Fandom

Saint Seya Wiki

Volume 2 (Next Dimension)

2 348 pages em
Este wiki
Adicione uma página
Comentários0 Compartilhar

O Volume 2 de Saint Seiya Next Dimension possui 7 capítulos:

Capítulo 13: Izô e Ox (以蔵とオックス Izō to Okkusu)

Ox irritado.png

Ox irritado com Dohko e Shion

Em algum local do Santuário, Ox de Touro, está irritado com Dohko e Shion por eles agirem sem pensar nas consequências. O Cavaleiro de Touro resolve castigá-los, porém Tenma tenta atacar, mas é jogado contra uma coluna. Ox é impedido por um outro Cavaleiro de Ouro, Izo de Capricórnio, que levanta sua mão em forma de uma espada e corta o rochedo em dois, jogando Dohko, Shion e Tenma para baixo. Ox se irrita e Izô diz que o golpe de Ox poderia matá-los. Os dois se preocupam, pois Hades já apareceu e Atena não deu sinal de vida. Os Cavaleiros Shion, Dohko e Tenma se levantam e juram que treinarão para ficarem fortes como verdadeiros Cavaleiros de Atena. Tenma promete que salvará Suikyo e Alone. Izo percebe que a Armadura de Taça está próximo a ele e Ox. Os dois Cavaleiros de Ouro resolvem olhar e uma nova cena do futuro aparece: Saori com Seiya em uma cadeira de rodas.

Capítulo 14: Pulseira de Flores (花の鎖 Hana no Kusari)

Saori com Seiya.png

Saori com Seiya

Um ano se passa desde a luta contra Hades. Saori está num campo florido com Seiya, que permanece em uma cadeira de rodas. Saori então coloca uma pulseira de flores no braço do Pégaso e logo depois, ela é surpreendida por Shun. Saori pergunta a Shun onde estão os outros e ele responde que não sabe onde estão Ikki, Shiryu e Hyoga. Shun vê Seiya na cadeira, mas não entende o que aconteceu. Saori explica que Seiya irá morrer em três dias devido à espada de Hades, que ficou cravada em seu peito. Saori avisa que vai ao encontro de uma pessoa e Shun decide ir com ela. Ela veste sua Armadura e os dois vão para Star Hill. Saori leva Shun consigo para o Olimpo, a morada dos Deuses. Shun veste sua Armadura, mas vê que ela voltou a ser uma Armadura de Bronze. Saori explica que toda vez que o Cosmo chega ao infinito, a Armadura Divina aparece, mas que depois ela volta ao estado normal. Saori diz para Shun que eles irão ao Templo de Ártemis, a Deusa da Lua e também sua irmã mais velha. Voltando 243 anos no tempo, Izo e Ox se surpreendem com uma voz. Shijima, o antigo Cavaleiro de Virgem, diz que sente o cosmo de Atena em um espaço-tempo diferente e que a sente se aproximando.

Capítulo 15: O Templo da Lua (月の神殿 Tsuki no Shinden)

Saori corta seu cabelo.png

Saori corta seu cabelo

Saori e Shun chegam num ponto onde se perdem em meio a uma encruzilhada de vários caminhos. Uma senhora de aparência bastante velha aparece ali e pergunta aonde os dois pretendem ir, uma vez que humanos não deveriam ter acesso àquele local. Atena explica-se, e quando a anciã Hécate, a bruxa da Lua, a reconhece de fato, propõe uma troca: o cabelo da deusa pela informação de qual caminho leva até o Templo da Lua. Shun não concorda, mas Saori aceita e corta seu cabelo com um punhal entregue pela velha, que desaparece logo em seguida após receber o que desejava. Aqueles vários caminhos eram, na verdade, uma cilada da bruxa, pois havia apenas um caminho desde o princípio.
Satélites de Ártemis.png

Satélites de Ártemis

Chegando ao Templo da Lua, Atena e Shun são recebidos com uma chuva de flechas das Satélites de Ártemis, que são todas bloqueadas pela “Defesa Circular” do Andrômeda. Calisto, a dama de companhia de Ártemis, intervém, e tenta convencer Atena a dar meia volta e retirar-se, mas esta, por sua vez, diz estar disposta a passar nem que seja usando a força. Com isso, eles vão ao encontro de Ártemis, a irmã mais velha de Atena.

Capítulo 16: Enquanto Houver Amor (愛あるかぎり Ai Aru Kagiri)

Atena vs Ártemis.png

Atena vs Ártemis

Atena, frente à irmã, equivocadamente roga-lhe por seus poderes para que possa retroceder no tempo a fim de salvar a vida de Seiya. Ártemis não acredita que a deusa pense em ir tão longe por um humano e, então, inicia uma investida contra a mesma. Depois de alguns golpes báculo a báculo, Saori é desarmada e encurralada. A irmã mais velha desdenha dos humanos e põe em xeque as atitudes de Atena, esta que, em lágrimas, afirma que ainda assim continuará crendo nas pessoas. Ártemis revela que Chronos, o deus do Tempo, é o único que poderia realizar aquele tipo de pedido, no entanto, ele é um deus sem forma do qual não se sabe o paradeiro e, logo em seguida, Saori e Shun são enviados para fora do Templo da Lua. Do lado de fora, Hécate reaparece diante os dois, desta vez, diferentemente de antes, sob uma aparência infantil. A deusa da Lua, perante Calisto, reconhece o forte sentimento da irmã menor.

Capítulo 17: Lascoumoune (ラスクムーン Rasukumūn)

Lascoumoune derrota Shun.png

Lascoumoune derrota Shun

Calisto convoca secretamente Lascoumoune para dar cabo de Atena. Enquanto isso, em algum lugar do Olimpo, Hécate guia Shun e Saori, que acaba explicando à bruxa sobre a questão dos três dias. Andrômeda percebe que estão sendo perseguidos e decide ficar para trás a fim de deter os possíveis inimigos. São as subordinadas de Lascoumoune; elas tentam uma, duas investidas, mas são facilmente derrotadas. Quando surge a própria, apontando sua ameaçadora flecha carmesim contra Shun, que desta vez é atingido ao ver sua corrente ser sobrepujada pelo movimento do “Víbora Carmesim”. Lascoumoune está prestes a desferir o último golpe, no entanto, ela é perturbada por um grande cosmo, que vai ganhando forma no local.

Capítulo 18: Ave Fênix (不死鳥 Fushichō)

Ikki derrota Lascoumoune.png

Ikki derrota Lascoumoune

No passado, Shijima está convicto de que Atena aparecerá naquela época e transmite seus pensamentos para Ox e Izo. Já no presente, Lascoumoune se mostra inquieta por causa do cosmo agressivo que ali pairava, mas logo volta sua atenção à tarefa de finalizar o já inconsciente Shun. Ela dispara a flecha, que acaba sendo desviada por uma pluma. Ikki de Fênix surge em meio ao seu cosmo flamejante. A Satélite é impotente diante daquele homem e logo é derrotada com uma de suas próprias flechas atirada de volta por ele. Mais tarde, Shun se recompõe e encontra Lascoumoune caída, além de uma pluma de Fênix, o sinal de que seu irmão esteve ali. Saori finalmente chega no local onde se encontra Chronos.

Capítulo 19: Portas do Espaço-Tempo (時空の扉 Jikū no Tobira)

Hécate em pedaços.png

Hécate em pedaços

Saori fica surpresa diante daquele imenso lago, onde Chronos se encontra. Na verdade, aquilo não se trata de água, mas sim de um conglomerado de nebulosas que formam, ali, o portal do Espaço-Tempo. A voz do deus ecoa pelo local de forma ameaçadora, e sem que possam reagir, as invasoras tornam-se vítimas: Hécate é feita em pedaços e Atena é jogada longe em meio às incontáveis nebulosas. No Templo da Lua, Lascoumoune desculpa-se com Calisto por ter falhado e a alerta sobre Ikki, desmaiando em seguida; enquanto sua senhora se mostra bastante preocupada com tal situação. Shun aparece e consegue trazer Saori de volta, que, dessa forma, finalmente consegue dirigir a palavra a Chronos.
Saori e Shun ND.png

Saori e Shun

Ela lhe roga que deseja voltar ao passado para salvar a vida de uma pessoa em apenas três dias. O deus do Tempo retruca, mas no final é conivente com a ideia e dá à deusa o prazo de exatamente três dias para que ela retorne, caso contrário, ficará presa no passado. Surge o relógio estelar e, abaixo, a passagem para o tempo da Guerra Santa anterior. Atena e Andrômeda prendem seus pulsos através de uma corrente de flores e finalmente se dirigem ao passado pela nebulosa rubra.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória