, Manigold é capaz de viajar livremente para a Colina Yomotsu no Mundo dos Mortos e retornar novamente, ileso. Tal como seu mestre, Manigold também era capaz de convocar e controlar os espíritos dos mortos e usá-los para remover a alma de uma pessoa viva. Ele também poderia abrir caminhos através das dimensões enquanto estivesse no Yomotsu. Em geral, sua habilidade sobre transmigração entre a vida e a morte eram fortes o suficiente para banir os espectros para o Yomotsu, apesar de suas naturezas bem como bater de frente contra Thanatos, um mestre absoluto nesse campo de combate,
Manigold Fogo do Inferno.gif

Manigold manipulando o Fogo do Inferno

sendo que ao juntar seu poder com Sage foram capazes de matar o hospedeiro do Deus da Morte. Manigold também era capaz de criar e controlar o Fogo do Inferno, uma espécie de chama que também usa as almas e a energia espiritual para se manter acesa, podendo assim gerar incêndios e explosões devastadoras que poderiam prejudicar até mesmo um deus, ainda que superficialmente.

Técnicas EspeciaisEditar

Akubensu.png

Acubens
(アクベンス, Akubensu)
É o nome da principal estrela da constelação de Câncer e representa a pinça do caranguejo. Consiste num golpe físico onde, aparentemente, o Cosmo de Manigold é concentrado nas pernas da Armadura de Ouro de Câncer. Em seguida, ele aperta o inimigo entre as pernas com força suficiente para parti-lo em dois como se fosse uma pinça de um caranguejo.

Manigold Ondas do Inferno.gif

Ondas do Inferno
(せきしきめいかいは, Sekishiki Meikai Ha)
Ele concentra sua cosmo energia na ponto de seu dedo, e dispara um aura branca, envolvendo o inimigo e o arrastando para a entrada do mundo dos mortos, podendo separar a alma do inimigo de seu corpo e envia-lo para a entrada da morte, a Colina do Yomotsu Hirasaga, ou também enviando seu corpo junto de sua alma. O choque do golpe pode ser poderoso o bastante para ferir sua alma quando esta for enviada para a colina do Yomotsu.

Chamas do Inferno.gif

Chamas Demoníacas
(せきしき基礎円, Sekishiki Kisōen)
Manigold incinera as almas ao redor através do uso do Fogo do Inferno, utilizando-os para alimentar as chamas que ferem diretamente a alma do adversário.
Hecatombe dos Espíritos
(積尸気鬼蒼焔, Sekishiki Konsō Ha)
Manigold acumula as almas perdidas nas proximidades na palma da mão e as usa como pólvora para produzir uma espécie de feixe de luz que funciona como combustível para gerar uma terrível e gigantesca explosão. A magnitude da explosão é proporcional à força das próprias almas e espíritos utilizados. A versão de Manigold utilizando os espíritos do Tártaro fora potente o bastante para ferir um dedo da mão de Thanatos.

GaleriaEditar

FrasesEditar

Mas que surpresa, você também consegue vê-las? Esta certo, eles moravam nesta vila. Até um tempo atrás tinham corpos e viviam normalmente, mas ficando desse jeito, não passam de lixo agora. O deus da morte é bem misericordioso. Ei velho, é bom tomar cuidado, vai saber quando a morte chegar pra você.

Manigold ao conhecer Sage

Você pode me chamar de... O executor Manigold!

Manigold ao se apresentar

Enquanto vivemos, não somos mais do que lixo. O melhor é viver como se quer! E a forma de pensar dos velhos é muito chata. Eu pensava assim quando era um moleque. Mas você não aprendeu nada... A vida é parte do universo! seu treinamento era espartano. Ensinaram-me a não depreciar a vida!

Manigold para Ávido

Hei, Altar Negro! As pessoas não vivem para te servir! Os fortes, os idiotas, os velhos, até você... Vivemos pra fazer brilhar nossas vidas miseráveis... Essas vidas não estão aqui para que você cague nelas!! O mundo não esta aí para cumprir o desejo egoísta de cada um, veterano.

Manigold para Ávido

Lamento, mas você não faz o meu tipo, mas parece que temos uma afinidade.

Manigold para Veronica de Nasu

Que peninha. Pra vocês, aqui pode ser um quintal, mas pra mim é como um parque de diversões!

Manigold para Veronica de Nasu

Você deveria parar de me subestimar assim, senhor Thanatos. Vim enfrentar você de igual para igual! Conheça, as Chamas Demoníacas! Já chega de brincadeira, eu vou queimar até a sua alma!

Manigold para Thanatos

Até onde você planejou as coisas? É um mestre tão precavido que chega dar até medo.

Manigold para Sage

Quer dizer que para você, nós somos lixo. Espere ai, acho que eu já ouvi isso antes...

Manigold para si mesmo

Ai que droga! eu não tenho moral para rir daquele moleque idiota do Tenma, mas eu sinto que agora eu possa acreditar um pouquinho naquilo que você me disse. Mesmo que um deus me considere insignificante, como se fosse lixo, eu quero brilhar ao máximo, pelo menos uma vez! Grande coisa ser um deus! Não subestime tanto os humanos, eu ainda não morri!

Manigold para Sage

Que coisa impressionante. Quando eu era moleque eu admirava a morte, mas meu ódio por ela era maior que minha admiração. É maravilhoso saber que eu posso acabar com você! Não é mestre? ainda bem que eu resolvi te acompanhar...

Manigold para Thanatos

Agora você também será transformado em "Lixo"! Ó armadura, volte agora para junto de seu antigo dono.

Últimas palavras de Manigold para Thanatos

CuriosidadeEditar

  • Manigold compartilha algumas semelhanças dentre os demais Cavaleiros de Câncer:
    • É o segundo a não se conhecer seu nome real.
    • É o segundo a ser aluno de um Grande Mestre.
    • É um dos três cujo passado turbulento, cruel e marcado pela morte os fizeram perder rapidamente a inocência de sua infância.
    • Ao lado de seu mestre e contrapartida, são os únicos Cavaleiros de Câncer que não se comprometeram a ser cruéis ou a ter atitudes desonradas como matar inocentes, em comparação aos demais que eram vistos como os mais cruéis de suas gerações.
  • Como reparado por Sasha e pelo próprio Mestre Sage, a história de Manigold lembra bastante a de Tenma de Pégaso — ambos cresceram órfãos, foram vítimas da violência dos Espectros e terminaram por focar sua determinação em ajudar os outros como Cavaleiros de Atena — o caminho tomado inicialmente por Manigold, no entanto, foi bem diferente daquele trilhado por Tenma.

Referências Bibliográficas e Notas Editar

  1. The Lost Canvas # Episódio 17
  2. 2,0 2,1 The Lost Canvas Gaiden # 04, página 18
  3. The Lost Canvas - Volume # 22
  4. 4,0 4,1 4,2 4,3 The Lost Canvas - Enciclopédia

ClassificaçãoEditar

Patentes conhecidas
Antecedido por
Sage
Cavaleiro de Câncer Sucedido por
Máscara da Morte

NavegaçãoEditar

Cavaleiros de Atena
Deus
Grandes Mestres
Cavaleiros e Amazonas de Ouro
Cavaleiros e Amazonas de Prata
Cavaleiros e Amazonas de Bronze
Cavaleiros e Amazonas de Patente Desconhecida
Cavaleiros e Amazonas de Aço
Cavaleiros e Amazonas sem Constelação
Soldados, Aprendizes e Subordinados

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória