Wikia

Saint Seya Wiki

Shun de Andrômeda

2 050páginas
nesta wikia
Comentários266
Shun de Andrômeda
アンドロメダ星座の瞬
Shun
Nome
Romanização Andoromeda no Shun
Outros nomes Shun Amamiya
Dados gerais
Classificação Cavaleiro de Bronze
Armadura Armadura de Andrômeda
Kamui Armadura Divina de Andrômeda
Constelação Andromeda
Divindade Atena
Dados básicos
Gênero Masculino
Idade 13 anos
17 anos (ND)
Aniversário 9 de setembro
Signo zodiacal Virgem
Altura 1.65 m
Peso 51 kg
Tipo sanguíneo O
Local de nascimento Japão
Dados de treinamento
Local de treinamento Ilha de Andrômeda, Etiópia
Mestre Albiore de Cefeu (anime)
Daidalos de Cefeu (mangá)
Dados de anime e mangá
Estréia Manga: Capitulo 4
Anime: episódio 2
Seyuu Ryō Horikawa
Yūta Kasuya*
Dublador Ulisses Bezerra


É verdade... Eu me pergunto quanta gente eu haverei de machucar... A justiça não é uma desculpa... A verdade é que eu feri muita gente... Incluindo alguns dos meus amigos... Seiya... Saori... Tirem minha dúvida... O resultado de uma batalha sangrenta... É outra batalha?!... A paz nunca chegará, mesmo que a gente se esforce?... Digam-me... Seiya... Saori... Shiryu... Hyoga... Por quê?!... Porque ninguém me responde?!... Porque lutam?!

Shun de Andrômeda

Shun de Andrômeda é um Cavaleiro de Bronze do século XX, incumbido com a missão de proteger a deusa Atena do mal.

Origem do nome

"Flicker, flash" (como as estrelas) Kurumada disse em uma entrevista que colocou assim porque é mais emocional do que seu irmão Ikki, de modo que o "flicker" ou de "flash" ,passe a imagem de um pequeno brilho.

Características

Aparência

Shun é um jovem garoto de aparência frágil,pele clara, possuí olhos e cabelo verde,além de ser o menor do grupo junto de Seiya. No Mangá seu cabelo é castanho com tom um pouco avermelhado e seus olhos são azuis.
Shun Aparência
Desde sua primeira aparição, Shun foi expressado como um jovem atraente. No coliseu na Guerra Galáctica, as garotas torciam e chamavam por Shun na sua luta contra Jabu de Unicórnio dizendo que ele era lindo. Algol de Perseu ao lutar com Shun também fez uma citação sobre sua aparência, chamando-o de “garotinho bonito”. Evidentemente suas feições foram inspiradas por sua constelação de Andrômeda, uma constelação fêmea.

Quando se está sob a posse de Hades, o cabelo fica preto,sua pela torna-se pálida e seus olhos mudam para um tom mais claro. Embora no anime inventaram a cor vermelha , inexistentes no mangá.

Quando Shun não está trajando sua Armadura, ele é geralmente visto usando uma camisa verde, com um suspensório branco ligado à sua calça também branca e sapatos marrom claro.

Personalidade

Ele tem uma personalidade pacífica e odeia lutar, sempre ferido por medo de ferir seus inimigos e sacrificaria sua vida para salvar a dos outros. É o mais nobre dentre os Cavaleiros de Bronze, tem um grande e puro coração, e de fato, verifica-se que Shun é a pessoa com o coração mais puro da terra.

Sempre prefere não lutar, porque não quer prejudicar ninguém e prefere só se defender, se possível. Shun está sempre pronto para morrer pelos outros,assim como a sua constelação protetora,Andrômeda.

Histórico

Infância e treinamento

Shun e seu irmão Ikki são dois dos cem órfãos reunidos por Mitsumasa Kido, na tentativa de transformá-los em Cavaleiros de Atena. Desde criança, Shun evitava combates e parecia muito mais sensível que os outros meninos trazidos por Kido, sendo protegido pelo irmão sempre que necessário.

Graças a seu irmão, Shun acabou sendo enviado para a Ilha de Andrômeda, ao invés da Ilha da Rainha da Morte. Na Ilha, Shun é acolhido por seu Mestre, Daidalos de Cefeu (no anime Albiore de Cefeu, que ensina para Shun os segredos do Cosmo interior e como saber usá-lo unindo a sensibilidade com a força.

No começo de seu treinamento, Shun por várias vezes fraquejou, mas com a ajuda de June, sua parceira de treinamento, ele conseguiu encontrar forças para superar a falta do irmão. Para poder participar do "Sacrifício de Andrômeda", o desafio final para a conquistar a sagrada Armadura, Shun derrotou seu adversário, mostrando que aprendeu corretamente os ensinamentos de seu mestre.

Depois, Shun foi acorrentado a uns rochedos na beira o mar. Ele teria que se concentrar e se libertar antes que a maré subisse por completo e o afogasse. Ao contrário dos outros Cavaleiros, para conquistar sua Armadura, Shun não usou a força e sim o carinho que mantinha por seu irmão distante. Após passar pelo Sacrifício de Andrômeda, Shun consegue sua Armadura e parte para o Japão na esperança de encontrar seu irmão.

Saga do Santuário

A participação de Shun começa na Guerra Galáctica, assim como os demais. A única razão da participação de Shun era a vontade de reencontrar seu irmão. Durante a Guerra Galáctica, Shun enfrenta Jabu de Unicórnio. Inicialmente, Jabu subestima os poderes da corrente de Shun e o ataca por todos os lados, mas as correntes de Andrômeda o atingem em todas as ocasiões, o que deixa a Armadura de Unicórnio muito danificada. Após isso, depara-se com um lado diabólico de Ikki, e se une a Seiya de Pégaso, Shiryu de Dragão e Hyoga de Cisne na busca pela Armadura de Ouro roubada por Ikki. Mais tarde, eles conseguem recuperar o lado humano de Ikki. Após isso, segue no combate contra os Cavaleiros de Prata, até que chegam à fase do Santuário.

Saori decide então ir com seus cavaleiros até o santuário e destronar o falso Grande Mestre. Chegando lá, ela é ferida pelo ataque de Flechas Fantasmas de Tremy de Sagita. Uma flecha dourada acerta o peito de Saori e só o Grande Mestre pode removê-la, caso se passem doze horas, a flecha irá atravessar o peito de Saori e ela morrerá. Após saberem disso, os Cavaleiros de Bronze decidem atravessar as Doze Casas do Zodíaco e chegar até o Mestre do Santuário para que o mesmo remova a flecha dourada do peito de Saori.

Na Casa de Áries, Mu de Áries explica aos Cavaleiros de Bronze o poder dos doze Cavaleiros de Ouro e restaura suas armaduras, deixando-as extremamente resistentes. Mu diz que tomará conta de Saori enquanto eles batalham contra os Cavaleiros de Ouro.

Na segunda casa, Aldebaran de Touro deixa Shun, Shiryu e Hyoga inconscientes. Seiya desperta por um único segundo seu Sétimo Sentido, sendo capaz de superar a defesa de Aldebaran de Touro e quebrar o chifre da Armadura de Touro, desafio lançado pelo dourado para que o deixasse passar. Após a luta de Seiya contra Aldebaran chegar ao fim, Shun, Hyoga e Shiryu acordam, porém só Seiya tinha permissão para passar pela Casa de Touro, pois Seiya conseguiu quebrar um dos chifres da Armadura de Touro. Então Shun, Shiryu e Hyoga atacam juntos Aldebaran deixando seu braço congelado. Após o ocorrido, Aldebaran deixa os demais Cavaleiros passarem pela sua casa. Por desconfiar das verdadeiras intenções do Grande Mestre, Aldebaran não leva sua luta até as últimas consequências, fazendo dela um treino para os Cavaleiros de Bronze. Aldebaran, porém, os adverte dizendo para que eles não subestimem o poder dos Cavaleiros de Ouro, pois suas diferenças de poderes são muito grandes.

Na Casa de Gêmeos, os Cavaleiros de Bronze sofrem com as ilusões da mesma e por isso precisaram se separar. Hyoga e Shun foram por um caminho, enquanto Seiya e Shiryu seguiram pelo outro. Hyoga é derrotado pelo misterioso Cavaleiro de Ouro de Gêmeos com a técnica Outra Dimensão e Shun consegue escapar graças as suas correntes. Logo em seguida, tem suas correntes quebradas pelo poder do Cavaleiro, porém Andrômeda mostra-se forte, despertando o seu Sétimo Sentido por poucos segundos, escapando da Outra Dimensão novamente e conseguindo atingir Saga de Gêmeos que controlava a armadura na Sala do Mestre muito distante da Casa de Gêmeos, fazendo a ilusão sumir. Shun percebe a energia positiva e negativa do cosmo que emanava pela casa e diz que esta pode ser a fonte de todo o mal por trás dessa batalha. Após sair da Casa de Gêmeos, Shun percebe que o cosmo de Hyoga desapareceu completamente em uma das casas adiante.

Shun chega até a Casa de Câncer, e lá encontra Shiryu que acabara de derrotar Máscara da Morte de Câncer. Shun fica muito feliz por Shiryu ter voltado a enxergar (Pelo fato do Cavaleiro de Dragão ter despertado o seu sétimo sentido durante a luta) e os dois seguem para próxima casa, a de Leão.

No caminho, Shun e Shiryu são impedidos por Cassios de entrar na quinta casa. Shun e Shiryu são nocauteados por Cassios. Após vários acontecimentos na casa de leão, como o sacrifício de Cassios para proteger Seiya e libertar Aioria de Leão do Satã Imperial e Seiya conseguir ver os Relâmpagos de Plasma na velocidade da luz, Shun e Shiryu finalmente despertam e chegam lá e, junto com Seiya, lamentam a morte de Cassios, e seguem em frente logo em seguida.

Quando chegam a Casa de Virgem, Seiya, Shiryu e Shun sofrem com o grande poder do "Homem mais próximo de Deus". Após Seiya e Shiryu tentarem atacar Shaka de Virgem, sem sucesso, Shun tenta atacar Shaka com a sua Corrente de Andrômeda. Entretanto, a corrente foi imobilizada e repelida pelo cosmo de Shaka e por pouco Shun não perdeu sua cabeça ao ser enforcado por sua própria corrente. Logo em seguida, Shaka os nocauteia facilmente com o seu golpe secreto Rendição Divina. Shun, Shiryu e Seiya só acordam a tempo de presenciar o sacrifício de Ikki de Fênix. Apesar de sofrer pela suposta morte de seu irmão, Shun promete a Ikki que continuará a lutar como um homem até o fim.

Depois do sacrifício de Ikki na Casa de Virgem, Shun, Seiya e Shiryu chegam a Casa de Libra e se deparam com o corpo de Hyoga aprisionado no Esquife de Gelo de Camus de Aquário, porém seu coração ainda batia. Após Shiryu libertar Hyoga de Cisne do Esquife de Gelo com a Espada de Libra (enviada pelo Mestre Ancião), Shun diz que irá salvar Hyoga, e pede para Shiryu e Seiya seguirem em frente. Shun eleva sua cosmo-energia ao máximo, aquecendo o corpo do Cavaleiro de Cisne que estava congelado e com seu coração prestes a parar de bater, porém, o grande esforço de seu cosmo acabou fazendo o Cavaleiro de Andrômeda desmaiar.

Em seguida, Hyoga acorda com as suas energias renovadas e carrega Shun nos braços, até a Casa de Escorpião e depois pede para que Seiya o leve em frente junto com Shiryu, pois Hyoga queria ficar em Escorpião para lutar a sós contra Miro, o guardião da Casa de Escorpião.

Ao entrarem na Casa de Sagitário, Shun, que finalmente havia despertado, e seus companheiros enfrentam dificuldades, pois a casa não tinha saída, apenas um buraco, que foi feito pela flecha da Armadura de Sagitário. O local estava repleto de desafios, que exigiam um grande esforço de todos. Mesmo com dificuldade, os Jovens Cavaleiros conseguiram superar todos os desafios (que eram apenas provas impostas pelo falecido Aioros, ex-guardião da Casa, para saber se os Cavaleiros eram dignos de encontrar seu testamento) e se emocionam ao lerem o Testamento de Aioros, onde dizia que o Cavaleiro de Sagitário confiará Atena aos cuidados deles. Os Cavaleiros de Bronze renovam o seu juramento de proteger Atena e dizem que não iram decepcionar a confiança de Aioros, seguindo em frente logo em seguida. No mangá, os Jovens Cavaleiros apenas leem o testamento e seguem em frente, não havendo nenhum desafio.

Aparentemente Shun, Seiya, Shiryu e Hyoga atravessam a casa de Capricórnio sem dificuldade, pois a casa parecia não ter nada além uma estátua com Atena entregando a sagrada espada Excalibur para um jovem. Os Cavaleiros de Bronze supõem que o guardião daquela casa provavelmente seja o Cavaleiro mais fiel a Atena. Porém, na saída eles são interceptados por Shura de Capricórnio que cria uma enorme fenda no chão, com a sua espada sagrada Excalibur. Shiryu sente que o chão está "se abrindo" e pede para seus amigos pularem rápido. Hyoga e Seiya atravessam a fenda, Shun por pouco não cai dentro da fenda aberta, mas conseguiu se salvar a tempo usando suas correntes. Shiryu resolve ficar na Casa de Capricórnio arriscando sua vida para que seus amigos sigam em frente. Shun, Seiya e Hyoga resolvem ir para a próxima casa. No caminho, eles percebem que o cosmo de Shiryu desapareceu após ele a aplicar a técnica Último Dragão em Shura.

Shun, Seiya e Hyoga chegam a Casa de Aquário, onde Camus de Aquário já os aguardava. Hyoga diz que gostaria de enfrentar seu mestre sozinho sem a interferência de ninguém. Seiya e Shun entendem e resolvem partir para a Casa de Peixes. Curiosamente, Camus não tentou barrar a passagem de Seiya e Shun, nem queria lutar contra Hyoga novamente, o que levanta a hipótese de que o Cavaleiro de Aquário não estava mais disposto a seguir as ordens do Mestre Ares, mesmo assim Hyoga insistiu em enfrentá-lo e Camus finalmente aceita o desafio. Após passarem por Aquário, Shun olha para trás e diz querer voltar para a Casa de Aquário e ajudar Hyoga, mas é impedido por Seiya que diz que eles deveriam confiar em Hyoga. No caminho para Casa de Peixes, Shun e Seiya sentem que o cosmo de Hyoga desapareceu, após ele finalmente alcançar o Zero Absoluto, e aprender a técnica Execução Aurora, o que custou a vida de seu mestre Camus.

Shun e Seiya agora são os únicos Cavaleiros de Bronze ainda em combate. Nas escadarias entre as Casas de Aquário e Peixes, Shun diz a Seiya que gostaria de enfrentar o Cavaleiro de Ouro da última casa sozinho, independentemente de quem fosse. Nesse momento, Afrodite de Peixes aparece e se apresenta a Seiya e Shun. O Cavaleiro de Pégaso segue em direção da Sala do Mestre Ares passando sem grandes dificuldades por Afrodite, porém, acaba sendo derrubado pelas Rosas Diabólicas Reais no caminho. Shun luta com Afrodite, e após uma extensa luta, o derrota com seu golpe mais poderoso, a Tempestade Nebulosa, revelando seu verdadeiro poder e vingando a morte de seu mestre Albiore de Cefeu. Shun, porém, acaba sucumbindo a Rosa Sangrenta de Afrodite e não tem mais forças para alcançar Seiya, desmaiando logo em seguida e, pede desculpas ao Pégaso, por não poder ajudá-lo.

Após ser reanimado por Saori Kido, Shun segue junto com a Deusa até o Templo de Atena, no topo das 12 casas, onde luta contra Saga de Gêmeos junto com os outros Cavaleiros de Bronze e aplica sua técnica mais poderosa, a Tempestade Nebulosa que não surte nenhum efeito. Em seguida, Shun e os outros Cavaleiros de Bronze unem seus cosmos com o de Seiya e o ajudam a destruir a alma diabólica que possuía Saga. Após o fim da Batalha das Doze Casas, Shun e os outros Cavaleiros de Bronze tem suas armaduras restauradas pelo sangue dos Cavaleiros de Ouro remanescentes, em sinal de gratidão pelos Jovens Cavaleiros terem salvo a deusa Atena. A Armadura de Andrômeda de Shun recebe o sangue de Aldebaran (No Mangá, a Armadura de Andrômeda recebe o sangue de Shaka).

Saga de Asgard

Shun enfrenta Mime de Benetnasch, onde é derrotado, apesar de chegar a ferir o Guerreiro Deus com sua Tempestade Nebulosa. Fato é que ele não conseguiu derrotar Mime por não querer naturalmente derrotá-lo, devido a forma neutra de Mime se comportar, sem de fato oferecer um motivo para ser derrotado. Como o próprio Mime diz, nem mesmo as correntes de Shun o identificavam como uma ameaça. Ikki chega e derrota Mime por Shun e o pede para seguir adiante. Shun o faz, encontrando Shido de Mizar, a quem derrota, dessa vez com o sucesso com sua técnica mais poderosa. Depois disso, é abatido por Bado de Alcor mesmo com o apoio de Shaina e passa a assistir o novo confronto de Ikki, que derrota a sombra de Mizar. Ao fim dessa Saga, combate Siegfried de Doube, mas é derrotado, e ajuda Seiya a derrotá-lo, assim como salvar Atena.

Saga de Poseidon

Coincidentemente com o mangá, Shun enfrenta o General Marina Io de Scylla, onde mostra as várias possibilidades de defesa de sua corrente, da qual simplesmente criou seis formas novas de defesa na base de um "improviso" e matando-o sem querer. Em seguida, luta contra Kasa de Lymnades, mas é derrotado, apesar de conseguir superar a técnica de metamorfose de seu oponente. Ikki chega e mais uma vez ajuda seu irmão, derrotando Kasa. Mais adiante, enfrenta Sorento de Sirene, derrotando-o, mas ao invés de matá-lo consegue fazer Sorento abdicar do combate aprisionando-o com sua técnica mais poderosa, Tempestade Nebulosa, isso porque Shun acreditava que Sorento tinha um bom coração. Depois, Shun ajuda Atena e os demais Cavaleiros de Bronze contra Poseidon, mesmo com o seu corpo e cosmo exaustos.

Saga de Hades

Inicialmente, Shun aparece na mansão de Saori. Percebendo algo de errado no Santuário, ele decide ir até lá, desobedecendo as ordens de Atena. No entanto, três vultos ameaçadores o perseguem. Tratavam-se dos antigos cavaleiros de prata Dios de Mosca, Sirius de Cão Maior e Algethi de Hércules que agora juram lealdade a Hades. Após ser brutalmente golpeado pelo trio, Shun diz que apesar de não gostar de ferir pessoas, não pode perder mais tempo ali e derrota os renegados com um único golpe de sua corrente e segue em direção ao Santuário para ver se Saori Kido está em perigo.

Nos arredores do santuário, ele e Hyoga encontram Shaina de Ofiúco e os cavaleiros de bronze secundários, que guardavam o cemitério dos cavaleiros. Shaina oferece resistência no começo, mas acaba cedendo e os deixa passar. Hyoga e Shun se espantam ao ver a casa de Áries completamente destruída (devido ao choque entre Shion de Áries e Dohko de Libra), ele continua seguindo casa por casa até se deparar com a morte de Shaka de Virgem e com o começo de um confronto colossal entre seis cavaleiros de ouro (Mu, Aioria e Miro contra os renegados Saga, Camus e Shura).

Após a colisão entre as exclamações de Atena, Shun e os outros cavaleiros de bronze conseguem deter a técnica proibida por Atena (no mangá, somente Shiryu detém a técnica). Após a suposta morte de Atena, os cavaleiros de bronze chegam ao Templo da deusa, onde encontram o antigo mestre do santuário, Shion de Áries. Shion revela que o real motivo por trás das mortes de Shaka e Atena foi para poderem despertar o 8º sentido, pois só assim conseguiriam chegar vivos ao Mundo dos Mortos. Shaka e Atena pretendiam enfrentar Hades pessoalmente. Shion revela também, que os cavaleiros renegados só estavam interessados em alertar a deusa sobre sua armadura, que era crucial para a vitória contra Hades. Shion desperta através do sangue da própria deusa que se encontrava no chão a Armadura de Atena e deixa os cavaleiros de bronze encarregados de entregá-la para Atena. Após isso, os cavaleiros têm suas Armaduras de bronze restauradas com o sangue de Atena e Shion ordena que eles partam para o Castelo de Hades imediatamente. Antes de chegarem ao inferno, o quarteto de bronze vê as mortes de Saga, Camus e Shura que lhes confiam a missão de proteger Atena e em seguida tem um confronto com juiz do inferno, Radamanthys de Wyvern. Apesar de levar uma grande vantagem na luta, Radamanthys não consegue eliminá-los e o grupo consegue despertar o oitavo sentido e chegar vivos ao Meikai.

O quarteto fica desacordado após entrarem no buraco que leva ao Mundo dos Mortos, e por isso, acabaram se separando. Shun acorda ao lado de Seiya. A dupla passa pelo Portal do Inferno e atravessam o Rio Aqueronte, onde o guardião do rio, Caronte de Aqueronte, não parece querer colaborar com a dupla, mas comove-se com o coração puro de Shun, mas não muda sua postura, cobrando algum tesouro para atravessá-los. Shun então dá a sua medalha com a inscrição Yours Ever, mas no meio da travessia, Caronte entra em combate direto com Seiya. A luta se arrasta até a outra margem do rio, onde Caronte é definitivamente vencido e a dupla segue em frente. Em seguida, Shun e Seiya quase são derrotados por Lune de Balron, guardião substituto de Minos de Grifon da primeira prisão, conhecida como A Casa do Julgamento. Lune também se comove com o coração puro de Shun, mas não muda sua postura e os ataca com seu Chicote de Balron. Kanon de Gêmeos que havia jurado lealdade a Atena recentemente aparece e usa um golpe que ilude Lune, salvando a vida da dupla que o agradece e segue em frente enquanto Kanon enfrenta Radamanthys.

Pouco tempo depois, Shun e Seiya assistem o Cavaleiro Lendário Orphée de Lira derrotar Faraó de Esfinge e seguem com ele até Giudecca. Orphée tinha um plano para matar Hades, no qual ao invés de tocar sua Lira para ele como sempre fez, iria matá-lo com ela, porém acaba assustado com a aparência do imperador do inferno, que é idêntica à de Shun, inclusive possui o mesmo medalhão do Cavaleiro de Andrômeda. Devido a sua distração, Orphée sofre um golpe fatal de Radamanthys e acaba morrendo ali mesmo e nessa hora descobre-se que Shun é de fato a reencarnação de Hades, ou melhor, o receptáculo do Imperador do Submundo. Radamanthys não acredita e tenta acertar Shun com um golpe, mas o juiz do inferno fica impossibilitado de se mover devido a imponência que Shun emana e acaba se convencendo. Shun ordena que Radamanthys se livre de Seiya e o espectro manda o Cavaleiro de Pégaso para o inferno de gelo de Cocyto. Pandora, que já sabia a verdade sobre Shun ser a reencarnação de Hades desde o começo, admira Hades por possui um coração tão puro, apesar do mesmo querer exterminar a humanidade. Depois, Ikki tenta ajudá-lo a se livrar da alma do Deus da Morte, mas acaba derrotado pelo mesmo e enviado ao Cocyto. Em seguida, após um breve confronto com Shaka e Atena, a deusa usa seu sangue para livrar Shun da alma de Hades, que segue para o seu corpo original. Enquanto isso Atena, segue a alma de Hades, que ia na direção dos Campos Elísios, ambos atravessam o Muro das Lamentações, mas ao chegar lá, Atena acaba aprisionada.

Shun finalmente desperta e junto de Seiya, Shiryu e Hyoga assiste o sacrifício dos Doze Cavaleiros de Ouro para destruir o Muro das Lamentações. Em seguida, Shun e seus companheiros partem para os Campos Elísios e sobrevivem ao passar pela Hiperdimensão, pois suas armaduras estão protegidas pelo sangue de Atena. No confronto com o deus da morte Thanatos, Shun e os cavaleiros de bronze se reencontram com Ikki, mas passam por uma situação desesperadora, todas as armaduras de bronze são destruídas, inclusive as armaduras de ouro de Leão, Sagitário, Virgem, Libra e Aquário (enviadas pelo deus dos mares, Poseidon, que não desejava que Hades dominasse a Terra). Porém, graças ao sangue de Atena, Shun e os outros Cavaleiros viram suas armaduras ressuscitarem e se transformarem em Armaduras Divinas e assim conseguiram derrotar Thanatos e Hypnos e logo depois foram ao encontro de Hades, para auxiliar Atena a derrotar o Imperador do Inferno e salvar a terra do grande eclipse.

Shun, Shiryu e Hyoga chegam para ajudar Ikki e Seiya. Os cinco se unem, mas mesmo assim são facilmente rechaçados por Hades. Este, por sua vez, olha de forma diferente para Seiya e, preocupado, recorda-se que no passado fora ferido por Pégaso, e desde então passou a tomar corpos de humanos como hospedeiros em todas as suas encarnações. É quando Saori consegue se libertar após vestir sua armadura, e enfrenta Hades, protegendo os cinco cavaleiros em esferas de energia. Mas nem ela parece ser páreo para o Deus. Vendo-a em perigo, Seiya destrói sua esfera de proteção e se lança entre eles golpeando Hades e atirando-o longe. Todos comemoram o feito, porém quando olham novamente veem a Espada de Hades atravessada no peito de Seiya. O Cosmo do Cavaleiro de Pégaso desaparece. Hades se recompõe e debocha da dor deles. Shun, Hyoga, Shiryu e Ikki queimam seus cosmos ao máximo e os unem ao de Atena que transpassa Hades com o Cetro da Vitória. Em seguida, os Campos Elíseos, o Inferno e todo o Mundo dos Mortos começa a se destruir.

Next Dimension

ShunND

Shun sobreviveu a destruição do Elísios, e aparece no Santuário, onde Atena e Seiya se encontram. Atena conversa com Shun e pergunta sobre os outros cavaleiros de bronze. Shun responde dizendo que não sabe o que aconteceu com eles. Shun percebe que tem algo de errado com Seiya e Atena explica que Hades feriu Seiya com sua espada e que agora ele tem apenas três dias de vida, pois a espada se move lentamente até atingir o coração de Seiya. Atena e Shun então decidem pedir ajuda de Ártemis, Deusa da Lua e irmã mais velha de Atena.

Tenma e Shun

Shun conhece Tenma, o Pégaso do passado

No templo da lua, Ártemis diz que nem ela e nem Apolo possuem o poder de controlar o tempo e que o único portador desse poder é Chronos, a personificação do tempo. Com ajuda de Hécate, Shun e Atena conseguem encontrar Chronos. Ele envia Saori e Shun para a Guerra Santa contra Hades em 1743. Lá Shun conhece Tenma de Pégaso, e explica a situação. Saori, por uma travessura de Chronos, acaba sendo transformada em um bebê, e ela aparece como se fosse a Atena daquela era..

Shun e Tenma tem problemas com Shion de Áries, que não acredita na história de Andrômeda, porém, a conversa deles é interrompida quando Shion descobre, através de Shijima de Virgem, que Atena (Saori bebê) corre perigo com a traição do Grande Mestre e do Cardinale de Peixes. Shion permite que ambos os cavaleiros de bronze passem.

Na casa de Touro, Ox de Touro, apesar de relutante em acreditar nos dois cavaleiros, permite que eles passem pela sua casa por causa da chegada de espectros.

Em Gêmeos, Shun e Tenma presenciam a batalha entre Abel de Gêmeos e Suikyo de Garuda, mas logo passam pela casa, seguindo para Câncer.

CM derruba Shun e Tenma

Na quarta casa, eles enfrentam Contador da Morte de Câncer, ele revela já saber da traição à Atena, porém, ele diz que não irá intervir e não permitirá a passagem dos dois. Suikyou (sob efeito do golpe de Gêmeos, Satã Imperial) acaba salvando Tenma e Shun, lutando contra o canceriano.

Goldie com Shun e Tenma

Em Leão, Kaiser de Leão não acredita na história contada pelos dois Cavaleiros e manda seu leão Goldie atacá-los. Porém, Goldie se afeiçoa a Shun. Kaiser se espanta, então ele mesmo ataca Shun, mas Goldie o protege, ferindo-se. Tenma usa um pedaço de sua roupa para amarrar no ferimento do leão. Kaiser começa a confiar nos dois Cavaleiros de Bronze e os deixa passar.

Shun e Tenma sofrem com o zumbido

Shun e Tenma sofrem com o zumbido partindo da imagem residual de Shijima.

Na Casa de Virgem, Tenma percebe que o cosmo do seu mestre sumiu, mas Shun diz que ainda sente um pouco do cosmo dele e que eles devem acreditar que ele está bem. De repente, o Cavaleiro de Virgem surge na frente deles. Shun tenta acalmar Tenma dizendo que se trata apenas de um pensamento residual e que o Cavaleiro de Ouro não está presente. Tenma sente um terrível zumbido no seu ouvido. Shun diz que é porque eles estão em um espaço desprovido de som. Tenma acredita que eles vão morrer ali e terão suas mentes destruídas. De repente, o zumbido é interrompido.
Shun e Shaka

A armadura de Andrômeda invoca o espírito residual de Shaka

Outro Cavaleiro de Ouro surge na Casa de Virgem e Shun fica atônito ao ver que se trata de Shaka de Virgem. Tenma indaga Shun se Shaka se faz presente lá como um pensamento residual. O Cavaleiro de Andrômeda diz que sim, já que Shaka está morto em seu tempo. Tenma fala para Shun que a lembrança residual de Shaka está saindo de sua Armadura, uma vez que a mesma foi ressuscitada graças ao sangue derramado por Shaka. Shijima então, utiliza as 4 Portas de Buda.
Shun, o próximo Cavaleiro de Virgem
Tenma se apressa em dizer que eles devem escolher uma das portas, enquanto que Shun pensa sobre do que se trataria. Tenma escolhe uma porta, só que Shaka puxa os dois e diz que eles não devem encostar em nenhuma das portas, já que independente da escolha eles não poderão continuar. Ambos os Cavaleiros de ouro então travam uma luta no qual os dois homens mais próximos de deus se enfrentam. Devido ao grande poder dos dois, não ocorreria uma Guerra de Mil Dias e sim um ciclo infinito de reencarnação. Shun resolve interferir para findar esta batalha se pondo a rezar. Ao observar tudo, Shijima pede desculpas à Shaka, que pede para que Shijima deixe os cavaleiros passarem. Shijima pergunta porque ele confia tanto nestes Cavaleiros de Bronze e Shaka responde dizendo que Shun herdará a Armadura de Virgem. Shijima então entende que três gerações de Cavaleiros de Virgem estavam naquele local e se despede de Shaka, que faz o mesmo, voltando ao Nirvana.
Shun e Tenma com a Armadura de Taça

No Jardim das Árvores Gêmeas, Shun e Tenma encontram a armadura de Taça.

Tenma e Shun acordam no Jardim das Árvores Gêmeas. De repente, eles se deparam com a Armadura de Taça. Tenma diz que eles tinham deixado ela fora das Doze Casas e não entende o que ela estaria fazendo ali. Shun desmaia e Tenma percebe que Shun está muito ferido e desmaia por um instante, mas acorda. Tenma diz que deu um pouco da água da Armadura de Taça, sendo assim ela curou os seus ferimentos. Os dois resolvem partir, mas percebem que a Armadura chora, Tenma e Shun percebem e acabam levando a armadura consigo.

Na Casa de Libra, Shun vê Dohko segurando Suikyou morto, e depois de uma longa conversa, descobre que Dohko está disposto a herdar a vontade de seu amigo morto, o mesmo diz que assassinará Atena, diante disto, ele e Tenma tentam sem sucesso deter o Cavaleiro de Libra, que só é parado com o surgimento de uma serpente.

Outras Aparições

Filmes

O Santo Guerreiro

Shun junto com os outros Cavaleiros de Bronze aceita a o desafio de Éris. Ele enfrenta Orfeu de Harpa e é derrotado sendo salvo por seu irmão. No final ele vê a destruição do Santuário de Éris.

A Grande Batalha dos Deuses

Shun vai à Asgard junto com Saori, Seiya e Shiryu procurar Hyoga. Lá ele fica como protetor de Saori. Shun enfrenta Ur e é derrotado, porém salvo por Ikki depois de o irmão derrotar Rung. Os dois ficam pendurados num penhasco. Shun defende Seiya de Durval e depois da derrota do Sacerdote, ele vê a Arvore do Universo nascer no lugar da estátua de Odin.  

A Lenda dos Defensores de Atena

Shun é atacado por Afrodite de Peixes, um dos Cavaleiros de Ouro mortos ressuscitado pelo deus Abel. Afrodite, assim como Máscara da Morte de Câncer, pretendia se vingar da derrota que havia sofrido na Batalha das Doze Casas. Shun tenta atacar Afrodite com a sua Tempestade Nebulosa, mas o Cavaleiro de Peixes esquiva-se facilmente e crava uma Rosa Sangrenta no corpo de Shun. Mesmo com a dor de ter seu sangue sugado pela rosa, Shun se mantém de pé e tenta continuar o confronto. Percebendo a insistência de Shun, Afrodite resolve lançar mais rosas contra ele. Quando a morte do Cavaleiro de Andrômeda parecia certa, eis que surge Ikki de Fênix, que repele todas as rosas brancas que Afrodite havia lançado e tira a rosa do corpo de Shun. Ikki assume o combate e derrota o Cavaleiro de Peixes facilmente com seu golpe Ave Fênix que repele as rosas brancas de Afrodite e enfia uma delas em seu coração.

Em seguida, a dupla de irmãos é violentamente atacada por Atlas de Carina que os deixa feridos no chão. Shun leva seu irmão até o Templo da Coroa do Sol, e se encontra com Atlas novamente, Shun salva Hyoga, do golpe final de Atlas e mesmo segurando Ikki, tenta o atacar e, em vão, é derrotado novamente. Ikki e Shun assistem às Armaduras de Ouro de Sagitário, Libra e Aquário, vestirem Seiya, Shiryu e Hyoga, porém, Shiryu e Hyoga acabam derrubados pelo deus Abel. Shun e os outros permanecem agonizando de dor, podendo apenas observar Seiya elevar o seu cosmo ao máximo e derrotar Abel com a Flecha de Sagitário, salvando Atena.

Os Guerreiros do Armagedon

Após despertar, Lúcifer apresenta seus quatro Anjos Caídos e um deles enfrenta Shun: Érigor de Virtude. Durante a luta, Shun tenta usar a Teia de Aranha de Andrômeda, mas o Anjo consegue retalhar a corrente facilmente e destrói a Armadura de Andrômeda, deixando Shun a beira da morte. Nesse momento, surge seu irmão Ikki que vence Érigor com o Golpe Fantasma de Fênix. Depois, Shun e seus amigos entregam os seus cosmos para Seiya de Pégaso, fazendo a Armadura de Sagitário aparecer, e com a doação do cosmo dos Cavaleiros de Ouro, Lúcifer finalmente é derrotado.

Prólogo do Céu

Shun luta contra o anjo celestial Teseu, mesmo utilizando os melhores golpes, todos são repelidos e bloqueados, deixando o Cavaleiro sem saídas para vencer. Quando tudo parecia perdido, seu irmão Ikki de Fênix surge para ajudar, porém também é facilmente vencido pelo anjo, que os joga em um lugar semelhante a um pequeno lago. Neste lugar, eles encontram uma grande estátua, aonde estavam as almas dos Cavaleiros de Ouro seladas por se rebelarem contra os deuses. Encorajados por eles, ambos decidem lutar juntos e formam uma dupla imbatível, a combinação da Tempestade Nebulosa com o Ave Fênix destrói o anjo celestial por completo.

Habilidades de Luta

Shun manipula a Corrente de Andrômeda em diversas situações. Possui um dos maiores cosmos entre os Cavaleiros de Atena, o que o faz capaz de lutar mesmo sem a corrente. A Corrente de Andrômeda se auto restaura quando arrebentada. A ponta circular da corrente da mão esquerda serve para defesa e a ponta triangular da mão direita, para ataque. Essa característica fica mais evidente quando seu cosmo é elevado. A corrente de ataque é famosa por apontar sempre para a direção onde se encontra o inimigo, e a mesma pode alcançá-lo em qualquer lugar que o mesmo estiver. Nas palavras de Shun: "nem que ela percorra o tempo e o espaço, ela encontrara-lo". Quando as Correntes pressentem o movimento do inimigo, elas logo criam uma defesa que se compara a uma grande parede ferro quase impossível de atravessá-la. O verdadeiro poder de Shun só é revelado quando ele realmente quer vencer o seu inimigo.

Técnicas Especiais

Corrente de Andrômeda

Corrente de Andrômeda
(Nebula Chain)
As correntes de Shun, sob seu comando, avançam para cima de sua vítima de uma maneira veloz e objetiva, visando acertá-lo por algum ângulo. Possuem a finalidade de danificar o inimigo, seja perfurando sua armadura com a alta pressão exercida sobre o ponto atingindo ou então apenas causando-lhe danos de impacto com a colisão das extremidades da corrente com o corpo da vítima. Na batalha contra o Cisne Negro, o golpe foi traduzido como Corrente Nebulosa Ataque.

Nebulosa de Andrômeda

Nebulosa de Andrômeda
(Andromeda Nebula)
A Nebulosa de Andômeda é uma técnica com a perfeita combinação de ataque e defesa. Ela se compara a uma grande parede de ferro quase impossível de atravessá-la. Quando o inimigo faz o primeiro movimento, a corrente logo percebe e parte para o ataque.

Onda Relâmpago

Onda Relâmpago
(Thunder Wave)

Esta técnica pode ser considerada uma evolução do ataque "Corrente de Andrômeda". No ataque, a corrente triangular, específica para o ataque, muito mais veloz e poderosa, parte para cima da vítima percorrendo uma trajetória de zigue-zague, simulando o trajeto de relâmpago, o que permite atingir o inimigo por vários lados e ângulos em um único golpe. Como resultado, a corrente possui maior intensidade para perfurar e destruir as armaduras, além de descarregar cargas elétricas de 10.000 volts ao contato com o corpo da vítima. Simultaneamente, a corrente de ponta circular fica inativa, preparada para proteger o corpo de Shun a qualquer instante.Segundo Shun,este ataque encontra o inimigo mesmo que ele esteja a milhares de anos-luz. Na batalha contra a ilusão de Gemeos, na Saga das Doze Casas, foi demonstrado o poder da corrente, de encontrar o inimigo onde ele estiver, a corrente penetrou na ilusão e acertou Saga, que estava na sala do mestre, o golpe foi traduzido como Onda Trovão nessa batalha.

Defesa Circular

Defesa Circular
(Rolling Defense)

Utilizando-se de sua corrente de ponta circular, Shun cria uma defesa em torno de seu corpo, onde essa mesma corrente começa a girar em volta de si, cada vez mais rápida e forte, asemelhando-se no final a uma verdadeira parede de aço, devido ao tamanho grau de defesa proporcionado pela técnica. Além da defesa propriamente dita, a Defesa Circular ainda tem a capacidade de repelir certos ataques recebidos como fez com as "Rosas Diabolicas Reais" de Afrodite de Peixes.

Teia de Aranha de Andrômeda

Teia de Aranha de Andrômeda
(Spider Net)
Golpe criado pela corrente para deter o ataque Ferrão da Abelha Rainha, golpe de Io de Scylla. A Corrente se transforma em uma imensa teia de Aranha, evitando o golpe de Io com extrema eficiência. Ele também usou este ataque na batalha contra Érigor no filme: Os Guerreiros do Armageddon: A Batalha Final.

Rede de Andrômeda

Rede de Andrômeda
(Casting Net)
Golpe criado pela corrente para deter o ataque Águia Poderosa, outro golpe de Io de Scylla. Utilizando suas correntes, Shun transforma a corrente em forma de círculo em uma imensa rede barrando o ataque da Águia.

Espiral de Andrômeda

Espiral de Andrômeda
(Spiral Duct)
Golpe criado pela para deter o ataque Serpente Assassina, outro golpe de Io de Scylla. Utilizando suas correntes, Shun envolve a Serpente e libera energia fazendo com que a serpente seja destruída.

Bumerangue de Andrômeda

Bumerangue de Andrômeda
(Boomerang Shoot)
Golpe criado pela corrente para deter o Ataque Vampiro, mais um golpe do Io de Scylla. A corrente faz movimentos Circulares traçando uma rota no estilo de um bumerangue atingindo indiretamente os Morcegos e evitando mais um golpe de Io.

Armadilha de Andrômeda

Armadilha de Andrômeda
(Wild Trap)
Golpe criado pela corrente para deter o ataque Fúria do Lobo, mais um golpe de Io de Scylla. A corrente se espalha pelo chão formando uma grande armadilha, capturando o Lobo criado pelo golpe de Io.

Grande Captura de Andrômeda

Grande Captura de Andrômeda
(Great Capture)
Golpe criado pela corrente para deter o ataque Urso Infernal, última besta usada pelo Io de Scylla. A corrente envolve o Urso e o aperta ao maximo, destruindo-o e detendo o golpe de Io. Também foi usado para deter Kasa de Lymnades e o cão Cérbero na saga de Hades (quebrando seus ossos e enforcando-o). Na versão Gota-Mágica, seu golpe não tinha nome, apenas como pegue-o corrente.

Corrente Nebulosa

Corrente Nebulosa
(Nebula Stream)
Pode-se dizer que esta técnica é um estágio que precede a Tempestade Nebulosa. Ela consiste em Shun expelir de seu corpo jatos de ar que vão diretamente até o oponente, paralisando o seu corpo. É uma forma criada por Shun para que o inimigo desista da batalha sem que o pior lhe ocorra. Um movimento suspeito por parte da vítima, por menor que seja, e a verdadeira tempestade explode. Foi utilizada na batalha contra Afrodite de Peixes, Mime de Benetnasch, Shido de Mizar e Sorento de Sirene.

Tempestade Nebulosa

Tempestade Nebulosa
(Nebula Storm)
A técnica mais poderosa de Shun, cuja realização se faz sem o auxílio das correntes. O golpe se faz através de potentes jatos de ar expelidos pelo corpo do Andrômeda que formam uma tempestade de ventos, levando a vítima para o alto e fornecendo-lhe os piores danos de impacto. Há também os danos de queda que o oponente recebe ao colidir-se contra o chão. A Tempestade Nebulosa pode ser realizada de 2 formas diferentes: na primeira, Shun faz um ataque mais generalizado, espalhando os jatos de ar por toda a área; na segunda, Shun canaliza todo o poder da tempestade em um ponto, aumentando assim os efeitos de seu golpe.

Curiosidades

  • Shun e Shiryu são nomeados por seus antecessores (Shaka e Dohko respectivamente) como futuros Cavaleiros de ouro de Virgem e Libra respectivamente.
  • No Spin-off "The lost canvas", no capítulo que Shion está lutando com Lune de Balron, observa-se a armadura de andrômeda com vários Ferimentos.
  • Foi salvo de morrer junto com Tenma por Shaka, de uma técnica de Shijima.
  • Em todas suas batalhas em Ômega, Shun é golpeado fortemente primeiro, e em seguida decide lutar.
  • Possui semelhanças com seu irmão Ikki:
    • Foram treinados em lugares hostis.
    • Tiveram que passar por uma prova para receber sua armadura. Ikki teve que matar seu mestre e enfrentar os cavaleiros negros e Shun foi amarrado em uma rocha no mar com as correntes de Andrômeda.
    • São considerados os Cavaleiros de Bronze mais poderosos.
    • Foram os únicos que conseguiram escapar da Ilusão de Kasa de Lymnades,e foram os que mais enfrentaram Generais Marinas.
    • São os únicos Cavaleiros de Bronze protagonistas no anime com uma cor de cabelo não natural, azul e verde.
    • Suas armaduras foram as que tiveram a mudança mais drástica no anime.
    • Apesar de seu grande poder, são os únicos protagonistas que não mataram um Deus.
    • No mangá, foram os únicos que no não trajaram uma armadura de ouro nos campos Elísios.
  • Shun possuí uma música tema chamada "Nebula Chain".
  • No mangá, na luta contra os Cavaleiros Negros, ele mostrou a habilidade de invocar as correntes sem necessitar da armadura.
  • Ele, juntamente com Hyoga, um dos únicos protagonistas sem um interesse amoroso explorado (June estava interessada nele, mas foi deixada de lado na história por Kurumada).
  • Tenma em Next Dimension comenta que Shun é similar à Alone devido a sua aparência.
  • A primeira imagem oficial de Shun como Hades foi revelada em 1990, quando ele apareceu na trilha sonora que era para ser dedicado à Saga de Hades (antes do cancelamento da série).

Outras Versões

Shun (Episode.G - Assassin)
Shun de Virgem
Shun (Lenda do Santuário)
Shun de Andrômeda
Shun (Ômega)
Shun de Andrômeda

Navegação

Cavaleiros de Atena
Deuses

AtenaNiké

Seres
não-humanos

Partita*

Papas

DesconhecidoSage*Hakurei*ShionAres*Saga de Gêmeos(G|LoS)*Cavaleiro das Sombras*Nicol*Mestre Ancião*Shion *Harbinger*

Cavaleiros de Ouro
(Séculos anteriores a XVIII)

Avenir de ÁriesAldebaran de TouroSage de CâncerCavaleiro de LeãoCavaleiro de OfiúcoIonia de CapricórnioKrest de AquárioCavaleiro de Peixes

Cavaleiros de Ouro
(Século XVIII)

Shion de Áries(TLC)Ox de TouroAldebaran de TouroTeneo de TouroKain de GêmeosAbel de GêmeosAspros de GêmeosDefteros de GêmeosDeathtoll de CâncerManigoldo de CâncerKaiser de LeãoIlías de LeãoRegulus de LeãoShijima de VirgemAsmita de VirgemDohko(TLC)Kardia de EscorpiãoSísifos de SagitárioIzo de CapricórnioEl Cid de CapricórnioDégel de AquárioCardinale de PeixesRugonis de PeixesAlbafica de Peixes

Cavaleiros de Ouro
(Século XX)

Mu de Áries(G|LoS)Aldebaran de Touro(G|LoS)Saga de Gêmeos(G|LoS)Kanon de GêmeosDeathmask de Câncer(G|LoS)Aiolia de Leão(G|LoS)Shaka de Virgem(G|LoS)Dohko de Libra(G)Milo de Escorpião(G|LoS|Sho)Shaina de OfiúcoAiolos de Sagitário(G|LoS)Shura de Capricórnio(G|LoS)Camus de Aquário(G|LoS)Afrodite de Peixes(G|LoS|Sho)

Cavaleiros de Ouro
(Século XXI)

Kiki de ÁriesHarbinger de TouroParadox de GêmeosIntegra de GêmeosSchiller de CâncerAiolia de LeãoMicenas de LeãoShun de VirgemFudou de VirgemShiryu de Libra(Assasin)Genbu de LibraSonia de EscorpiãoSeiya de SagitárioShura de CapricórnioIonia de CapricórnioHyoga de AquárioTokisada de AquárioAmor de Peixes

Cavaleiros de Prata
(Séculos anteriores a XVIII)

Hakurei de AltarRigel de ÓrionOutros

Cavaleiros de Prata
(Século XVIII)

Suikyo de TaçaYuzuriha de GrouHakurei de AltarLacaille de PopaTsubaki de VelaCavaleiro de CérberoCavaleiro de CorvoCavaleiro de FlechaCavaleiro de BaleiaCavaleiro de PerseuOutros

Cavaleiros de Prata
(Século XX)

Shaina de Ofiúco(G)Marin de Águia(G|Sho)Nicol de AltarAresMoses de BaleiaAsterion de Cães de CaçaSirius de Cão MaiorDaidalos de CefeuAlbiore de CefeuDante de CérberoCapella de CocheiroJamian de CorvoPtolemy de FlechaAlgethi de HérculesMisty de LagartoOrphée de LiraDio de MoscaAlgol de PerseuShiva de PavãoMayura de PavãoNoesis de TriânguloBabel de CentauroÁgora de LótusAracne de TarântulaGeorg de Cruzeiro do SulJuan de EscudoCavaleiros de Prata de Legend of Sanctuary

Cavaleiros de Prata
(Século XXI)

Shaina de OfiúcoMenkar de BaleiaMiguel de Cães de CaçaDorie de CérberoAlmaaz de CocheiroJohann de CorvoSham de FlechaFly de MoscaMirfak de PerseuPavlin de PavãoKazuma de Cruzeiro do SulEnnead de EscudoBayer de BoieiroMichelangelo de CinzelBartschius de GirafaIchi de Hidra Macho*Tokisada de RelógioBalazo de RetículoOutros

Cavaleiros de Bronze
(Séculos anteriores a XVIII)

Cavaleiros não nomeados

Cavaleiros de Bronze
(Século XVIII)

Tenma de Pégaso(TLC)Yato de UnicórnioRusk de BússolaJunkers de LoboBleriot de Leão MenorCurtis de HidraDouglas de Urso

Cavaleiros de Bronze
(Século XX)

Seiya de Pégaso(LoS)Shiryu de Dragão(LoS)Shun de Andrômeda(LoS)Hyoga de Cisne(LoS)Ikki de Fênix(LoS)Jabu de UnicórnioNachi de LoboGeki de UrsoIchi de HidraBan de Leão MenorYuri de SextanteMii de GolfinhoKyoko de Cavalo MenorShoko de Cavalo MenorXiaoling de Ursa MenorKatya de Coroa BorealErda de CassiopéiaRetsu de LinceOutros

Cavaleiros de Bronze
(Século XXI)

Kouga de PégasoRyuho de DragãoSoma de Leão MenorYuna de ÁguiaYoshitomi de LoboHaruto de LoboEden de ÓrionShun de AndrômedaHyoga de CisneIkki de FênixIchi de Hidra Kitalpha de Cavalo MenorCeleris de Cavalo MenorSubaru de Cavalo MenorSpear de Peixe-espadaHooke de CompassoGuney de GolfinhoDali de Coroa BorealParadise de Ave-do-paraísoArgo de Peixe-voadorArné de LebreKomachi de GrouRudolph de RenaGray de PombaLuciano de EsquadroMirapolos de Lince

Saintias

Shoko de Cavalo MenorKyoko de Cavalo MenorMii de GolfinhoXiaoling de Ursa MenorKatya de Coroa BorealErda de Cassiopéia

Guerreiros Azuis
(Século XX

Alexer (líder) • Piotr (líder) • Seguidores de Alexer

Guerreiros Azuis
(Século XVIII)

Garcia (líder) • Unity (líder)

Cavaleiros Negros
(Século XVIII)

Avido de Altar NegroAllegre de Baleia NegraLemargos de Hércules NegroYudo de Cães de Caça NegroRusé de Corvo Negro

Cavaleiros Negros
(Século XX)

Kenuma de Pégaso NegroShinadekuro de Dragão NegroFukuryu de Dragão NegroJido de Cisne NegroRitahoa de Fênix NegroAndrômeda NegroÁguia NegraOfiúco NegraLagarto NegroÁries NegroLobo NegroDesconhecidoOutros

Outros Cavaleiros
(Séculos anteriores a XX)

Maya de FlechaJaga de ÓrionOrfeu de LiraKhristós de Cruzeiro do SulYan de Escudo

Outros Cavaleiros
(Século XX)

Mei de Cabeleira de BereniceBerenice de Cabeleira de BereniceJao de LinceAtlas de QuilhaDocratesCavaleiro de FogoCavaleiro de CristalSpartanSpicaLedaGeistCavaleiro das SombrasMedusaGolfinhoSerpente MarinhaJao de LinceGeorgesDesconhecido

Comandantes
(Século XX)

GigasFaetonte

Instrutores Especiais
(Séculos XX e XXI)

MitoDiretor IoniaVice-diretorGekiGeorges

Carcereiros
(Séculos XVIII e XX)

GiocaGuiltyJangoIkki

Cavaleiros de Aço
(Século XX)

Sho do CéuUshio do MarDaichi da Terra

Cavaleiros de Aço
(Século XXI)

Sho do CéuUshio do MarDaichi da TerraBanNachiSubaruErunaEmmaKerryJabuGeki

Soldados, aprendizes e subordinados
(Século XVIII)

CelinthaSaroTeneoAtlaMineFelserPakia

Soldados, aprendizes e subordinados
(Século XX)

CassiosMeiKiki de AppendixJakiOhkoShinatoMiraiMitoTokiDesconhecidoGalarian SteinerLithos Chrysalis

Soldados, aprendizes e subordinados
(Século XXI)

Raki

Afiliados
(Século XVIII)

GarciaUnitySerafinaLucoPefkoMuirgheasConnerHaoYilin

Afiliados
(Século XX)

Mitsumasa KidoTokumaru TatsumiPiotrAlexerNatássiaFreyaFreyHilda de PolarisFreyaAsamori HakaseMiko HasegawaJohn Black

Afiliados
(Século XXI)

Tokumaru TatsumiAsamori Hakase

Artefatos

Armaduras de AtenaRosário de 108 ContasBáculo de AtenaAegisAdaga DouradaÂnfora de AtenaArgoCaixas de PandoraSelo de AtenaGemasEspada de AtenaOmertà

Ao redor da rede Wikia

Wikia aleatória