FANDOM


Shun de Andrômeda
アンドロメダ星座の瞬
Shun Perfil (Ômega)
Nome
Títulos O Cavaleiro Lendário
Romanização Andoromeda no Shun
Dados Gerais
Classificação Cavaleiro de Bronze
Armadura Armadura de Andrômeda
Constelação Andromeda
Divindade Atena
Dados Pessoais
Gênero Masculino
Idade 38 anos
Aniversário 9 de setembro
Signo Virgem
Local de Nascimento Japão
Dados do Treinamento
Local de Treinamento Ilha de Andrômeda, Etiópia
Mestre Albiore de Cefeu (anime)
Dados do Mangá/Anime
Estréia Anime: episódio 12
Dublador Ulisses Bezerra

Inimigo ou ailado, talvez poderíamos nos entender se conversássemos.

Shun de Andrômeda para o Surtr.


Shun de Andrômeda é um Cavaleiro de Bronze nos séculos XX e XXI, incumbido com a missão de proteger a deusa Atena.

Características

Aparência

Shun é um jovem garoto de aparência frágil, pele clara, possuí olhos e cabelo verde. Quando Shun não está trajando sua Armadura, ele é geralmente visto usando uma camisa preta de mangas longas, com um suspensório rosa ligado à sua calça branca e sapatos preto.

Personalidade

Histórico

Saga de Marte

Shun lutou ao lado de Atena e de seus amigos para proteger a terra da ameaça de Marte.

Primeira Batalha contra Marte

A Primeira batalha foi uma das mais cruéis de todas as batalhas que Atena participou, pois teve a presença dos Reis Celestiais de Marte, onde os 5 Lendários quase não resistiram e precisaram que a Deusa Atena vestisse sua Armadura sagrada. Shun com seus companheiros Hyoga, Shiryu e Seiya lutaram contra os mais poderosos guerreiros de Marte, os Quatro Reis Celestiais. No entanto, Shun e seus amigos tinham sido encurralados pela elite do deus da guerra, mas Atena vestiu sua Armadura e colocou para dormir os Quatro Reis Celestiais. A batalha é interrompida pela queda de um meteoro (que na verdade era Apsu, o deus da escuridão), que caiu na terra se fusionando com as armaduras e dando-lhes o poder dos elementos, mas não só os Cavaleiros de Atena ganharam poder, os Marcianos também ganharam novos poderes.

Segunda Batalha contra Marte

Foi a batalha onde os 5 Lendários lutaram para que impedir que Kouga fosse capturado e onde Marte colocou a marca das trevas nos cinco lendários Cavaleiros de Atena: Hyoga, Seiya, Shiryu, Shun e Ikki.

Após as Batalhas contra Marte

Já inutilizado pela Marca das Trevas, Shun decide adotar a profissão de médico e passa a cuidar de pessoas carentes em um vilarejo. Durante uma luta entre Kouga de Pégaso e Miguel de Cães de Caça, Shun os interrompe e salva o cavaleiro de bronze. Shun o leva para uma cabana, onde também está Ryuho de Dragão. Shun conta para Kouga sobre o início da guerra contra Marte. Nesse momento, Miguel reaparece e os ataca.

Ao perceber que Kouga estava perdendo a luta, Shun eleve seu cosmo e ataca Miguel com sua corrente. O cavaleiro de Prata sofre sérios danos e depois é derrotado por Kouga.

Shun então se despede de Kouga e fica no vilarejo para cuidar de Ryuho, que ainda está muito ferido.

Saga de Pallas

Halimede ataca uma pequena vila com um grupo de Pallasitos. Lá moram Ray e Phillip. Quando Halimede estava perto de atacar os dois irmãos, ele é detido por Shun. Durante a luta, Shun permite que Halimede fuja se ele não atacar mais a vila. O Pallasito jura em falso e, assim que Shun abaixa a guarda, ele usa o "Chrono Delayed" e paralisa Phillip.

Depois, Shun se encontra com Yuna, Souma e Ryuho e os leva para um abrigo onde estão os sobreviventes do ataque dos Pallasitos. Ray também estava lá, mas foge e vai para junto de Phillip. Shun explica aos cavaleiros de bronze que Ray o culpa pelo o que aconteceu ao irmão e que sabe como ele se sente, já que ele também sente a falta de Ikki.

Shun - que teve a ClothStone roubada − reinicia o combate contra Halimede.

No início, o Pallasito fica com a vantagem, mas logo Shun afirma que não precisa da armadura para lutar e bloqueia um ataque do inimigo. Shun eleva seu cosmo e quase parte para cima de Halimede, mas este diz que, se for morto, o irmão de Ray não voltaria ao normal. Shun então oferece a própria vida em troca da vida de Phillip.

Ray se arrepende do que faz e parte para cima de Halimede e consegue pegar a Cloth Stone de volta. Halimede então lança seu ataque mais poderoso para matar Shun. Mesmo com a ajuda de Yuna, o ataque não consegue ser evitado. Entretanto, no último instante, a armadura de Andrômeda surge em sua nova forma e defende Shun e Ray.

Shun veste a nova armadura e ataca Halimede com sua corrente. O Bastão Triplo do pallasito é destruído e este foge, alertando que o tempo não voltaria ao normal. Depois disso, Shun promete trazer o irmão de Ray ao normal e proteger a vila em que eles vivem.

Pallasbelta

É visto um tempo depois chegando em Pallasbelta, acompanhado de Shiryu e Hyoga, para também batalhar em nome de Atena mais uma vez.

No campo de batalha, sente o cosmo de Saori, chegando à Pallasbelta. Mais tarde, Shun fica surpreso por sentir o cosmo de seu irmão que não via a muito tempo, entrando no campo de batalha. Depois Shun e seu irmão chegam para enfrentar o exército de Pallas na frente de seu castelo. Shun vence com muita facilidade o Exército de Pallas. Ele empresta seu Cosmo para Kouga quebrar o Portal do Tempo.

Castelo de Pallas

Após a quebra do Portal do Tempo, Shun e seus amigos entram na fortaleza de Pallas. Shun vê Ikki destruindo o portão de entrada. Ele também vê Ikki e Integra entrando primeiro no castelo. Shun e os outros cavaleiros entram no castelo e se encontram com Europa. Europa os avisa que existem quatro cominhos a se seguir e somente um lavará a Pallas. Ele vê Kouga e os outros sendo atacados por Europa, mas quando ia ajuda-los é interrompido por Shiryu. Shun diz a Hyoga e Shiryu que cuidará dos jovens cavaleiros e segue com eles pelo primeiro caminho sugerido por Europa.

Caminho de Álfheim

Shun segue junto com Kouga, Yuna e Souma pelo caminho Álfheim. Ele decide lutar contra os soldados pallasites enquanto os demais seguem em direção a Pallas. No meio do caminho, Kouga e os outros começam uma luta contra Surtr. Quando estão para perder, Shun aparece e os salva.

Shun diz que o golpe de Surtr baseia-se na reflexão do cosmo liberado contra o Pallasite. Shun avisa aos demais cavaleiros que é necessário manter a calma durante o combate e analisar a situação. Em seguida, o cavaleiro de Andrômeda pede a Surtr que os deixe passar − já que ele não quer ferir ninguém. Tendo o seu pedido negado, Shun decide lutar. Shun então pede que Kouga e os demais façam Surtr atacar novamente. Durante o ataque do Pallasite, Shun atinge um único ponto da barreira. Entretanto, o plano não saiu como desejado e, por defender os outros com a corrente de defesa, Shun recebe o ataque de Surtr. O cavaleiro de Andrômeda fala decidiu levar o ataque no lugar deles, pois Kouga e os outros estavam em seu limite físico.

Shun então descobre o ponto fraco da barreira de Surt: ela não defende ataques desprovidos de Cosmo. Shun então faz um novo plano. Entretanto, era um plano arriscado e que causaria a morte de Kouga − que se voluntariou para o ataque − se falhasse. Shun pede a Souma e Yuna que façam uma parede de fogo e vento para atrapalhar a visão de Surtr. Logo depois, Kouga sem armadura vem por dentro da parede em direção ao Pallasito. Surtr tenta impedi-lo, mas Kouga é protegido pela corrente de Shun. Kouga consegue passar pela barreira e destruir a Pedra Mística de Surtr - desfazendo a barreira.

Apesar de ter perdido sua arma, Surtr decide continuar a luta. Shun, no entanto, afirma que não permitirá que isso aconteça e o paralisa com a Corrente Nebulosa. O cavaleiro de Andrômeda pede mais uma vez que o Pallasite desista da luta, mas Surtr mantém-se irredutível. Diante disso, Shun usa a Tempestade Nebulosa e mata Surtr. Shun declara que a vitória deles se deu a união de seus cosmos e que Kouga e os outros poderão, um dia, chegar ao nível superior ao Cosmo Supremo. Após a batalha no Domo de Cristal, Shun e seus companheiros, chegam no final do caminho de Álfheim. Ali, eles se deparam com Aegaeon, o Pallasito de Primeira Classe que se prepara para atacar. Ele vê Aegaeon repelir Kouga, Souma e Yuna com sua espada. Shun ouve o pallasito falar para ele que já batalhou contra seu irmão. Shun começa a batalhar com Aegaeon e o atinge utilizando seu ataque Onda Relâmpago, mas ao ver que o pallasito estava trajando sua Chronotector acaba sendo atacado por ele. O cavaleiro de Andrômeda numa tentativa de vencer o pallasito primário, utiliza sua técnica Corrente Nebulosa.

Aegaeon destrói a técnica de Shun, e o ataca com sua Jūbakuraizanba e para o tempo de seu corpo da cintura para baixo. Então, Shun observa o combate de Kouga e seus amigos contra Aegaeon. Após a derrota de Kouga, Souma, e Yuna, o pallasito primário tenta mata-lo. Após Kouga interferir na tentativa de Aegaeon de matar Shun, Ikki chega para acertar as contas com o pallasito.

Shun e os outros avançam até Pallas, deixando Ikki lutar contra Aegaeon. Após o término da luta de Ikki contra Aegaeon, Shun chora pela morte de seu irmão mais velho ao receber uma pena de uma Fênix. Enquanto prosseguia pelo caminho, se deparam com uma esfera. Nessa esfera ele vê a luta de Gallia contra Atena e os Cavaleiros de Ouro. Logo ele é tragado pelo ataque de Paradox e Integra, a 'Outra Dimensão, que tinha por objetivo inutilizar a técnica de Europa. Ao lado de Hyoga, chegam até o Pallasite Secundário, que é capturado pela Onda Relâmpago ao tentar escapar. Antes de iniciar sua luta contra Europa, sente o poder da Exclamação de Atena criada por Shiryu, Kiki e Fudou.

Europa continua a fugir da batalha contra Hyoga e Shun, dizendo que o despertar de seu deus, está próximo. Nesse instante, Miller surge para enfrentar os Cavaleiros Lendários, trocando de lugar com Europa, que some em dimensão aberta por ele próprio. Miller então enfrenta os dois cavaleiros lendários, mas posteriormente também se retira para encontrar-se com seu deus que havia despertado.

Europa e Miller x Shun e Hyoga

Depois de tantos acontecimentos, Europa e Miller vão assassinar Atena e Pallas, mas dão de encontro com Titan e Harbinger que estavam as protegendo, porém Europa diz a eles que não seria melhor enfrentá-los, pois os dois já estavam muito enfraquecidos. Quando então o ex-pallasito secundário lança um de seus chackrams sobre eles, Shun de Andrômeda o ricocheteia para longe com sua corrente e junto de Hyoga diz aos ex-pallasitos, agora servos de Saturno que chegou a hora de enfrentá-los de uma vez por todas.

Em combate Europa e Miller parecem ter a vitória após lançar seus ataques mais poderosos, usando a distração de Shun durante a luta Europa usa o Slash Destructive nocauteando Shun, então zomba da aparente fraqueza dos Cavaleiros Lendários. Hyoga responde aos Ex-Pallasitos derrotando o Miller usando o Pó de Diamante e Shun, para os movimentos do Europa com a sua Corrente Nebulosa, por ser gentil, Shun tenta convencer o Europa a se render, o servo de Saturno não recua, Shun deixa de lado o seu pacifismo e derrota-o, com o seu ataque mais poderoso, Tempestade Nebulosa. Após lançar a técnica, ele fica sem energias acreditando ter vencido, mas é surpreendido ao ver que Europa sobreviveu a sua técnica, o Cavaleiro Lendário cai e desmaia sem energia e, em seguida, observa surpreso Titan aparecer e acabar com a vida do Europa.

Habilidades de Luta

Sendo um Cavaleiro de Atena, Shun utiliza o Cosmo como sua fonte de energia. O elemento que rege seu cosmo é o Elemento Vento, manipulando de maneira em que seus ataques Corrente Nebulosa e Tempestade Nebulosa, fazem com que ele consiga manipular o Vento. O controle do vento já era uma das especialidades de Shun a princípio, então não houveram mudanças.

Algo que não foi mencionado explicitamente, mas é certo que Shun domina o Sétimo Sentido no universo de Ômega, considerando que a história se passa após as Sagas de Poseidon e das Doze Casas; ocasião onde Shun despertou a essência do Sétimo Sentido.

Shun é um cavaleiro lendário e apesar de ainda ser da patente de bronze, ele é tão forte quanto os Cavaleiros de Ouro.

Técnicas Especiais

Corrente de Andrômeda (Ômega) Corrente de Andrômeda
(Nebula Chain)
As correntes de Shun, sob seu comando, avançam para cima de sua vítima de uma maneira veloz e objetiva, visando acertá-lo por algum ângulo. Possuem a finalidade de danificar o inimigo, seja perfurando sua armadura com a alta pressão exercida sobre o ponto atingindo ou então apenas causando-lhe danos de impacto com a colisão das extremidades da corrente com o corpo da vítima. Em Omega as Correntes de Shun se multiplicam durante o ataque.
Onda Relâmpago (Ômega) Onda Relâmpago
(Thunder Wave)
Esta técnica pode ser considerada uma evolução do ataque "Corrente de Andrômeda". No ataque, a corrente triangular, específica para o ataque, muito mais veloz e poderosa, parte para cima da vítima percorrendo uma trajetória de zigue-zague, simulando o trajeto de relâmpago, o que permite atingir o inimigo por vários lados e ângulos em um único golpe. Como resultado, a corrente possui maior intensidade para perfurar e destruir as armaduras, além de descarregar cargas elétricas de 10.000 volts ao contato com o corpo da vítima. Simultaneamente, a corrente de ponta circular fica inativa, preparada para proteger o corpo de Shun a qualquer instante. A Onda Relâmpago é utilizada em casos que seu portador se encontra em maior perigo, onde as correntes atingem o ápice de sua função. Segundo Shun,este ataque encontra o inimigo mesmo que ele esteja a milhares de anos-luz. Na batalha contra a ilusão de Gêmeos, na Saga das Doze Casas, foi demonstrado o poder da corrente, de encontrar o inimigo onde ele estiver, a corrente penetrou na ilusão e acertou Saga, que estava na sala do mestre, o golpe foi traduzido como Onda Trovão nessa batalha.
Defesa Circular (Ômega) Defesa Circular
(Rolling Defense)

Utilizando-se de sua corrente de ponta circular, Shun cria uma defesa em torno de seu corpo, onde essa mesma corrente começa a girar em volta de si, cada vez mais rápida e forte, assemelhando-se no final a uma verdadeira parede de aço, devido ao tamanho grau de defesa proporcionado pela técnica. Além da defesa propriamente dita, a Defesa Circular ainda tem a capacidade de repelir certos ataques recebidos.

Corrente Circular Corrente Circular
(Circular Chain)
Shun ataca usando sua corrente pontiaguda, que vai fazendo um movimento em espiral que propaga como se fosse uma onda para frente, sendo capaz de acertar múltiplos oponentes de uma só vez, arremessando-os para trás.
Corrente Nebulosa (Ômega) Corrente Nebulosa
(Nebula Stream)
Pode-se dizer que esta técnica é um estágio que precede a Tempestade Nebulosa. Ela consiste em Shun expelir de seu corpo jatos de ar que vão diretamente até o oponente, paralisando o seu corpo. É uma forma criada por Shun para que o inimigo desista da batalha sem que o pior lhe ocorra. Um movimento suspeito por parte da vítima, por menor que seja, e a verdadeira tempestade explode. Foi utilizada na batalha contra Surtr.
Tempestade Nebulosa (Ômega) Tempestade Nebulosa
(Nebula Storm)
É uma forma aprimorada da antiga técnica Tempestade Nebulosa, onde o golpe se faz através de potentes jatos de ar expelidos pelo corpo do Andrômeda que formam uma tempestade de ventos, levando a vítima para o alto e fornecendo-lhe os piores danos de impacto. Há também os danos de queda que o oponente recebe ao colidir-se contra o chão. Na versão do manga, com a nova armadura de Andrômeda as correntes dão um suporte aumentando a potência do golpe.

Imagens do Site Oficial

Outras Versões

Shun (Clássico)
Clássico
Shun (Episode.G - Assassin)
Assassin
Shun (Lenda do Santuário)
Legend of Sanctuary

Navegação

  1. REDIRECIONAMENTO Predefinição:Cavaleiros de Atena

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.