Fandom

Saint Seya Wiki

Meikai

2 335 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários3 Compartilhar

O Submundo (冥界, Meikai) é o mundo que Hades governa e é para lá onde as pessoas vão depois de mortas. É composto de 8 Prisões3 Vales10 Fossos e 4 Esferas

Não podemos confundir "Meikai" como "Mundo dos Mortos" sendo que o Meikai, os Elíseos (e o Yomotsu não é de nenhum) são 2 partes que formam o Mundo dos Mortos, todos governados por Hades. Todos que morrem no Sekai, vão pro Meikai, como seres fracos e sem sentido, usando outros meios de sentir os mortos e dor; quem está morto lá,não pode voltar a vida (tendo os sentidos de volta) mesmo ao despertar o Arayashiki. Existem dois jeitos de chegar ao Elíseo: pela hiperdimensão, ou pelo outro lado do Rio Aqueronte, seguindo as margens do Rio Lethe, coisa quase impossível (até pra Atena) de se fazer.

Os encarregados de o proteger são as estrelas celestes e o Inferno é tão grande que pode se perder lá, não se limitando as prisões e a maioria dos espectros ficam em vários locais (não fixos) não se limitando a prisões também; eles se teletransportam livremente por lá. Os deuses gêmeos tem controle sobre quem está lá e no Sekai, fazendo todos morrerem ou dormirem.

Não se sabe como sair de lá, mas Caronte diz que é acessando o começo dele, e por isso, Orfeu estava indo de Giudecca até o Aqueronte provavelmente e passou no caminho pela 2ª prisão (que ficava no meio).

Foi baseado no Inferno de Dante (do livro "Divina Comédia", onde o papa da época apareceu no Inferno), ou seja, diferente do Inferno cristão e outros (onde só há um local onde mortos sofrem), possui vários sub-infernos (que são diferentes um dos outros e são locais onde ficam pessoas sendo castigadas), cada um pra um pecado e quanto mais se sobe, mais ruim é o pecado dos que estão lá . As prisões foram baseadas nos círculos do Inferno desse livro, com exceção do 2º círculo (que virou o vale da ventania negra, fazendo assim ter 8 prisões e não 9, como no livro; isso explica o porquê se só naquele trecho existir um local a parte entre duas prisões e o resto das prisões serem encostadas uma na outra), e assim como no tal livro, seres gregos existem lá, e por isso Kurumada achou melhor se basear nesse Inferno. Assim como a Divina Comédia se divide em 3 capítulos baseados no nome dos locais em que se passam, a saga de Hades também se divide em 3 capítulos baseado também no nome de lugares, mas o Inferno seria o segundo e não o primeiro, já que o Purgatório não aparece.

Os cavaleiros o tempo todo odeiam punição eterna a quem é criminoso ao verem o Inferno (pregam assim contra prisão perpétua e pena de morte) e Hades assim é visto como quem não se importa com humanos, apesar de Pandora dizer o contrário e dizer que ele ama seus espectros.

Devido ao fato de ele gastar tempo, não apareceu inteiro no mangá (nem a 7ª, nem os dois últimos vales da 6ª prisão, nem as 3 primeiras esferas) e pra explicar melhor, o mangá mostra pra que serve cada prisão do Meikai (na brasileira, aparece na edição 41 em seu início e na japonesa não se sabe onde) . No anime, isso ia gastar tempo também e por isso não foi citado e nem mostrado (pois como dito, o mangá não mostrou ele todo).

HistóricoEditar

Divisão.png
O Inferno é um dos três marcos que dividem a Saga de Hades em mini-sagas, sendo que os outros dois são O Santuário de Atena na Grécia e Os Elísios. É baseado no Inferno de Dante, com algumas alterações, e dividido em 8 Prisões, 3 Vales, 10 Fossos e 4 Esferas.

Cada prisão, tem um sub-inferno, um local onde a pessoa é torturada e presa; tem uma prisão pra cada pecado e o maior deles, é desafiar um Deus, pecado que anula os outros e já o leva diretamente ao Cocytos.

Buraco dos mortosEditar

Se você morre, você vai ou pro Inferno ou pros Elíseos. Da terra, vivo, só dá pra entrar no Inferno e não nos Elíseos (apesar de Alone conseguir entrar). Pra entrar no inferno vivo, é necessário entrar por um buraco dos mortos. Existem 3 buracos: um na colina de Yomotsu Hirasaka (o normal, pra onde a alma [e só a alma] dos mortos também vão. Quem é levado por esse buraco, vai pra entrada do inferno. As pessoas "recém-mortas" andam sem consciência até o buraco Yomotsu Hirasaka, e de lá, são mandados para o "Mundo de Hades". Este local pode ser ativado pelo golpe do Máscara da Morte, ou pelos 3 Juízes do Mundo Inferior.), um do lado de fora do castelo de Hades (é usado pra jogar quem invade o castelo e quem é jogado de lá, vai pro Cocitos por enfrentar os deuses; no mangá, ele é um buraco meio longe do castelo; no anime, esse buraco era na verdade uma fossa em volta do castelo, perto dele, sendo um grande precipício [todo o buraco nesse castelo leva pro Inferno e estão ligados], assim como no jogo de PS2 ele era uma fossa em volta do castelo; sai luz verde desse precipício no anime e no jogo) e um dentro do castelo (com escada, usado por espectros pra poder ir da terra ao meikai [espectros não podem ir aos Elíseos] e fazer o caminho contrário; só espectros vão por esse buraco [por ficar dentro do castelo, sendo mais confortável pra eles] a menos que os invasores consigam entrar lá dentro do castelo; quem é levado por esse buraco, vai pra entrada do inferno, pois espectros a usam). Caso você entre os 3 buracos e o Inferno não consiga elevar o oitavo sentido, você morre no caminho (o oitavo sentido pode durante o caminho pro Inferno, ou pode ser ativado mesmo se sua alma se separar do seu corpo, criando um novo corpo pra sua alma e seu outro corpo fica na Terra, como Atena fez; mas ele também pode ser ativado se você morrer e nesse caso seu corpo e sua alma somem da Terra e não vão pro Yomotsu, pois só almas entram alí).

O yomotsu por ser o limite do mundo de Atena com o de Hades e a casa de câncer levar pra lá, faz com que a Barreira de Atena não permita que os espectros adentrem lá através do buraco da morte (que sem a barreira, pra eles é fácil acessar).

O Portal do InfernoEditar

Portal do Inferno.png
É a entrada para o submundo, onde é possível ler a seguinte mensagem antes de atravessá-lo: “Aqueles que aqui entrarem, devem perder todas as esperanças.” (ОПΟΙΟΣ МПАІΝΕΙ ΕΔΩ ΝΑ ΠΡΑΤΑ ΚΑΘΕ ΕΛΠΙΔΑ em grego, língua do Deus Hades). É o início do Inferno de Dante, em seu livro.

Rio Aqueronte (Rio da Morte)Editar

É o local onde O Barqueiro das Almas pode atravessar os mortos que pagarem uma certa quantia. Ele é marrom como se fosse poluído, ao contrário do Rio Lethe. Ele é largo como um mar, mas tem correntesa de rios. Nele, estão mortos que não tiveram dinheiro pra pagar a viagem e tentaram atravessar, mas como é imposível nadar no rio, o rio e os mortos puxam quem vai lá; na sua margem (baseado no Vestíbulo do Inferno, do Livro Divina Comédia, apesar de seu nome não aparecer), estão todos que não ficaram decididos entre ir morrer e viver e também os que ficaram indecisos na sua vida na Terra (ou não tem dinheiro pra pagar ou não sabem que se querem dar dinheiro ou não devem) e ficam indecisos lá pra sempre; também fica na margem quem não fez nem bem (pra entrar nos Elíseos) ou mal (pra ir pro Inferno) e ficam lá, podendo até voltar a Terra (como fantasmas) por engano, segundo o mangá. O lugar mais fundo e frio é o meio e quem cai lá, não pode nadar e é puxado por quem ficou lá, sofrendo afogamento e frio pra sempre.

1ª PrisãoEditar

1ª Prisão.png
Local onde os juízes julgam os mortos. Mesmo se você mentir, será descoberto.

Recebe o nome de “A Casa do Julgamento”(ΔΙΚΑΣΤΗΡ ΙΟΝ ΟΥ ΤΟ em grego). É onde as almas dos mortos que chegam ao submundo são julgadas por um dos Três Juízes (Meikai San Kyoto), o Minos. Suas escadas de entrada são muito longas.

Durante a invasão dos Cavaleiros de Atena, Lune de Balron é quem está encarregado de julgar as almas no lugar de Minos de Grifon.


Vale da Ventania NegraEditar

Inferno do vento que penaliza os condenados a ficarem pendendo sob os ventos de um furacão para sempre.

Um dos três vales do submundo, é uma ponte que liga a 1ª e a 2ª Prisão. Neste local Kanon de Gễmeos facilmente derrota Lune diante de Seiya e Shun. O vento de lá o faz voar infinitamente ou cair no buraco infinito (único buraco do Inferno que leva ao fundo dele, que é infinito e negro), sendo assim, fica difícil lutar lá contra o inimigo (ou desvia ou cai)

2ª PrisãoEditar

2ª Prisão.png
Os condenados por avareza são golpeados por uma chuva pesada e gelada e se tornam alimento do cão de guarda do inferno, Cérbero

Sua entrada é uma chuva gélida; ela foi baseada em arquitetura egípcia.

É o local onde Cérbero, o cão de três cabeças que guarda a entrada do submundo na mitologia grega, devora os mortos. O local, que lembra um monumento egípcio, é guardado pelo Espectro Faraó de Esfinge. Pra lá, vão quem é avarento e eles sofrem ou com a chuva, ou com Cérbero ou a Balança da Maldição.

Arredores da 2ª Prisão: Editar

O único lugar do Inferno onde nascem flores; está cheio de fadas. Também é o lugar onde Eurídice ficou presa ao ter parte do corpo transformado em pedra.

No anime, é citado um caminho onde Orfeu usa pra ir da 2ª prisão a 8ª, pois ele não pode passar em outro lugar (no mangá é assim) e só pode ficar nesses dois locais.

3ª PrisãoEditar

Tercera.jpg
Aqueles que abusaram da Cobiça ficam aqui condenados a empurrar pedras por toda a eternidade.

É o lugar onde os mortos pagam sua penitência rolando enormes rochas por toda a eternidade. Esta prisão era guardada pelos espectros Rock de Golem e Iwan de Troll. Antes mesmo de conseguir dizer seu nome, Iwan foi destruído por Hyoga. Já Rock foi morto pelo Cólera do Dragão de Shiryu. Este lugar aparenta ser um lugar de sofrimento e dor, o interessante é que o seu guardião tem o nome de Rock - que em inglês significa rocha ou pedra.

Quem fica lá, é quem na vida foi muito ganancioso e seus desejos são do tamanho das pedras que devem rolar pra sempre.

4ª PrisãoEditar

Cuarta.jpg
Pântano das Trevas. Os condenados cheios de ódio afogam-se uns aos outros.

Protegida por Flégias de Lycaon, é onde está localizado o Pântano do Rio Estige, também conhecido por Pântano das Trevas. Flégias batalhou contra os cavaleiros naquele lugar sombrio. O pântano das trevas tem a aparência de ser um dos lugares mais calmos do inferno. O rio demonstra ser de algo pegajoso e muito frio. Provavelmente o lugar de sofrimento para esta prisão seria o afogamento eterno, pois quem tem ódio na vida, vai pra lá e afoga o outro perto, e um espírito afoga o outro.. Flégias foi derrotado rapidamente mas demonstrou ter talento no sofrimento.


5ª PrisãoEditar

Quinta.jpg
Aqueles que não seguiram a doutrina divina ficam sofrendo confinados em túmulos queimando.

É o local onde os mortos queimam em seus túmulos. Esta prisão era guardada pelo espectro Stand de Besouro Mortal. Ele é derrotado por Kanon. Logo quando Hyoga e Shiryu chegam lá eles se surpreendem com a dor e o sofrimento que os mortos se encontram, mesmo ja mortos eles mostram ter fome e muito nervosismo. Este lugar é para as pessoas que profanaram os deuses lá eles vivem a sofrer eternamente, lá também o juiz Radamanthys de Wyvern confrontou Kanon que decidiu batalhar contra os juízes, para dar mais tempo para Hyoga e Shiryu. Lá é também um lugar para aqueles que não aceitaram os ensinamento dos deuses.

6ª PrisãoEditar

A 6ª prisão é constituída pelos outros três vales. Protegida por 6 espectros desconhecidos. Ela tem uma parte que é chão sólido.

1º vale (Inferno de Sangue)Editar

Vale para onde vão os criminosos que, em vida, utilizaram incessantemente da violência contra o próximo. Nela se encontra um mar de sangue, quente como lava, onde as pessoas sofrem pela eternidade.

Um dos 3 Vales do submundo, o lago de sangue escaldante, fica na 6ª Prisão e é para onde são enviadas as pessoas que foram violentas durante a vida na Terra. Lá elas ardem eternamente no calor do sangue que ferve.

2º vale (Inferno Florestal) Editar

Inferno florestal para onde vão os criminosos que se suicidaram.

Ficam lá quem foi criminoso que se suicidou.

3º Vale (Inferno desértico)Editar

Os criminosos que se entregarem aos prazeres demoníacos (pervertidos) são condenados a esse Inferno do deserto escaldante.

Também localizado na 6ª Prisão, esse vale ainda não foi mostrado em nenhuma obra do universo de Saint Seiya. São condenados a ficar pra sempre vagando no deserto escaldante quem teve prazeres demoníacos.

7ª PrisãoEditar

É a maior de todas as prisões do inferno é formada por dez fossos. É o próprio inferno dentro do inferno. Assim como a 6ª, essa prisão tem uma parte de chão sólido.

Os Cavaleiros de Bronze não precisaram passar por aqui.

1º Fosso Editar

Aonde quem vendeu sua mulher é chicoteado.

2º Fosso Editar

Quem bajulou na vida, é jogado no excremento.

3º FossoEditar

São queimados na vela quem usou a profecia divina para o mal (alusão a inquisição de bruxas).

4º FossoEditar

Quem fez previsões enganosas e falsas, tem seu pescoço torcido, ficando desorientados na hora de se locomover.

5º FossoEditar

Quem subornou, cai no pixe quente onde são destroçados por demônios.

6º FossoEditar

Quem fez um crime sendo hipócrita, anda pra sempre com um manto de chumbo.

7º FossoEditar

Local onde ladrões caem para serem mordidos por cobras ou se assustarem delas (inferno de cobras e faz tudo que cobra faz conosco).

8º FossoEditar

Local onde quem foi condenado por intrigas. Tem chamas em todos os locais.

9º FossoEditar

Local onde quem semeou discórdia tem seu corpo eternamente retalhado.

10º FossoEditar

Local onde quem falsificou e fraudou, tem seus corpos apodrecidos e retalhados, desenvolvendo até bolor.

Cachoeira de SangueEditar

Uma grande queda de sangue localizada entre o Terceiro Vale da 6ª prisão e o Primeiro Fosso da 7ª prisão. Todo o sangue dos pecadores julgados no Inferno desemboca aqui. Ela dá origem ao Rio Flegetonte.

Em The Lost Canvas é mostrado que no topo da cachoeira fica a Mokurenji, a árvore que fornece os 108 frutos necessários para construir o “Rosário de 108 Contas”, que impede que os Espectros retornem à vida.

8ª PrisãoEditar

Aqui ficarão afogados neste Inferno de Gelo os criminosos mais sérios e que planejaram se rebelar contra deuses.

Cocyto (ou Kokyutos), O submundo de Gelo (e muita neve e nevasca) é o maior de todos e é para onde são enviadas as almas daqueles que se voltaram contra os deuses, e são enterrados vivos, só de cabeça para fora; por isso é tão perto de Giudecca, pois quem invade pra matar Hades, é jogado lá; ou seja quem traiu Hades, e isso inclui todos os cavaleiros que morreram nas guerras santas anteriores, são jogados vivos e morrem, virando esqueletos, mas muitos estam já mortos e são julgados na primeira prisão (pois quem morre vai pro Inferno) e colocados lá (provavelmente pode existir marinas e espectros traíras). Também é onde estão localizadas as 4 Esferas. A força de quem está lá é drasticamente reduzida; ao contrário do que muitos pensam, Valentine não guarda a prisão, mas sim, ele é um espectro que foi para a mesma (assim como os 4 que Milo, Aiolia e Mu mataram)

1ª EsferaEditar

Caína: Kaina, a morada de Radamanthys de Wyvern.

2ª EsferaEditar

Antenora:a morada de Aiacos de Garuda.

3ª EsferaEditar

Ptolomeia: a morada de Minos de Griffon.

4ª EsferaEditar

Giudecca.png
Giudecca, o palácio de Hades no submundo. É o local onde ocorre boa parte dos eventos mais importantes da Saga de Hades, tais como: a morte de Orpheé, a possessão de Shun e o tão aguardado momento em que Ikki deve matar o irmão para poder libertá-lo do domínio do Imperador do submundo.

Ao final fica localizado o Muro das Lamentações (o fim do Inferno), logo depois, a Hiperdimensão (que só liga os mundos mas não faz parte de nenhum, podendo levar a vários mundos) e, por último, os Elísios. Esse muro é gigante (largo, alto e profundo) e é chamado assim por ser um muro dos que lamentam não poder ir aos Elíseos e ficam no inferno (de onde não podem sair, pois o muro não pode ser destruído por mortais e só deuses passam sem destruir; pra humanos passarem, o muro precisa ser destruído e a única coisa que o destroi, é a luz do sol, inexistente no Inferno; por isso esse muro é motivo de lamentação, pois os mortos são bloqueados por ele e só a luz do Sol, que dá esperança aos vivos depois de uma noite, dá esperança a eles, cessando a sua lamentação). Minos parecia saber desse muro, mas não da hiperdimensão, caindo nela e morrendo pois viu que os cavaleiros de bronze passaram lá ilesos e achou que também podia. Talvez visto de fora, o muro não é grande pois o Inferno termina em Giudecca e atrás dela nada parece ter, logo, ele só é longo ao você entrar nele e ser transportado pra outra dimensão.

Mapa Editar

Meikai

Meikai

Criado por Gobi-AoiCriado por Gobi-Aoi
Ver

CuriosidadesEditar

  • Hades afirmou que, com sua morte, os Campos Elísios e o Submundo desapareceriam, porém como visto em Os Cavaleiros do Zodiaco Ômega, o Inferno está em perfeitas condições para funcionar novamente, como visto na luta com Schiller de Câncer, deixando a dúvida se Hades o reformou e de que se Hades realmente não se foi como vários pensaram e que ele pode estar bem vivo.  
  • Provavelmente é como Saturno explicou: o corpo e alma de um deus não podem ser completamente destruidos; nem um deus pode morrer completamente, mesmo com uma arma capaz de ferir e matar deuses; isso só o contém e o desabilita por algumas centenas de anos ou em raras ocasiões milhares. 
  • Outra coisa é que em Saint Seya G Assasin, Shiryu menciona que Hades ainda vive e perguntou a Shura sobre a dimenção paralela, se havia feito um trato com Hades para retornar a vida. Shura disse que não havia feito acordo com Hades (Shiryu não sabia ainda que aquele Shura vinha de uma dimenção paralela por isso perguntou). 
Mundos
Planetas TerraPlaneta MartePlaneta Saturno
Reinos TenkaiSekaiKaikaiMeikaiYumekaiMakai
Dimensões UniversoConfins do Tempo • Hiperdimensão

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória